Ásia/Oceania

O treinador da moda

O título da Liga dos Campeões da Ásia e a campanha no Mundial de Clubes da FIFA, quando levou o Pohang Steelers, da Coreia do Sul, à semifinal contra o Estudiantes, aumentaram o foco sobre o trabalho do treinador brasileiro Sergio Farias. O treinador, que completou sua quinta temporada no comando do time sul-coreano, chega ao Brasil na próxima semana, onde tira férias depois de um ano puxado, mas que foi coroado com a conquista do título continental.

Esta semana, ainda nos Emirados Árabes, onde esta com o Pohang na disputa do Mundial, Farias desmentiu, em entrevista coletiva, a informação de que estaria se transferindo para o Al-Ahli, líder do campeonato da Arábia Saudita. Segundo a imprensa saudita, o acordo já estaria fechado, com Farias recebendo US$ 700 mil, mais uma compensação paga pelo Al-Hilal ao Pohang no valor de US$ 400 mil. As informações foram negadas pelo treinador de maneira enfática.

– É ridículo que essas notícias sejam publicadas sem que sejam verdadeiras. Os clubes do Oriente Médio, algumas vezes, têm a tendência em dizer coisas antes que todos os fatos sejam checados. Devemos evitar esse tipo de comportamento – analisou.

Sergio Farias implantou, nesta temporada, um novo estilo de jogo ao Pohang Steelers, adotando, na reta final da K-League (onde a equipe foi eliminada, na semifinal, pelo Seongnam Ilhwa Chunma) e na LC, um esquema com três atacantes, quase sempre com Noh Byung-Joon, o macedônio Stevica Ristic e o brasileiro Denilson, que marcou sete vezes na Liga dos Campeões.

Com este estilo, arrojado para os padrões do futebol sul-coreano, o Pohang Steelers conseguiu a classificação nas quartas de final da competição continental, contra o Bunyodkor, depois de ter perdido o primeiro jogo por 3 a 1, em Tashkent. No jogo de volta, em Pohang, a vitória por 3 a 1 levou o jogo para a prorrogação, quando um gol de Ristic deu a vaga aos Steelers.

O treinador, que já teve passagens pelas seleções sub-17 e sub-20 do Brasil, como treinador e auxiliar-técnico, teve como último trabalho no Brasil a direção da União Barbarense, em 2004, quando levou o time do interior paulista à série B do Campeonato Brasileiro, conquistando o título da série C.

Enquanto o Pohang Steelers mantém Sergio Farias, o FC Seoul, que foi eliminado na primeira fase dos playoffs da K-League, apresentou seu novo treinador para a temporada 2010: o português Nelo Vingada, de 56 anos. Vingada já dirigiu as seleções da Arábia Saudita e da Jordânia, e dirigiu, em 2009, o Persepolis, do Irã; o Al-Ahly, do Egito; e o Vitória de Guimarães.

As mudanças de treinadores estão acontecendo também no futebol chinês, onde o Shanghai Shenua, quinto colocado na liga chinesa esta temporada – tendo ficado fora da zona de classificação para a Liga dos Campeões em 2010 – está perto do acerto com Miroslav Blazevic, que levou a Croácia à terceira colocação na Copa de 98. Blazevic dirigiu, também, a seleção da Bósnia, e deve ser apresentado nos próximos dias.

Thiago Neves brilha e Al-Hilal goleia no clássico

O Al-Hilal não tomou conhecimento do Al-Ittihad no clássico entre as duas equipes, na última quinta-feira. Com atuações pra lá de inspiradas do sueco Christian Wilhelmsson e do brasileiro Thiago Neves, que marcaram três e dois gols, respectivamente, o Al-Hilal goleou por 5 a 0 e ampliou sua vantagem na liderança do campeonato saudita, confirmando a ponta com a vitória, na terça-feira, diante do Al-Quadisiya, por 2 a 1.

Com 12 jogos disputados, o Al-Hilal, dirigido pelo belga Eric Gerets, lidera o campeonato com 32 pontos, e mantém a invencibilidade na competição. O Al-Shabab, que venceu o Najran por 1 a 0, é o segundo colocado, com 29 pontos. O Al-Ittihad tem dois jogos a menos e vem na terceira colocação, com 19 pontos.

Mahmoud Al-Shalhoub, do Al-Hilal, é o artilheiro do campeonato, com 9 gols. Thiago Neves e Wilhelmsson têm 7 gols cada. O Al-Hilal joga domingo, fora de casa, contra o Najran. O Al-Shabab também joga fora de casa, diante do Al-Wahda.

No Catar, Al-Sadd lidera

O Al-Sadd mantém a liderança na liga do Catar, depois de dez rodadas disputadas. O time dos brasileiros Felipe, Leandro e Afonso Alves empatou no último fim de semana em 1 a 1 com o atual campeão nacional, o Al-Gharrafa, e manteve a folga de três pontos na tabela de classificação (24 a 21). Leandro fez o gol do Al-Sadd e Araújo marcou para o Al-Gharrafa.

O Al-Arabi se recuperou da goleada sofrida diante do Al-Rayyan, na 9ª rodada (0-5) e venceu o Umm-Salal por 2 a 1, com dois gols do brasileiro Caboré, subindo para a terceira colocação, com 18 pontos. Já o Umm-Salal, que foi semifinalista da Liga dos Campeões, mantém sua péssima campanha na liga local, com apenas 10 pontos. O time está na décima colocação entre os 12 participantes, à frente somente de Al-Khor (9 pontos) e Al-Shamal (6 pontos).

Com os gols marcados na última rodada, Leandro e Caboré dividem a artilharia da competição, com 10 gols. O marroquino Adil Ramzi, do Al-Wakrah, tem 9 gols, um a mais que Araújo.

Para a sequência do campeonato nacional, o Al-Sadd não terá um de seus melhores jogadores até o momento na temporada, o meia Majdi Siddiq, que quebrou o pé em um treinamento e fica fora dos gramados por três meses.

Índia e Hong Kong vencem torneios regionais

Já comentei anteriormente como funciona o sistema de organização regional da AFC, a confederação asiática. Além das associações nacionais filiadas, a entidade reúne quatro federações continentais, que fazem, periodicamente, competições envolvendo somente os países das suas respectivas regiões.

A Federação de Futebol do Sul da Ásia (SAFF) promoveu, na última semana, mais uma edição da SAFF Cup, disputada na Índia, e que acontece a cada dois anos. Os donos da casa decidiram o título com a seleção das Ilhas Maldivas. Depois de empate em 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação, os indianos venceram nos pênaltis por 3 a 1.

Outra competição regional que terminou no final de semana foi a primeira edição dos Jogos da Ásia Oriental. A final foi disputada em Hong Kong, e a seleção local bateu, nos pênaltis, a seleção do Japão (representada pela equipe sub-20) por 4 a 2, depois de empate em 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo