Ásia/Oceania

Liga dos Campeões dá a largada

Maiores clubes do continente, disputa por vaga no Mundial de Clubes da Fifa, todos os holofotes voltados à competição… Pode até parecer, mas não, não se trata da UEFA Champions League. O torneio em questão é a OFC Champions League, a O-League, o mais importante torneio interclubes da Oceania.

De forma muito mais modesta, a O-League começou no último sábado, com a vitória arrasadora de 6 a 0 dos neozelandeses do Auckland City sobre o AS Manu Ura, do Taiti. Nas Ilhas Salomão, o anfitrião Kossa FC ficou no empate por 1 a 1 com o Tafea FC.

A O-League foi criada na temporada 2006/2007, em substituição à antiga Oceania Club Championship, disputada pela primeira vez em 1987. De lá para cá, seis equipes foram campeãs em seis edições, e nesta temporada pode acontecer um fato inédito: os neozelandeses do Waitakere United e Auckland City podem ser bicampeões pela primeira vez na história do torneio.

Como a UEFA Champions League, a O-League também tem uma fase pré-eliminatória, que foi jogada em junho, na Nova Caledônia, por três equipes de três países considerados de menor expressão no continente: Tafea FC (Vanuatu), JS Baco (Nova Caledônia) e University-Inter FC (Papua-Nova Guiné). Melhor para o Tafea FC, que foi à fase de grupos.

Quatorze jogos e um campeão!

O formato de disputa é simples: seis equipes divididas em dois grupos de três; os dois melhores passam à final, realizada em dois jogos, em maio de 2008. Veja agora, um balanço dos times que disputam a fase de grupos.

Grupo A

Waitakere United (Nova Zelândia)

Um dos favoritos, a real preocupação do Waitakere é uma: o Auckland. O rival está entalado, já que bateu o time alvirrubro em duas decisões pelo campeonato nacional. O técnico Chris Milicich tem no ataque o seu principal trunfo: conta com Commins Menapi, das Ilhas Salomão, e seu companheiro na seleção, Benjamin Totori, Chuteira de Ouro na última temporada.

Outras peças fundamentais na equipe são Danny Hay, zagueiro experiente ex-Leeds United e seleção neozelandesa, e os atacantes Leo Shin, lá chamado de Lionel Messi, e Darko.

Existem duas motivações para conquistar a taça novamente: a lista com os 23 nomes que decidirão uma vaga contra o representante japonês no Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, vai ser definida conforme a atuação dos 30 jogadores inscritos na Liga, e também o próprio Mundial. Caso conquiste a vaga, o time volta com tudo para o seu segundo jogo no grupo, em fevereiro.

Auckland City (Nova Zelândia)

O Auckland City é aquele mesmo que jogou o Mundial de Clubes 2006, cuja participação foi meteórica: perdeu para o Al-Ahly, do Egito, no primeiro jogo e deu adeus ao torneio. Campeão em 2006 da antiga Liga, o time da segunda maior cidade da Nova Zelândia resolveu aplicar a velha tática de enfraquecer o concorrente.

Chegaram nada menos do que seis jogadores do Waitakere: Jeff Campbell, atual atacante dos All Whites; os zagueiros Joel Mathews, Rupesh Puna e George Suri; o meia Sam Mathews e o meia-atacante Henry Fa'arodo.

No entanto, a principal contratação veio da Ásia. Convocado 47 vezes para defender a seleção sul-coreana, Ki-Hyung Lee chega para comandar a zaga e para ser o capitão da equipe. Em mais de 200 jogos, o jogador foi três vezes campeão da K-League, o campeonato nacional da Coréia do Sul.

Luiz Del Monte, o Lui, é o representante brasileiro do time. O meio-campista, de 27 anos, nascido em São José dos Campos, fez apenas 17 jogos com a camisa do clube, mas está lá desde o Mundial de Clubes. Com passagens pelo futebol dos Estados Unidos – universitário –, e da Finlândia, Luiz é chamado de Dynamo, devido ao seu estilo dinâmico de jogo.

AS Manu Ura (Taiti)

O Manu Ura é o atual campeão taitiano. Como o Taiti faz parte da Polinésia Francesa, o clube também participa da Copa da Polinésia Francesa, na qual foi campeão, pela última vez, em 2004. Nesta temporada, o time já está nas quartas-de-final.

Ao contrário das equipes neozelandesas do grupo, o time não tem muito recurso para contratações. Com isso, aposta em velhos conhecidos do país. Caso dos goleiros Daniel Tapeta e Jonathan Torohia, ambos da seleção, que vão brigar pela posição. A principal esperança é o atacante, também da seleção, Billy Mataitai, que quando não está em campo, está na areia, com a seleção nacional de Beach Soccer. Outro destaque é Auguste Washetine, também responsável pelos gols da equipe.

Grupo B

Ba FC (Fiji)

Os fijianos são os atuais vice-campeões da O-League, quando terminaram a fase de grupos com 10 pontos. No primeiro jogo da decisão, em casa, venceu por 2 a 1, mas a derrota de 1 a 0 no jogo de volta foi o fim para os Homens de Preto.

Com todas as peças do uniforme negras, o Ba FC, da cidade de mesmo nome, tem no elenco sete jogadores que estiveram presentes no jogo contra a Nova Zelândia, no último dia 17, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo 2010. Entre eles, o goleador Osea Vakatalesau, astro da seleção e um dos artilheiros dos Jogos do Pacífico Sul, que valeu como a primeira fase das Eliminatórias.

Tafea FC (Vanuatu)

A equipe tem a vantagem de entrar embalado na Liga pela classificação obtida na fase Pré-eliminatória, apesar de ter sido disputada há quatro meses. O time de Vanuatu já chegou à final, na temporada 2000/2001, quando perdeu para os australianos do Wollongong Wolves. Essa é a terceira participação seguida do clube na competição.

O Tafea é dono de uma façanha, que deve ser única no planeta. Pelo campeonato nacional, o time vermelho e azul tem a incrível marca de 13 títulos em 13 temporadas. As esperanças são o meia Francois Sakama e o veterano goleiro David Chilia.

Kossa FC (Ilhas Salomão)

Para apagar a má atuação do país nos Jogos do Pacífico Sul, o Kossa tem no ex-atacante do Auckland, Reginald Davani, a esperança de gols. Também chegam os fijianos Inosi Cawaanikawai e Akariva Daunatou. Os heróis da seleção de Beach Soccer, Joe Luwi e James Naka, vêm do Marist FC, como os zagueiros Gideon Omokirio e Samson Takayama.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo