Ásia/Oceania

Ulsan leva o título inédito da LC da Ásia e vai ao Mundial

O Ulsan Hyundai conquistou o seu primeiro título da Liga dos Campeões da Ásia neste sábado, em final contra o Al-Ahli Jeddah por 3 a 0. O brasileiro Rafinha, atacante de 25 anos que tem seu passe vinculado ao Nacional, clube de São Paulo, marcou um dos gols da equipe. Coma  vitória, o Ulsan leva sua primeira taça continental para casa e ainda representará a Ásia no Mundial de Clubes em dezembro.

O local da final é escolhido por sorteio, ainda na fase semifinal. Por isso, o jogo foi na Coreia do Sul, no estádio Ulsan Munsu Football, do Ulsan. E fazendo valer o mando de campo, o Ulsan abriu o placar logo aos 13 minutos do primeiro tempo, com o defensor Kwak Tae Hwi, capitão do time. Foi o placar do primeiro tempo.

No segundo, vieram os gols que definiram o confronto e dos pés dos dois artilheiros do time. Primeiro, aos 23 minutos, Rafinha marcou o seu sétimo gol na competição e o segundo do time: 2 a 0. Por fim, Kim Shin Wook marcou o terceiro gol do time e também o quinto gol ele na competição.

Ele e Rafinha, os dois atacantes do time, marcaram sete gols cada na competição e terminaram como os artilheiros do time. Curiosamente, Rafinha marcou gols por dois times na competição: três pelo Gamba Osaka, do Japão, e outros quatro pelo time sul-coreano. Os dois se igualaram a um jogador do derrotado Al Ahli Jeddah: o brasileiro Victor Simões, ex-Botafogo, também marcou sete gols, mas passou em branco na final. O artilheiro do campeonato foi o brasileiro Ricardo Oliveira, do Al-Jazira, dos Emirados Árabes, que fez 12 gols – quatro deles em apenas um jogo, na última partida da fase de grupos.

Alô, Chelsea!

O título dará a chance ao Ulsan Hyundai disputar pela primeira vez o Mundial de Clubes. O time enfrentará o Monterrey, do México, nas quartas de final da competição. O vencedor jogará contra o Chelsea, na semifinal. O jogo das quartas de final é no dia 9 de dezembro e o jogo do vencedor de Ulsan Hyundai e Monterrey contra o Chelsea será no dia 13.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo