Ásia/Oceania

Manipulação de jogos tira título chinês do Shanghai Shenhua

Nem mesmo a severa punição aos clubes que são envolvidos em fraudes impede que novos exemplos venham à tona no futebol. Após revelada uma investigação da Europol em mais de 380 jogos na Europa, novamente as páginas dos jornais dão notícias sobre manipulação de partidas.

Desta vez é o Shanghai Shenhua volta ao noticiário, não por contratar algum astro internacional, mas por ter perdido o seu título chinês de 2003. A CFA, Federação chinesa de futebol, puniu a ex-equipe de Drogba e Anelka com mais uma multa de €120 mil e dedução de seis pontos no próximo campeonato, além da cassação.

Um escândalo de corrupção na liga local deflagrou a punição ao Shenhua, juntamente com o Tianjin Teda, que terá a mesma multa em dinheiro e pontuação. Foi num duelo contra o Shanxi Guoli que a equipe de Shanghai cometeu a irregularidade que lhe renderia o campeonato de 2003.

Entre os envolvidos,  33 pessoas, jogadores e dirigentes, que foram banidos de forma vitalícia do esporte. Shen Si, Qi Hong, Jiang Jin and Li Ming, que já jogaram pela seleção chinesa, figuram nessa lista. De acordo com a comissão disciplinar local, essas violações das leis esportivas incluíam manipulação, apostas, subornos e propinas. A maioria dessas infrações ocorreu há mais de 10 anos, aponta a CFA.

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo