Ásia/Oceania

Jogador se veste de Hitler e causa polêmica na Austrália

O meio-campo alemão do Central Coast Mariners, Andre Gumprecht, gerou polêmica no futebol australiano, logo na semana seguinte a final da A-League. Na chamada “Mad Monday” – algo como “Segunda-feira Louca” –, quando jogadores se reúnem para festejarem fantasiados, Gumprecht foi um pouco além e se vestiu de Adolf Hitler.

“Foi um grande e estúpido erro. Estou devastado. É muito triste que tenha ofendido comunidades. Eu estou muito desapontado e arrependido. Gostaria de me desculpar a todo mundo que se ofendeu com a minha atitude. Se eles quiserem, eu vou à casa de todos e me desculpo pessoalmente”, disse o jogador, que deixou claro não ser nazista, mas que apenas se fantasiou daquele jeito porque deveria estar ligado ao país de origem.

Mesmo assim, a atitude revoltou grupos judeus e a própria Federação Australiana, que estão considerando uma medida repressiva ao jogador e também a Tony Vidmar, que apareceu fantasiado como o ator Morgan Freeman num filme que interpreta Deus, apelido do Central Coast Mariners.

O pior para Gumprecht ainda não passou. Ele pode ver sua transferência para o Gold Coast Galaxy fracassar, já que o diretor de futebol do clube, Miron Bleiberg, é judeu e não gostou nenhum pouco da atitude do jogador. No entanto, Bleiberg declarou que se Gumprecht não acertar com o Galaxy, não será por causa disso, e sim se a Federação não liberar mais jogadores estrangeiros no elenco.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo