Ásia/Oceania

Coreia do Sul denuncia presidente da AFC ao comitê de ética

A Federação Sul-coreana de Futebol (FKA) declarou na quarta-feira que encaminhou formalmente o presidente da Confederação Asiática de Futebol (AFC), Mohamed bin Hammam, ao comitê disciplinar da Fifa, sob a acusação de ameaças feitas a um alto oficial do futebol da Coreia do Sul.

Bin Hammam utilizou uma expressão durante uma entrevista à televisão de Catar, em fevereiro, que poderia ser traduzida como uma ameaça de cortar a cabeça do presidente da Federação Coreana de Futebol, Cho Chung-yeon, embora sem mencionar nomes.

O presidente da AFC explicou depois, à Associated Press, que seus comentários haviam sido mal interpretados, afirmando que utilizou “uma metáfora árabe popular, inofensiva e muito usada”, equivalente à expressão em português “cabeças vão rolar”.

Mas a KFA considerou a explicação insatisfatória e que suas afirmações sem fundamento haviam ofendido a federação. “Não é agradável para o presidente da AFC de semear a discórdia e confrontos entre países membros, ao invés de trabalhar pela harmonia e união entre as nações integrantes”, declarou o porta-voz da KFA Yoo Young-cheol. “Isso viola as regras da Fifa”.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo