Ásia/Oceania

Japão condiciona sediar Copa às Olimpíadas 2016

O Japão irá se inscrever para sediar as Copas do Mundo de 2018 e 2022 apenas se Tóquio vencer a disputa pelas Olimpíadas de 2016. Os organizadores japoneses usariam o estádio olímpico proposto, com capacidade para 100 mil pessoas, além dos locais já usados na Copa de 2002, a qual o país sediou juntamente com a Coréia do Sul.

“Nós provavelmente não seremos capazes de concorrer para 2018 e 2022 se Tóquio não vencer disputa para as Olimpíadas de 2016”, disse o vice-presidente Junji Ogura da Federação Japonesa de Futebol (JFA) em entrevista a Reuters.

“Temos que ser realistas. A Copa de 2002 foi um grande impulso para o futebol japonês, mas seria muito difícil concorrer de novo se perdermos a disputa pelas Olimpíadas”.
As novas regras da Fifa exigem que os países que sediarem a Copa do Mundo tenham um estádio com capacidade mínima de 80 mil pessoas para o jogo de abertura e para a final. Yokohama, onde foi a final da Copa de 2002, tem o maior estádio japonês, com capacidade para quase 70 mil pessoas.

“Nós poderíamos acrescentar assentos”, disse Ogura. “Mas um estádio olímpico causaria melhor impressão para que o Japão concorra e reduziria os custos, o que é importante”. A JFA irá declarar formalmente o seu interesse em sediar a Copa do Mundo para a Fifa até a data final, 2 de fevereiro. Os países escolhidos para receber as Copas de 2018 e 2022 serão anunciadas em dezembro de 2010.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo