Ásia/Oceania

Ásia premia os melhores do ano

Acontece na próxima terça-feira, dia 24, em Kuala Lumpur, a cerimônia do AFC Annual Awards 2009 – premiação concedida anualmente pela Confederação Asiática de Futebol para os destaques da temporada em diversas categorias. A solenidade acontece no hotel Shangri-la, na capital da Malásia.

A principal premiação é para o craque do ano. Depois de analisadas as atuações de vários jogadores em partidas oficiais de competições nacionais e continentais, cinco jogadores disputam o prêmio: o barenita Sayed Mohamed Adnan, que joga no Al-Khor, do Catar; os japoneses Kengo Nakamura (do Kawasaki Frontale) e Yasuhito Endo (do Gamba Osaka); o sírio Firas Al Khatib, que defende o Al Qadsia, do Kuwait; e o iraniano Hadi Aghily, que atua no Sepahan, do seu país.

Nenhum dos cinco indicados já conquistou o prêmio anteriormente. Na última temporada, o uzbeque Server Djeparov, do Bunyodkor, foi o agraciado.

Além do melhor jogador, as premiações mais importantes entregues pela AFC são para o melhor clube da temporada – onde concorrem Pohang Steelers, da Coreia do Sul; e Al-Ittihad, da Arábia Saudita, respectivamente, campeão e vice-campeão da Liga dos Campeões do continente; e o Kuwait SC, campeão da AFC Cup; a melhor seleção masculina (Coreia do Sul, Coreia do Norte e Austrália são as indicadas); a melhor seleção feminina (as seleções sub-19 de Japão e Coreia do Sul e a seleção sub-16 da Coreia do Sul); melhor treinador (onde concorrem os treinadores das seleções da Coreia do Sul, Huh Jung-moo; da Coreia do Norte, Kim Jong-hun; e do Japão, Takeshi Okada); além do prêmio “Diamante da Ásia”, oferecido a uma personalidade, geralmente um dirigente, que se destaca no desenvolvimento do futebol no continente.

As demais categorias que serão premiadas, todas com troféus para o destaque masculino e o destaque feminino, são: melhor federação nacional; melhor árbitro; melhor árbitro assistente; melhor delegado de partida; melhor jogador jovem; e melhor federação no critério de fair play.

A premiação de melhor jogador da Ásia acontece oficialmente desde 1994, quando o saudita Saeed Owairan, um dos destaques de sua seleção na Copa dos EUA, foi escolhido o melhor jogador do continente. Entre 1988 e 1993, o prêmio era extraoficial, sendo que entre 88 e 91, foi escolhido pelo IFFHS, instituto de estatística com sede na Alemanha.

Depois da instituição desta premiação, somente um jogador conseguiu ser apontado como o melhor do continente mais de uma vez: o meia japonês Hidetoshi Nakata, que conquistou o prêmio em 97 e 98. Outros nomes de destaque do futebol asiático já conquistaram a honraria, como os iranianos Ali Daei (em 1999), Mehdi Mahdavikia (em 2003) e Ali Karimi (2004); o japonês Shinji Ono (2001) e o saudita Nawaf Al Temyat (em 2000).

Uzbequistão se classifica para as finais da Copa da Ásia

Com duas vitórias pelo mesmo placar – 3 a 1 – a seleção do Uzbequistão garantiu uma vaga na fase final da Copa Asiática de Nações. O time soma 9 pontos ganhos em três partidas pelo grupo C, e é a primeira equipe a conseguir a vaga nas eliminatórias, que terminam em março do ano que vem.

No jogo de sábado, em Tashkent, Server Djeparov abriu o marcador para os uzbeques no início do segundo tempo. Alexander Geynrikh ampliou a vantagem para 3 a 0, fazendo dois gols, e Zaquan Adha descontou para os malaios. A partida de volta aconteceu nesta quarta-feira, em Kuala Lumpur. Anvar Gafurov, Bakhodir Nasimov e Timur Kapadze fizeram os gols do Uzbequistão, com Badrol Bakhtiar descontando.

Pelo grupo A, Japão e Bahrein praticamente garantiram as suas vagas. Nesta quarta-feira, o Japão foi a Hong Kong e derrotou a seleção local por 4 a 0, somando 9 pontos em 4 partidas. O Bahrein voltou a campo depois de perder a vaga na Copa do Mundo para a Nova Zelândia, no último sábado, e goleou o Iêmen por 4 a 0 (gols de Abdulatif, Fatadi, Salman e Al-Dali, contra), conseguindo a terceira vitória no grupo em três jogos disputados.

A Síria também está bem próxima da classificação. Com 10 pontos ganhos em quatro jogos disputados, o time só não garantiu a vaga antecipada no grupo D porque empatou sem gols com o Vietnã nesta quarta-feira, em Damasco. Os sírios precisam de apenas um ponto nos dois jogos que faltam para chegar à fase final.

O grupo mais equilibrado é o E, onde Cingapura e Tailândia se enfrentaram duas vezes em cinco dias, e, curiosamente, só os visitantes venceram. No sábado, em Cingapura, vitória tailandesa por 3 a 1. Nesta quarta, em Bangkok, Cingapura deu o troco, ganhando por 1 a 0. Com um jogo a menos, o Irã lidera com 7 pontos. Cingapura tem 6 e a Tailândia, 5. A Jordânia é a lanterna, com um ponto. Neste grupo, Jordânia e Irã se enfrentam neste domingo, dia 22, em Amã.

Além dos dois primeiros colocados de cada um dos cinco grupos, outras seis seleções disputam a fase final da Copa Asiática de Nações: o Catar, país-sede; Iraque, Arábia Saudita e Coreia do Sul, três primeiros colocados na última edição da competição, em 2007; Índia, campeã da AFC Challenge Cup disputada no ano passado; além do campeão da AFC Challenge Cup a ser disputada em 2010.

J-League e K-League na reta final

Neste fim de semana, será disputada a primeira fase do play-off que apontará o campeão da K-League. No sábado, 21, em Seul, o Seoul FC, terceiro colocado da temporada regular, enfrenta o Chunnam Dragons, sexto colocado. No domingo, 22, em Seongnam, o Ilhwa Chunma, que terminou em quarto lugar, recebe o Incheon United, quinto lugar. Os vencedores destes dois jogos se enfrentam no dia 25, quarta-feira da próxima semana.

Já no Japão, o fim de semana marca a realização da 32ª rodada da J-League, a antepenúltima do torneio. Com o Gamba Osaka a quatro pontos da liderança, a briga pelo título se concentra entre Kawasaki Frontale, que soma 58 pontos; e o bicampeão Kashima Antlers, que tem 57. No sábado, o Kashima, do técnico Oswaldo de Oliveira, joga fora de casa contra o Kyoto Sanga. No domingo, o Kawasaki Frontale joga também como visitante, mas enfrentando o já rebaixado Oita Trinita.

No sábado, uma partida pode definir o último rebaixado para a J-League 2 – além do Oita Trinita, o JEF United também desce para a segunda divisão em 2010. Com 36 pontos, o Omiya Ardija recebe o Kashiwa Reysol, que tem 30, e precisa desesperadamente da vitória para se manter com chances de permanecer na J-League.

No Catar, Al-Sadd joga para manter a liderança

A oitava rodada da Qatari Stars League começa no domingo e vai até terça-feira. O Al-Sadd, do meia Felipe e do atacante Leandro, um dos artilheiros do campeonato, ao lado do marroquino Adil Ramzi, do Al-Wakrah, com 7 gols, lidera com 19 pontos, e tenta sua quinta vitória consecutiva enfrentando, na terça, o Al-Arabi, quarto colocado. Na segunda colocação, com 17 pontos, o Al-Gharafa conta com os gols de Araújo para não deixar a distância que o separa do Al-Sadd aumentar. Araújo já marcou seis vezes no campeonato, e o time enfrenta o Umm-Salal, na segunda-feira.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo