Ásia/Oceania

Dirigente quer limpar futebol chinês em três anos

O presidente da Federação Chinesa de Futebol (CFA), Wei Di, afirmou que pretende limpar o futebol do país em três anos. O dirigente afirmou que a percepção negativa do futebol no país começará a mudar em um ano e estará no caminho certo em três.

Wei assumiu a presidência da CFA em janeiro, depois que o ex-presidente, Nan Yong, foi preso por corrupção. O dirigente está confiante que pode resgatar a credibilidade do esporte, se não melhorar a qualidade do jogo.

A China passou por diversos escândalos nos últimos cinco anos envolvendo manipulação de resultados, além de violência em campo. “Eu acredito que depois de um ano nós podemos passar uma nova impressão, uma virada inicial. Depois de dois ou três anos, eu espero que possamos apagar todas as impressões negativas”, afirmou Wei.

O dirigente tem um plano com três pontos: melhorar a supervisão das ligas profissionais, melhorar a imagem da CFA e melhorar a formação de jogadores e centros de treinamentos.

Ao contrário do que a Fifa recomenda, Wei acredita que o envolvimento do governo no esporte é favorável ao futebol. “Trabalhamos no sentido de separar governo e futebol, mas, no momento, o envolvimento do governo é a garantia da ordem e da proteção dos problemas fundamentais”, disse Wei.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo