Ásia/Oceania

Noite de gala!

Chegou o momento de decidir quem foram os destaques do futebol na Ásia em 2008. O evento organizado pela Confederação Asiática de Futebol (AFC) acontece na próxima terça-feira (25/11) em Shangai, na China, e os premiados recebem o troféu “AFC Diamante da Ásia”.

Serão conhecidos os melhores profissionais entre Federações, árbitros, equipes, seleções, treinadores e, claro, jogadores, a mais aguardada da noite.
Inicialmente, eram 14 nomes, mas a disputa afunilou para cinco futebolistas: Yasuhito Endo (Japão), Server Djeparov (Uzbequistão), Ismail Matar (Emirados Árabes Unidos), Sebastian Soria (Catar) e Yuji Nakazawa (Japão).

 Um deles será noticia no mundo todo na próxima semana. Mas antes, fizemos uma análise de todos os indicados. 

 

Nome: Ahmad Ajab, 24 anos, atacante kuwaitiano.

Clube: Al-Qadsiya, Kuwait

É um atacante empolgante que tem incendiado o bagunçado futebol do Kuwait. Implacável ao surgir nos espaços vazios. Ofuscou a estrela Bader Al-Mutawa sendo o artilheiro da Liga do Kuwait 2007/8.

 

Nome: Ali Al-Habsi, 26 anos, goleiro omaniano.

Clube: Bolton Wanderers, Inglaterra

O arqueiro da seleção omaniana é o segundo jogador do Oriente Médio e atuar na Premier League Inglesa. Está há quase três anos na velha Albion e foi três vezes seguidas eleito o melhor goleiro da Copa do Golfo, um recorde.

 

Nome: Andres Sebastian Soria Quintana, 25 anos, atacante uruguaio naturalizado catariano.

Clube: Qatar SC, Catar

Apesar das suspeitas de sua verdadeira idade, o avançado de Paysandu, interior do Uruguai, tem salvado a seleção nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010. Mantém uma espetacular média de quase um gol por jogo.

 

Nome: Choe Kum-Chol, 21 anos, meia-atacante norte-coreano.

Clube: April 25, Coréia do Norte.

É o principal elemento que conduz a boa campanha dos norte-coreanos nas Eliminatórias para o Mundial de 2010. Apesar da excelente defesa, é nos pés do jovem Kum-Chol que os ‘chollimas’ (cavalo mítico para os norte-coreanos, apelido da seleção) ganham robustez ofensiva e audácia para aniquilar os adversários.

 

Nome: Ebrahim Sadeghi, 29 anos, médio-volante iraniano.

Clube: Saipa, Irã

É um médio cerebral, elogiado por sua conduta. Veste a camisa dos laranjas de Karaj há quase 10 anos, sendo um dos mais importantes jogadores do país.
É o único iraniano da lista, algo questionável levando-se em conta a qualidade dos futebolistas da terra dos aiatolás.

 

Nome: Ismael Matar, 25 anos, meia-atacante emirense.

Clube: Al-Wehda, Emirados Árabes Unidos

Essa é uma escolha puramente política que tem envolvimento dos poderosos xeiques dos Emirados Árabes. Apesar do talento cristalino do herói da conquista da Copa do Golfo em 2007, o baixinho Matar e o seu Al-Wehda tiveram um ano pra lá de pífio…

 

Nome: Jehad Al-Hussein, 26 anos, meia sírio.

Clube: Kuwait SC, Kuwait

Trata-se de um dos mais proeminentes sírios que circulam pelo Oriente Médio. Esforçado e combativo, foi símbolo do bom momento do Al-Karama e atua com prestigio na fraca liga do Kuwait.

 

Nome: Mark Schwarzer, 36 anos, goleiro australiano.

Clube: Fulham, Inglaterra

Colecionou performances impecáveis pela seleção australiana no território asiático. Isso seduziu os analistas a incluir seu nome na lista, mas tem menos chances que seu compatriota Travis Dodd, astro do Adelaide United.

 

Nome: Nathan Burns, 20 anos, meia-atacante australiano.

Clube: AEK Atenas, Grécia

É o tesouro australiano. Ambidestro e destemido, invade as defesas adversárias com ‘arrogância’ e não teme o choque. Trocou seu país pelo AEK da Grécia e se for bem lapidado pode estar aqui o verdadeiro substituto de Harry Kewell.

 

Nome: Saad Al-Harthi, 24 anos, atacante saudita.

Clube: Al-Nasr, Arábia Saudita

Esquivo e de movimentos serpenteados nos últimos metros do campo, o “Raúl saudita” é ídolo do decadente Al-Nasr. Ainda busca espaço na seleção, mas é visto como a maior (eterna?) promessa do Golfo.

 

Nome: Server Djeparov, 26 anos, meia-atacante uzbeque.

Clube: Bunyodkor, Uzbequistão

“Esse aí poderia jogar na Europa”, palavras de Rivaldo na imprensa uzbeque.

 

Nome: Travis Dodd, 28 anos, meia-atacante australiano.

Clube: Adelaide United, Austrália

É um jogador de rasgo. Imprescindível no vice-campeonato continental do Adelaide United. Com sangue aborígene nas veias, incendeia o flanco direito com considerável picardia e grande velocidade.

 

Nome: Yasuhito Endo, 28 anos, meia japonês.

Clube: Gamba Osaka, Japão.

Favorito a ganhar o prêmio. Foi a chave do título asiático do Gamba Osaka com gols e assistências e vive o esplendor de sua forma física e técnica. Extraordinário na bola parada, é cerebral, altamente profissional e está demorando demais ter uma chance na Europa. Fala-se no Portsmouth, da Inglaterra.

 

Nome: Yuji Nakazawa, 32 anos, zagueiro japonês.

Clube: Yokohama Marinos, Japão

O defensor da seleção japonesa se destacou mais na equipe nacional do que no seu clube, que vive momento opaco na J-League. Experiente, a ‘bomba’, como é conhecido, esteve no América de Minas Gerais na década passada.

 

Fala, Ásia

“Nosso time sempre depende muito do Djeparov. Apesar de sua falta de velocidade, ele é insubstituível, gostaria de vê-lo na Europa. Mas hoje, eu votaria no Endo (Gamba Osaka), fico admirado com a técnica dele”

Nozim Mukhamediev, simpático estudante uzbeque e torcedor do Bunyodkor.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo