Ásia/Oceania

Começa a S-League 2009

Cingapura tem um dos melhores índices de desenvolvimento humano, sendo o país mais povoado do planeta com quase cinco milhões de habitantes ‘espremidos’ em apenas 707 quilômetros quadrados.

Neste moderno arquipélago, o futebol perde em popularidade para o críquete e o badminton. A S-League – campeonato nacional de futebol profissional – existe desde 1996 e é disparado o torneio mais organizado entre as nações do sudeste asiático. São 12 clubes.

Nesta simpática liga existe quase uma certeza: a taça fica entre Singapore Armed Forces (equipe das forças armadas), Home United (equipe da policia) ou Tampines Rovers.

 Jogos sempre á noite em estádios pequenos e confortáveis, belos uniformes e um público de comportamento saudável marcam o certame. Apesar do baixo índice de competitividade, tudo é no capricho.

Com a ajuda do cingapuriano Pohui Ko, um profundo conhecedor da liga, apuramos os detalhes e preparamos um guia da S-League 2009. Confira!

FAVORITOS

Singapore Armed Forces

Detentores de uma hegemonia na S-League, os atuais tricampeões continuam com a filosofia de manter a base experiente e bem sucedida nos últimos tempos. A dúvida é saber se os ‘Warriors’ serão capazes de triunfar com um calendário mais apertado, já que terão os play-offs da Liga dos Campeões da Ásia, prioridade para 2009.

Localização: Choa Chu Kang, aqui morreu o último tigre em Cingapura na década de 1930.

Técnico: Richard Bok, 42 anos. Otimista e ambicioso.

Destaque: Aleksander Duric, 38 anos, atacante. Possante, 1,92 m, tecnicamente descoordenado, mas carismático e implacável na área. Artilheiro das duas últimas edições, 2007 e 2008. É australiano de origem bósnia e naturalizado cingapuriano.

Principal reforço: Park Tae Won (meia sul-coreano, Woodlands Wellington)

Home United

Tem um elenco coeso e manteve a base do ano passado com o inesgotável Shi Jiayi e o brasuca Peres de Oliveira no meio e os gols do baixinho camaronês Kengne Ludovick. Os ‘protectors’ tiveram uma grande baixa: Indra Sahdan, considerado um dos melhores futebolistas do País, saiu. O clube também mudou de estádio, vai mandar jogos no Clementi Stadium.

Localização: Bishan, região central com custo habitacional elevadíssimo devido a proximidade com o centro da ilha.

Técnico: PN Sivaji, 47 anos. Prático, ex-jogador, ‘fala a língua’ dos atletas.

Destaque: Peres de Oliveira, meia, 34 anos. O ‘maestro’, ídolo local, vai para sua nona temporada. Tecnicamente muito acima da média do campeonato.

Principal reforço: Ismail Yunos (defensor, Young Lions)

Tampines Rovers

Os “Stags” vem despencando. Bicampeões em 2004 e 2005, foram vices em 2006, terceiros em 2007 e quartos em 2008. Para reerguer o clube mais antigo da ilha, as principais peças foram mantidas como a ótima dupla de ataque Khairul Amri e Noh Alam Shah. Para equilibrar os setores chegaram o defensor Croissant e o meia Akihiro Nakamura. É uma força na Liga e volta a ter credibilidade.

Localização: Tampines, nome de origem malaia para uma árvore que crescia em abundância na região leste antes do processo de modernização iniciado no século passado.

Técnico: Vorawan Chitavanich, tailandês, 47 anos. Respeitado, é um profundo conhecedor do futebol na região.

Destaque: Sutee Suksomkit, 28 anos, utilizado em qualquer posição do meio pra frente. Rápido, dono de um potente disparo com o pé canhoto. É titular absoluto da seleção da Tailândia.

Principal reforço: Benoit Croissant (defensor francês, Al-Najma do Bahrein)

PODEM SURPREENDER

Gombak United

Todo ano a expectativa em Jurong é a de ver o Gombak conseguir chegar entre os três primeiros. Mas sempre ‘bate na trave’. Para esse ano, a manutenção do elenco garante bons motivos para sonhar alto. Principalmente o ataque formado pelos africanos Agu Casmir e Gabriel Obatola, que formam uma das duplas mais temidas do sudeste asiático.

Localização: Jurong, antiga região pantanosa. Desenvolvida, mas é uma das raras partes pacatas de Cingapura.

Técnico: Darren Stewart, australiano, 42 anos. Ex-jogador, já atuou na liga e tem bom trânsito no país.

Destaque: Gabriel Obatola, atacante, 21 anos. Rompedor, destrói defesas e marca muitos gols.

Principal reforço: Goran Subara (meia australiano, Lautoka, do Fiji)

Geylang United

Desde o vice-campeonato em 2003, os “Eagles” não conseguem chegar nem entre os cinco primeiros. Mas houve sinais de melhoras e mesmo vendendo o badalado defensor Aide Iskandar, tem um time que pode deslanchar. Só faltava uma pitada de qualidade no ataque…

Localização: Bedok, um dos mais antigos subúrbios do País. Há menções do rio da região em mapas de marinheiros medievais.

Técnico: Lim Tong Hai, 40 anos. Ex-jogador da seleção e do clube.

Destaque: Baihakki Khaizan, lateral-direito, 25 anos. Titular da seleção, tem muita personalidade e é versátil.

Principal reforço: Ashrin Shariff (atacante, SAF FC)

Super Reds

Apesar do desmanche do plantel do ano passado, que fechou a competição com o vice-campeonato, o treinador Kyung-Joon se mantém confiante. Pela fantástica temporada de 2008 e pelos reforços que vieram de equipes de peso da Coréia do Sul, é bom respeitar.

Localização: Yishun, uma das mais completas cidades.

Técnico: Jeon Kyung-Joon, sul-coreano, 35 anos. Foi jogador de grandes clubes na K-League

Destaque: Park Mun Ki, defensor, veio do Chunnam Dragons

Principal reforço: Apenas sete atletas permaneceram, chegaram 18 jogadores

Sengkang Punggol

Parece que os “dolphins” finalmente irão deixar de ser saco de pancadas. Teoricamente ninguém se reforçou tão bem. Blindou a defesa com os experientes selecionáveis Aide Iskandar e Noh Rahman e trouxe aquele que promete ser a sensação do campeonato, o atacante afro-canadense Murphy Wiredu, que vem causando furor nos amistosos preparatórios. Agora o clube tem dinheiro e competitividade.

Localização: Hougang, identificada no passado como região prolífica em criação de porcos, também peculiar pelos descendentes de chineses que falam o dialeto arcaico Teochew.

Técnico: Jorg Steinebrunner, alemão. Equilibrado, é um estrangeiro experiente na Liga.

Destaque: Aide Iskandar, defensor, 33 anos. Ex-capitão da seleção.

Principal reforço: Aide Iskandar (defensor, Geylang United)

OUTROS

Esses aqui não assustam. O Woodlands Wellington não soube repor com qualidade os elementos que perdeu. Apenas a vinda do zagueiro africano naturalizado cingapuriano Precious Emmuejeraye pode ser comemorada.

O Young Lions é sempre intermitente e não empolga. O eterno lanterna Balestier Khalsa é o mais inofensivo e os clubes estrangeiros Albirex Niigata (time satélite do japonês) e DPMM Brunei – estreante na S-League – são meros convidados.

 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo