Ásia/Oceania

Kawasaki quer fugir da 'síndrome do vice'

Quando entrar no Yurtec Stadium Sendai, neste sábado, o Kawasaki Frontale tenta manter viva a última chance de conquistar um título na atual temporada do futebol do Japão. Depois de bater na trave em duas competições – Nabisco Cup e J-League – o time quer encerrar a temporada com o título da Copa do Imperador, colocando fim à incômoda síndrome do vice.

Em 2009, o clube chegou na segunda colocação da J-League pela terceira vez nas últimas quatro temporadas (foi vice também em 2006 e 2008). Com 64 pontos, o Kawasaki Frontale ficou a um ponto do tricampeão Kashima Antlers. Na Nabisco Cup, a derrota para o FC Tokyo deu ao clube o segundo vice-campeonato nas últimas três edições do torneio. Na Copa do Imperador, o desafio é ainda maior: chegar, pela primeira vez à decisão – o Frontale foi semifinalista em 2001 e 2007.

O adversário de sábado é o Vegalta Sendai, que conquistou o título da J-League 2 no último final de semana, e retorna à primeira divisão do futebol japonês depois de seis temporadas. Se passar, o Kawasaki Frontale enfrenta, na semifinal, o vencedor de Kashima Antlers e Gamba Osaka, que curiosamente, representarão o país ao lado do próprio Frontale na Liga dos Campeões da próxima temporada.

Na outra perna das quartas de final da Copa do Imperador, o FC Gifu, também da J-League 2, vai a Nagoya enfrentar o Grampus. Albirex Niigata e Shimizu S-Pulse se enfrentam em Shizuoka.

A Copa do Imperador é o mais antigo torneio de futebol disputado no Japão – está na sua 89ª edição. O campeão ganha o direito da quarta vaga japonesa na Liga dos Campeões. Além de reunir os 18 times de cada uma das duas divisões da J-League, o torneio conta ainda, na sua primeira fase, com 4 equipes da Japan Football League (JFL), 47 representantes da Copa das Prefeituras, competição intermunicipal de caráter amador; e o vencedor de um torneio universitário. Este ano, das equipes não-profissionais, quem chegou mais longe foi a Meji University, derrotada nas oitavas de final pelo Albirex Niigata, por 3 a 1.

Kashima ainda comemora tri inédito

O jogo entre Kashima e Gamba Osaka marca o retorno dos tricampeões da J-League ao seu estádio depois da conquista. O time conquistou o título e manteve a hegemonia na liga local ao vencer o Urawa Red Diamonds, fora de casa, por 1 a 0. A partida bateu o recorde de público na temporada – com 53.783 torcedores presentes ao Saitama Stadium 2002. O atacante Shinzo Koroki marcou o gol que deu o título ao Kashima.

Em 17 edições da J-League desde a sua fundação, este foi o sétimo título dos Antlers. Pela primeira vez, um clube consegue ser campeão por três temporadas consecutivas.

Além da conquista do clube, vários jogadores foram premiados pela J-League na última segunda-feira (07/12), na cerimônia dos melhores da temporada. Oswaldo de Oliveira, também pelo terceiro ano consecutivo, foi apontado como o melhor treinador da liga. Na seleção do campeonato, três jogadores do Kashima foram indicados: os defensores Daiki Iwamasa e Atsuto Uchida; e o volante Mitsuo Ogasawara, capitão da equipe e apontado como melhor jogador da temporada.

A premiação teve um fato curioso: pela primeira vez desde a criação da J-League, a seleção do campeonato foi integralmente formada por jogadores japoneses. Além de Iwamasa, Uchida e Ogasawara, foram escolhidos o goleiro Eiji Kawashima (Kawasaki Frontale); os defensores Marcus Tulio Tanaka (Urawa Red Diamonds) e Yuto Nagatomo (FC Tokyo); os meio-campistas Kengo Nakamura (Kawasaki Frontale), Naohiro Ishikawa (FC Tokyo) e Yasuhito Endo (Gamba Osaka), eleito o melhor jogador do ano no continente; e os atacantes Shinji Okazaki (Shimizu S-Pulse) e Ryoichi Maeda (Jubilo Iwata), artilheiro do campeonato, com 20 gols.

Na Coreia do Sul, título fica com Jeonbuk Motors

O Jeonbuk Hyundai Motors ficou com o título da K-League pela primeira vez ao bater o Seongnam Ilhwa Chunma por 3 a 1, no último domingo (06/12), em Jeonju, na segunda partida da decisão da liga sul-coreana. O primeiro jogo, em Seongnam, terminou empatado em 0 a 0.

O destaque da partida decisiva foi o meia-atacante brasileiro Eninho, que marcou os dois primeiros gols do Jeonbuk, aos 21 e aos 39 minutos do primeiro tempo. No segundo tempo, Lee Dong-Gook, artilheiro do campeonato, marcou, de pênalti, seu vigésimo gol na temporada. Kim Ji-Yong descontou para o Seongnam.

O Jeonbuk foi a equipe de melhor campanha na temporada regular, e com isto, ganhou o direito de se classificar diretamente para a final. Já o Seongnam Ilhwa Chunma, quarto colocado, eliminou, nos play-offs, Incheon United, Chunnam Dragons e Pohang Steelers (campeão asiático e favorito ao título), antes de chegar à decisão.

Al-Jazira mantém liderança nos Emirados Árabes

Com o campeonato local parado por duas semanas, por conta da realização do Mundial de Clubes da FIFA, o Al-Jazira se isolou ainda mais na liderança da liga dos Emirados Árabes. Com dois gols de Ricardo Oliveira e dois gols do marfinense Tony, o time goleou o Al-Nasr por 5 a 1, no último domingo, e soma 22 pontos em oito partidas. Ricardo Oliveira já se aproxima da briga pela artilharia, com oito gols, um a menos que Fernando Baiano, do Al-Wahda. José Sand, do Al-Ain, lidera, com 10 gols.

Por falar no Al-Ain, a equipe dispensou o técnico alemão Winfried Schaeffer, depois da eliminação da Copa do Presidente – onde o time perdeu, nos pênaltis, para o Ajman Club, lanterna da liga sem ponto ganho até o momento em oito jogos disputados – e de duas derrotas consecutivas na Liga, caindo para a quarta colocação. O marroquino Rasheed Mahmoud assumiu interinamente o comando da equipe.

O Al-Ahli, representante local no Mundial da FIFA, está na sétima colocação entre os 12 participantes, com 11 pontos. Depois de um início ruim, onde perdeu três dos quatro primeiros jogos, o time se recuperou e conquistou oito pontos nas quatro últimas partidas. O Al-Ahli faz a partida inaugural do Mundial de Clubes, nesta quarta-feira, contra o Auckland FC, da Nova Zelândia.

Clássico vale a liderança na Arábia Saudita

Al-Hilal e Al-Ittihad se enfrentam nesta quinta-feira, em partida válida pela 11ª rodada da liga da Arábia Saudita. O maior clássico do futebol do país vale também a manutenção da liderança para o Al-Hilal, do meia brasileiro Thiago Neves, que soma 26 pontos em 10 partidas realizadas, sendo o único invicto da competição.

Com uma série de jogos atrasados por conta de sua participação na Liga dos Campeões da Ásia – competição na qual perdeu o título para o Pohang Steelers, da Coreia do Sul, na decisão – o Al-Ittihad tem 18 pontos ganhos em oito jogos, ocupando a terceira colocação, atrás do Al-Shabab, do meia Camacho (ex-Botafogo), que tem 23 pontos em 10 jogos e joga nesta quarta-feira contra o Al-Quadisiya. Vencendo, o Al-Shabab pode assumir a ponta em caso de vitória do Al-Ittihad no clássico.

AFC sorteia grupos da fase de grupos da Liga dos Campeões

A Confederação Asiática (AFC) promoveu, na última segunda-feira, em Kuala Lumpur, na Malásia, o sorteio da fase de grupos da Liga dos Campeões da próxima temporada. A competição começa no próximo dia 30 de janeiro, com a disputa da fase preliminar, envolvendo oito equipes divididas regionalmente.

Nos confrontos da parte ocidental, Al-Kharamah, da Síria e Al-Wahda, dos Emirados Árabes se enfrentam em jogo único. O vencedor pega o Churchill Brothers, campeão indiano, por uma vaga no grupo B. Na parte oriental, os confrontos reúnem Singapore Armed Forces, de Cingapura x Sriwijaya, da Indonésia; e Da Nang, do Vietnã x Muang Thong United, da Tailândia. Os dois vencedores se enfrentam em 6 de fevereiro, por uma vaga no grupo G.

A fase de grupos da competição começa no dia 23 de fevereiro. São oito grupos de quatro equipes, classificando os dois melhores de cada grupo para as oitavas de final. O grupo A tem Al-Ahli (Arábia Saudita), Al-Gharrafa (Catar), Al-Jazira (Emirados Árabes) e Esteghlal (Irã). O grupo B conta com Zob Ahan (Irã), Al-Ittihad (Arábia Saudita), Bunyodkor (Uzbequistão) e o classificado da fase preliminar. No “C”, estão Al-Ain (Emirados Árabes), Sepahan (Irã), Al-Shabab (Arábia Saudita) e Pakhtakor (Uzbequistão). O grupo D é formado por Al-Sadd (Catar), Al-Ahli (Emirados Árabes), Mes Kerman (Irã) e Al-Hilal (Arábia Saudita).

Na parte oriental do continente estão os outros quatro grupos da competição. Seongnam Ilhwa Chunma (Coreia do Sul), Melbourne Victory (Austrália), Beijing Gouan (China) e Kawasaki Frontale estão no grupo E. Kashima Antlers (Japão), Jeonbuk Hyundai Motors (Coreia do Sul), Persipura Jayapura (Indonésia) e Changchun Yatai (China) ficaram no grupo F. No “G”, estão Henan Jinye Construction (China), Gamba Osaka (Japão), Suwon Samsung Bluewings (Coreia do Sul) e o classificado na fase preliminar. Fechando a primeira fase, o grupo H tem Adelaide United (Austrália), Shandong Luneng (China), o campeão da Copa do Imperador e o Pohang Steelers (Coreia do Sul), atual campeão continental.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo