Ásia/Oceania

Do céu ao inferno, sem paradas

O final da atual temporada tinha tudo para ser perfeito para o Waitakere United. Campeão Premier da liga neozelandesa – terminou em primeiro a temporada regular –, o time da região de Auckland acabou, posteriormente, conquistando o título nacional pela primeira vez na história; Foi no último dia 20.

Seis dias depois do título neozelandês, o Waitakere começava a luta pelo bicampeonato da OFC Champions League, a O-League, que dá vaga no Mundial de Clubes da Fifa – participou em 2007. O adversário da final, com jogos de ida e volta, é o Kossa FC, destaque na última coluna. Como havia escrito, o amador time das Ilhas Salomão é o azarão do confronto. Ou não mais?

Jogando em casa, com o apoio de mais de 20 mil torcedores, o Kossa e o forte calor de Honiara, acabaram com os “grandes” da Nova Zelândia. Num daqueles jogos que ficarão marcados na história, o Kossa foi para o intervalo com a vantagem de 2 a 0 no placar. Surpresa geral no Lawson Tama Stadium!

Na segunda etapa, o Waitakere deu pinta que voltaria com tudo ao diminuir logo aos 4 minutos. Mas não tinha jeito, a vitória do Kossa estava escrita. E aos 45 do segundo tempo, o time salomônico fez mais um, o gol que pode ter sacramentado a O-League.

Neste domingo, dia 4, o futebol mundial pode conhecer o Kossa FC, time amador das Ilhas Salomão, que mesmo perdendo por um gol de diferença, pode sagrar-se campeão continental e representar a Oceania no Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão.

Pode-se chamar de sorte?

Uma das vantagens da Austrália ao se filiar à Confederação Asiática de Futebol foi ter direito a uma vaga direta na Copa do Mundo. A outra, até agora, beneficiou a seleção olímpica, os chamados Olyroos.

No sorteio dos grupos da chave masculina para Pequim, três seleções africanas e uma da Oceania caíram no Pote 2, o que significaria que cada uma delas seria destinada a um dos quatro grupos do torneio.

Caso a Austrália permanecesse na Confederação da Oceania, um dos adversários nos Jogos seria o Brasil. Isso não aconteceu, mas a Argentina, sim. Sérvia e Costa do Marfim completam o grupo dos australianos. E para não fazer feio, o técnico Graham Arnold convocou 17 jogadores para um período de treinos já visando as Olimpíadas.

O destaque da lista é o goleiro Danny Vukovic, que depois de ter sido suspenso por agressão, inclusive da seleção olímpica, conseguiu que a pena fosse aplicada apenas a jogos da liga australiana. Confira a lista:

Goleiros: Tando Velaphi (Perth Glory) e Danny Vukovic (Central Coast Mariners). Defesa: Nigel Boogaard (Central Coast Mariners), Nikolai Topor-Stanley (Perth Glory), Adam D’Apuzzo (Newcastle Jets), Mark Milligan (sem clube) e Tarek Elrich (Newcastle Jets). Meio-campo: Ruben Zadkovich (Derby County-ING), Troy Hearfield (Wellington Phoenix), James Holland (Newcastle Jets), Michael Zullo (Queensland Roar) e Stuart Musialik (Sydney FC). Ataque: Mark Bridge (Sydney FC), Jason Hoffman (Newcastle Jets), Tahj Minniecon (Queensland Roar), Nikita Rukavysta (Perth Glory) e Matt Simon (Central Coast Mariners).

Boa iniciativa

Nunca afirmei aqui o que sempre falo às pessoas sobre o fanatismo no futebol. A grande maioria, acho eu, deve concordar comigo: os ingleses são os mais fanáticos pelo esporte mais popular do planeta.

Verdade ou não, o fato é que uma das colônias inglesas, a Austrália, também tem grande fanatismo pelo futebol, mesmo que o país tenha o rugby e outros esportes como os mais populares. E uma das provas de que isso é verdade, acontecerá neste sábado, dia 3.

Inspirados na final da FA Cup, a Copa da Inglaterra, a ser realizada no dia 17, em Wembley, entre Cardiff City e Portsmouth, torcedores dos dois times vão se encontrar para fazer o “mesmo”: uma partida entre os “supporters oficiais” das duas equipes – site oficial dos torcedores do Portsmouth.

Para promover o evento, diretores das duas torcidas estão em busca de quatro australianos ex-jogadores de Portsmouth e Cardiff City para comparecer ao jogo: John Aloisi, hoje no Sydney FC, e Craig Foster, comentarista, por parte dos Pompey, e Spencer Prior e Tony Vidmar, que encerrou a carreira recentemente, pelo time galês.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo