Ásia/OceaniaCopa da Ásia

Regionalização

As eliminatórias asiáticas para a Copa do Mundo 2014 são o torneio mais importante do continente no atual momento. Entretanto, as dez seleções que ainda sonham em estar no Brasil, assim como as de menor porte (já eliminadas do qualificatório), reservam atenção a outros campeonatos.

As competições regionais asiáticas representam as rivalidades locais entre os países e acabam ganhando importância, mesmo que a maioria delas não dê classificação para campeonatos de primeira categoria. Em 2012, países de várias regiões asiáticas entraram em campo na briga por troféus. Veja um resumo do que aconteceu – e vai ocorrer – no continente em 2012/13.

AFF Suzuki Cup (sudeste asiático)

Disputada na Malásia e na Tailândia, a nona edição do torneio mostrou boa campanha inicial dos anfitriões, que passaram da fase de grupos. Na chave A, a Tailândia assegurou 100%, contra Filipinas (2 a 1), Mianmar (4 a 0) e Vietnã (3 a 1), seguida pelos filipinos. No grupo B, a Malásia ficou atrás de Cingapura, com os mesmos seis pontos, eliminando Indonésia e Laos, que venceu apenas dois dos 30 jogos disputados na história, sempre caindo na fase de grupos.

Curiosamente, as semifinais tiveram jogos de ida e volta – cada país pôde jogar em casa –, em que Cingapura superou Filipinas (1 a 0), enquanto a Tailândia passou pela Malásia (3 a 1). Na final, em duas partidas, Cingapura impôs resultado agregado de 3 a 2 e faturou seu quarto título na competição, ultrapassando a própria Tailândia no número de troféus, reinando absoluta no sudeste asiático.

O destaque é o atacante tailandês Teerasil Dangda, 24 anos, artilheiro do torneio, com cinco gols. Atualmente no Muangthong United (Tailândia), o atleta já foi especulado para fazer testes por Atlético de Madrid e Getafe. Dangda marcou 25 gols em 32 partidas na temporada doméstica.

WAFF Championship (oeste asiático)

Os países árabes (com a adição do Irã) entraram em campo pela sétima vez na história, cuja edição foi disputada no Kuwait. No grupo A, o grande vencedor foi Omã, que ainda sonha em alcançar a Copa do Mundo 2014, dono de seis pontos em três jogos, eliminando os anfitriões, Palestina e Líbano, que também segue vivo nas eliminatórias.

Na chave B, os favoritos Irã e Arábia Saudita foram surpreendidos pelo Bahrein, que acumulou sete pontos e seguiu adiante – o Iêmen perdeu os três jogos e ficou na lanterna. No grupo C, com três equipes, a Síria despachou Iraque e Jordânia (esta perdeu os dois jogos), mas os iraquianos conseguiram a vaga como o melhor segundo colocado.

Nas semifinais, o Iraque superou os omanis (2 a 0), já sem Zico no comando, e jogou a final com a Síria, que precisou dos pênaltis para eliminar o Bahrein (3 a 2), depois de empate a um gol no tempo normal. Em 20 de dezembro de 2012, o zagueiro Ahmad Al Salih balançou as redes iraquianas no segundo tempo e colocou a Síria no rol dos campeões do torneio, que tem o Irã no topo, com quatro troféus, seguido por Iraque e Kuwait, ambos com um título.

O detalhe curioso é a Palestina, uma das quatro seleções que jogaram todas as sete edições do campeonato do oeste asiático, ao lado de Irã, Jordânia e Síria, mas nunca foi além da fase de grupos – o Cazaquistão jogou uma vez (2000), quando ainda pertencia à confederação asiática.

East Asian Cup (leste asiático)

A fase preliminar foi jogada em julho de 2012 e contou com a participação de três seleções inexpressivas. Melhor para Guam, que superou Macau e a novata Ilhas Marianas do Norte e se classificou para a segunda fase – importante lembrar que Guam já sofreu goleada de 19 a 0 para o Irã, nas eliminatórias para a Copa de 2002.

Em chave única de cinco seleções, a poderosa Austrália somou dez pontos em quatro jogos e levou a melhor sobre a Coreia do Norte no saldo de gols (18 contra 14). Também acabaram eliminados Hong Kong, Taiwan e Guam, que marcou apenas duas vezes e sofreu 17 gols.

A fase final do torneio está marcada para 20-28 de julho de 2013 e contará com os gigantes da região, Coreia do Sul e Japão. A China também está no quadrangular final, a ser disputado na Coreia do Sul, a maior vencedora, com dois títulos, ao lado dos chineses.

SAFF Championship (sul asiático)

A competição foi disputada em 2011, em solo indiano, terminando com o título dos donos da casa, que golearam a surpresa Afeganistão por 4 a 0, na grande final. Seleções curiosas costumam participar do torneio, como Butão, Sri Lanka, Paquistão e Bangladesh, países entre os mais fracos da Ásia em termos de futebol.

A Índia é o maior vencedor da competição, com seis títulos, enorme vantagem sobre Ilhas Maldivas, Bangladesh e Sri Lanka, todos com uma conquista. No final de setembro de 2013, as seleções se reúnem no Nepal para a décima edição do campeonato.

Copa do Golfo (oriente médio)

O torneio regional mais antigo da Ásia é a Copa do Golfo, disputada entre os países do instável Oriente Médio desde 1970. No presente momento, as seleções árabes estão jogando a competição, que tem sede no Bahrein.

Apenas os Emirados Árabes Unidos estão classificados para as semifinais e aguardam os outros três, que serão definidos até 12 de janeiro. O Kuwait é o maior vencedor do certame, com dez títulos, seguido de Arábia Saudita e Iraque, com três troféus. Bahrein e Iêmen são os únicos que nunca venceram a Copa do Golfo.

Copa da Ásia 2015

A grande competição de seleções da Ásia será jogada na Austrália, entre os dias 8 e 31 de janeiro. Apenas quatro países estão confirmados na fase final, incluindo os anfitriões. Além dos australianos, Japão (campeão da Copa da Ásia 2011), Coreia do Sul (terceiro lugar no mesmo torneio) e Coreia do Norte (vencedora da AFC Challenge Cup 2012, que reúne seleções de pequeno porte) esperam os demais agraciados, que serão definidos em 2013-14.

Serão duas vagas diretas em cada chave, totalizando dez equipes, mais o melhor terceiro colocado (além do campeão da AFC Challenge Cup 2014). Os jogos ocorrem entre 6 de fevereiro de 2013 e 5 de março de 2014.

Grupo A: Jordânia, Síria, Omã e Cingapura

Grupo B: Irã, Kuwait, Tailândia e Líbano

Grupo C: Iraque, China, Arábia Saudita e Indonésia

Grupo D: Catar, Bahrein, Iêmen e Malásia

Grupo E: Uzbequistão, Emirados Árabes Unidos, Vietnã e Hong Kong

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo