Ásia/Oceania

Depois de China e Coreia do Sul, J-League adia três rodadas por precaução em relação ao coronavírus

A J-League anunciou nesta terça-feira que adiou todas as suas competições como precaução em relação ao surto de coronavírus, o COVID-19. Todas as 94 partidas que estavam marcadas até o dia 15 de março foram adiadas, o que inclui da segunda até a quarta rodada tanto da J1 quanto da J2, as duas primeiras divisões do futebol do país. A decisão afeta também as duas primeiras rodadas da terceira divisão, além de duas rodadas da Copa da Liga do país.

[foo_related_posts]

“Um painel de especialistas médicos do governo declarou na noite de segunda-feira que as próximas uma a duas semanas serão um momento crítico em termos de se o vírus se espalha rapidamente ou pode ser contido”, diz um comunicado da J-League informado sobre o adiamento das rodadas. “Para cooperar tanto quando podemos para conter o vírus e prevenir que ele se espalhe, a J-League está preparando para continuar seu calendário de jogos na segunda metade de março”.

“O processo de chegar a esta decisão foi difícil”, afirmou o presidente da J-League, Mitsuru Murai, em uma coletiva de imprensa na sede da Federação Japonesa de Futebol (JFA), na noite de terça-feira. A J-League começou no fim de semana, dias 22 e 23 de fevereiro.

“Depois dos jogos deste fim de semana, nós tivemos uma reunião com o comitê executivo e discutimos as opiniões de todas partes envolvidas, incluindo torcedores e jogadores. Havia muitas preocupações… Como nas áreas de imprensa, de refeitórios e como os mascotes devem ser administrados”, continuou Murai. “Não podemos manter uma competição se os jogadores ou funcionários forem infectados. Nós queremos levar a sério as recomendações dos especialistas”.

É a primeira vez desde 2011 que a J-League adia rodadas dos seus jogos. Naquele ano, as rodadas foram adiadas por causa de um grande terremoto que assolou o país. Foram cinco rodadas da J1 e seis da J2 e que forçaram a Copa do Japão a ter o formato alterado para adequar o calendário.

Murai não descartou que os adiamentos podem ir além do dia 15 de março, mas disse que os jogos com portões fechados são a última opção. “Como uma organização esportiva profissional, nós somos apoiados por torcedores. Nós existimos não apenas por uma competição, mas para entregar isso aos torcedores”, continuou Murai.

“Nós preferiríamos evitar o tanto quanto possível jogos de portões fechados. Mesmo se nós tivemos que ajustar o calendário ou mudar o formato da competição, nós queremos jogar com torcedores”, disse ainda o dirigente. “Muitos dirigentes de futebol estarão focados nas Olimpíadas, incluindo a imprensa. Nós também queremos fazer a competição o mais justa possível para os clubes”.

Os jogos da Champions League da Ásia também foram alterados, com os clubes chineses jogando as partidas de ida fora de casa, para adiar o máximo possível o jogo no território chinês. O pré-olímpico feminino de futebol da Ásia, que seria em Wuhan, cidade que foi o epicentro do coronavírus, foi transferido para a Austrália.

A Coreia do Sul também adiou rodadas da K-League, a liga de futebol profissional do país. Originalmente marcada para começar no dia 29 de fevereiro. Ainda não há uma nova data para começar. O país registra 763 casos confirmados do COVID-19, com sete mortos.

O mesmo aconteceu com a Super League da China, que deveria começar no fim de semana passado, mas também foi adiado, inicialmente para abril. Pode ser que o adiamento tenha que ser até o meio do ano. A Federação Chinesa de Futebol também já anunciou que a China irá levar os dois próximos jogos das Eliminatórias da Copa, contra Guam e Maldivas, para a Tailândia. A China já teve 77.150 casos, com 2.592 mortes.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.