Ásia/Oceania

Um gol aos 51 do 2° tempo garantiu o título da Supercopa e ampliou o domínio do Frontale no Japão

O Kawasaki Frontale desfruta de uma hegemonia histórica no futebol japonês. Os Golfinhos conquistaram três dos últimos quatro títulos da J-League e, na virada do ano, também garantiram a dobradinha nacional com o inédito troféu da Copa do Imperador. A nova temporada começou neste sábado e os celestes renovaram sua dinastia ao faturarem também a Supercopa do Japão. O Frontale encarou o Gamba Osaka em Saitama e buscou a vitória por 3 a 2, com uma dose de emoção. O gol decisivo saiu aos 51 do segundo tempo.

O Kawasaki Frontale entrou em campo com três brasileiros: o zagueiro Jesiel, o meio-campista João Schmidt e o atacante Leandro Damião. No entanto, o destaque foi mesmo Kaouru Mitoma, protagonista nas conquistas recentes. O ponta de 23 anos anotou os dois primeiros gols dos Golfinhos, o primeiro deles em ótima trama pela esquerda. Dominante na primeira metade da partida, o Frontale seguiu para o intervalo com a boa vantagem, mas acabaria cedendo à reação do Gamba Osaka no segundo tempo.

O Gamba Osaka buscou o empate com dois gols em sete minutos, aos 15 e aos 22 do segundo tempo. O primeiro aconteceu na base da insistência dentro da área, para Shinya Yajima definir. Já o segundo viria do representante brasileiro entre os titulares da equipe, Patric, cobrando pênalti. Tiago Alves e Leandro Pereira saíram do banco depois disso. Porém, o Kawasaki Frontale teria forças para reagir e confirmar a conquista. O herói foi Yu Kobayashi, que substituiu Damião e definiu um contra-ataque no sexto minuto dos acréscimos.

O Kawasaki Frontale possui um dos melhores times da história da J-League, após debulhar recordes nos últimos meses – como avaliou Tiago Bontempo, no ótimo blog ‘Futebol no Japão’, do Globo Esporte. O resultado na Supercopa reitera como o bom trabalho se mantém. Ficam as expectativas sobre aquilo que os Golfinhos poderão produzir também na Champions Asiática, onde ficaram devendo, depois de duas eliminações ainda na fase de grupos nas participações mais recentes.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo