Ásia/Oceania

Conca na China

A intenção de transformar o futebol chinês em um porto para jogadores vindos principalmente do futebol sul-americano tem um novo alvo: o Guanghzou Evergrande, líder da liga local, com 28 pontos em 12 rodadas, está bem próximo de acertar com ninguém menos que Darío Conca, meia do Fluminense e apontado como principal jogador do Campeonato Brasileiro no ano passado.

O clube foi campeão da League One, a segunda divisão local, no ano passado, e subiu querendo se afirmar como potência no futebol chinês, depois do escândalo de arranjo de resultados que fez o clube ser rebaixado no início da temporada passada.

Já no ano passado, o Guanghzou Evergrande repatriou Sun Xiang, primeiro chinês a jogar a Liga dos Campeões da Europa; além de contratar o capitão da seleção nacional, Zheng Zhi; e pagar US$ 3,5 milhões para tirar Muriqui, do Atlético Mineiro.

Este ano, o clube levou o meia Renato Cajá, do Botafogo; e há duas semanas, ofereceu uma quantia considerável para levar Montillo, do Cruzeiro. O argentino do clube mineiro recusou; já o do tricolor carioca, pelo visto, topou a empreitada.

Dinheiro não é problema para o Guanghzou Evergrande. O time é controlado, desde o ano passado, pelo Evergrande Real Estate Group, uma das dez maiores empresas do ramo de empreendimentos imobiliários da China, com um aporte inicial de 100 milhões de yuans (aproximadamente R$ 24,2 milhões), aumentando esse patrocínio a cada temporada. Faz sentido, já que as notícias dão conta que o clube vai pagar US$ 12 milhões (aproximadamente R$ 19 milhões) pelos direitos federativos de Conca.

Além de Muriqui e Renato Cajá, o zagueiro Paulão e o atacante Cleo, que é naturalizado sérvio, também atuam pelo Guanghzou Evergrande. Pelas regras da liga chinesa, apenas quatro estrangeiros podem estar em campo em cada partida, sendo que uma dessas vagas é para jogadores nascidos em países filiados à AFC (no caso do Evergrande, o meia sul-coreano Cho Won-Hee).

Na última partida da equipe (vitória por 2 a 1 sobre o Jiangsu Shuntian), além de Cho, começaram jogando Paulão, Muriqui e Renato Cajá, que foi substituído por Cléo no intervalo. Cléo, aliás, fez o segundo gol na vitória por 2 a 1, seu sexto no campeonato – o artilheiro é o argentino Luis Ángel Salmeron, do Shanghai Shenhua, com 10 gols.

A rota para o Brasil

Nesta quarta-feira, começaram as eliminatórias da Copa do Mundo de 2014 para as seleções asiáticas. Com 43 de seus 45 filiados disputando quatro vagas diretas (e uma quinta em repescagem contra adversário a ser definido), a Confederação Asiática (AFC) divide a maratona em cinco etapas, além da repescagem.

A primeira delas reuniu as 16 equipes de pior colocação no ranking continental. Para o emparelhamento dos oito jogos, um sorteio colocou todas as equipes no mesmo pote. A fórmula é a mais simples possível: jogos de ida e volta, com saldo qualificado como critério de desempate em caso de igualdade em número de pontos.

Na primeira rodada, o mando de campo foi fator preponderante: seis partidas terminaram com vitórias dos mandantes. As exceções foram o empate entre Sri Lanka e Filipinas (1 a 1, em Colombo) e o triunfo da Palestina sobre o Afeganistão por 2 a 0, com a ressalva que este jogo aconteceu em Tursunzoda, no Tadjiquistão, por conta da delicada situação política em que vive o Afeganistão.

De impressionar, também, o grande público em alguns jogos. Apesar do nível técnico reconhecidamente baixo, a paixão do torcedor pelo futebol em alguns países com pouca tradição impressiona. A Malásia venceu Taiwan por 2 a 1 no Estádio Nacional Bukit Jalil, em Kuala Lumpur, diante de 45 mil torcedores.

Bons públicos também nas vitórias do Camboja sobre Laos (4 a 2, para 24.800 torcedores no Estádio Olímpico de Phnom Penh) e do Vietnã sobre Macau (6 a 0 com 20 mil espectadores no Thong Nhat, em Ho Chi Minh City).

Nos outros jogos: Bangladesh 3 x 0 Paquistão, Mongólia 1 x 0 Mianmar e Nepal 2 x 1 Timor Leste. Neste confronto, um dado curioso: como o Timor Leste não tem um estádio que atenda as exigências mínimas da FIFA e da AFC para jogos oficiais, os dois confrontos serão disputados em Katmandu, capital nepalesa.

Os jogos de volta acontecem neste domingo, 3 de julho. Quem passar já sabe, de antemão, os adversários na segunda etapa das eliminatórias, que já começam a ter seleções com histórico de participação em Copas do Mundo. O vencedor de Malásia x Taiwan enfrenta Cingapura. O Líbano é o adversário de quem passar do confronto entre Bangladesh e Paquistão. A China enfrenta Camboja ou Laos. O Kuwait, outro com um Mundial no currículo, pega Sri Lanka ou Filipinas.

A Tailândia é adversária de Paquistão ou Afeganistão. O Vietnã está com sua classificação bem adiantada e, salvo um desastre, enfrenta o Catar, sede da Copa de 2022 (por enquanto). Do duelo entre Nepal e Timor Leste sai o adversário da Jordânia. O vencedor de Mongólia e Mianmar enfrenta Omã.

Os jogos da segunda fase acontecem ainda em julho, nos dias 23 e 28. São 15 confrontos – além dos oito definidos com os adversários da primeira fase, há ainda Turcomenistão x Indonésia, Arábia Saudita x Hong Kong, Irã x Maldivas, Síria x Tadjiquistão, Iraque x Iêmen, Uzbequistão x Quiguizistão e Emirados Árabes Unidos x Índia.

Japão, Coreia do Sul, Austrália, Coreia do Norte e Bahrein, os cinco melhores colocados no ranking da AFC, só entram na disputa na terceira etapa, se juntando aos 15 vencedores da segunda etapa. A partir daí, as 20 seleções serão divididas em cinco grupos de quatro equipes, onde os dois melhores de cada grupo seguem sonhando com as vagas no Mundial.

As dez seleções que disputam a quarta fase jogam em dois grupos de cinco. Os dois primeiros de cada grupo estão classificados para a Copa do Mundo. Os terceiros colocados de cada grupo se enfrentam para decidir quem luta para a vaga na repescagem intercontinental, mas isso, só no final de 2013. Até lá, muita coisa ainda vai acontecer.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo