Ásia/Oceania

Jogador japonês acusa árbitro de mandá-lo 'morrer'

Taikai Uemoto, defensor do Oita Trinita, acusou um juiz de usar ‘linguagem abusiva’ durante uma partida do Campeonato Japonês. Segundo o jogador, o árbitro Yuichi Nishimura teria até lhe ‘pedido’ para morrer.

O incidente ocorreu na partida contra o FC Tokyo, nesta terça-feira, pela J-League. A confusão começou durante o segundo tempo, quando Uemoto perguntou ao juiz por que ele não deu um cartão amarelo a um adversário por uma falta cometida.

Segundo a imprensa japonesa, vários jogadores ouviram quando Nishimura retrucou. “Cale-se! Fique quieto e continue na partida. Morra!”, teria dito o árbitro. Uemoto disse que o juiz ainda o ameaçou após a partida.

“Fiquei chocado. Se os jogadores dissessem a mesma coisa, seriam expulsos. Não temos cartões, mas o árbitro merecia levar o vermelho”, afirmou o jogador em entrevista ao diário Nikkan Sports.

A federação japonesa (JFA) analisará o caso e estudará uma possível punição ao juiz.
 

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo