Ásia/Oceania

Os favoritos são os outros

As seleções da Nova Zelândia e do Bahrein se enfrentam neste sábado, apontando um classificado para a Copa do Mundo do ano que vem em um jogo cercado de expectativa. A partida acontece no WestPac Stadium, em Wellington, capital da Nova Zelândia, e já teve seus 36 mil ingressos vendidos com muita antecedência.

Para os donos da casa, uma vitória representa voltar à disputa de um Mundial 28 anos depois de sua primeira – e única – aparição, na Copa da Espanha, quando integrou o grupo F, ao lado de Brasil, União Soviética e Escócia. Para os barenitas, uma classificação seria inédita – e a chance de se recuperar da frustração das eliminatórias para a Copa de 2006, quando a seleção também chegou à repescagem, mas perdeu a vaga diante de sua torcida, ao ser derrotada por Trinidad e Tobago.

Comandados por Ricki Herbert, que esteve em campo como jogador na participação solitária em 82, os neozelandeses confiam em uma atuação melhor jogando em casa do que na partida de ida, mês passado em Manama, onde, apesar da pressão dos barenitas, o placar acabou empatado em 0 a 0.

Mesmo jogando em casa, o capitão da equipe, Ryan Nelsen, alimentou a guerra de nervos fora de campo, ao afirmar que o favoritismo está do lado adversário. “Eles são a quinta melhor seleção da Ásia, fizeram mais de 20 partidas juntas com essa equipe-base, então é óbvio que eles são os favoritos. Ao mesmo tempo, a pressão está toda do lado deles. A gente espera que possa tomar vantagem de jogar em casa para conseguir reverter esse quadro”, analisou o zagueiro do Blackburn Rovers, da Inglaterra, que, aos 32 anos, é o jogador mais experiente da equipe.

O discurso de atribuir o favoritismo ao adversário também está bem ensaiado pelo lado da seleção do Bahrein, que não perde há seis partidas. O técnico Milan Macala adotou a mesma linha de pensamento ao falar sobre as chances de sua equipe na decisão de sábado.

– É a segunda vez que disputamos essa repescagem intercontinental. A maioria dos jogadores esteve nessa situação há quatro anos, e isso nos dá certa experiência para lidar com o momento. Nós temos uma chance histórica de estar em uma Copa do Mundo, apesar de reconhecermos que, por jogarmos fora de casa, a seleção da Nova Zelândia tem contra si uma vantagem, mas também muita pressão – analisou Macala.

A partida, que começa às 5h (horário de Brasília) será dirigida por um trio uruguaio: Jorge Larrionda apita, auxiliado por Pablo Fandino e Mauricio Espinoza.

Eliminatórias da Copa da Ásia tem sete jogos no fim de semana
As eliminatórias para a Copa Asiática de Nações seguem a todo vapor nas datas FIFA desta semana. No total, sete jogos no sábado e quatro na quarta-feira, dia 18, começam a definir a situação das equipes que passam para a fase final do torneio, que acontece em 2011, no Catar.

O jogo cercado de maior expectativa neste final de semana reúne Omã e Austrália, valendo pelo grupo B, em Muscat. As duas equipes estão empatadas com 4 pontos ganhos em três jogos, e se enfrentaram no mês passado em Melbourne, com uma magra vitória dos australianos, 1 a 0. Esta partida estava anteriormente marcada para o dia 17, mas foi antecipada em virtude do amistoso entre Omã e Brasil, no dia 18, quarta-feira.

Também pelo grupo B, se enfrentam no sábado, Kuwait e Indonésia, na cidade do Kuwait. As duas equipes voltam a se enfrentar quatro dias depois, em Jacarta.

Ainda no sábado, outros cinco jogos: Uzbequistão x Malásia, em Tashkent, pelo grupo C; Vietnã x Síria, em Hanoi; e Líbano x China, em Beirute (grupo D); Cingapura x Tailândia, em Cingapura; e Irã x Jordânia, em Teerã (grupo E).

Na quarta-feira, além de Indonésia x Kuwait; jogam ainda Hong Kong x Japão, em Hong Kong; Bahrein x Iêmen, em Manama, ambos pelo grupo A; Malásia x Uzbequistão, em Kuala Lumpur (grupo B); Síria x Vietnã, em Damasco (grupo D); e Tailândia x Cingapura, em Bangkok (grupo E).

Além dos dois primeiros colocados de cada um dos cinco grupos, outras seis seleções disputam a fase final da Copa Asiática de Nações: o Catar, país-sede; Iraque, Arábia Saudita e Coreia do Sul, três primeiros colocados na última edição da competição, em 2007; Índia, campeã da AFC Challenge Cup disputada no ano passado; além do campeão da AFC Challenge Cup a ser disputada em 2010.

Amistosos internacionais
Além dos jogos envolvendo as eliminatórias da Copa Asiática, as principais seleções do continente vão aproveitar as datas FIFA para realizar amistosos. Classificada para o Mundial, a seleção da Coreia do Sul faz dois jogos na Europa, contra Dinamarca, em Esjberg; e Sérvia, em Londres, respectivamente, nos dias 14 e 18. Também garantido na Copa, o Japão vai à África do Sul enfrentar a seleção local em Port Elizabeth.

Enquanto Inglaterra e Brasil se enfrentam em Doha, no Catar, neste sábado, a seleção catariana faz o caminho inverso e também voa para o Velho Continente para fazer amistosos em território francês. Na sexta-feira, enfrenta o Paraguai em Rouen. Na terça-feira, o adversário será a Bélgica, em Sedan.

Nos Emirados Árabes, dois amistosos no domingo, dia 15: Iraque x Azerbaijão e Emirados Árabes x República Tcheca. Já a Arábia Saudita recebe Belarus em dois amistosos, dias 13 e 14, em Dammam. Fechando a programação, Irã e Macedônia jogam na quarta-feira em Teerã. Na sexta-feira, dia 21, a seleção da Coreia do Norte vai a Lusaka, enfrentar a seleção de Zâmbia.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo