Ásia/Oceania

Al Nassr brinca com perigo, mas se classifica na Champions Asiática após fair play de Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo admitiu a simulação de um pênalti que poderia ter feito a diferença para o Al Nassr contra o Persepolis na Champions Asiática

Nesta segunda-feira (27), o Al Nassr empatou com o Persepolis por 0 a 0, no Estádio Al-Awwal Park, em Riad, na Arábia Saudita, pela 5ª rodada da Champions Asiática. Com o resultado, a equipe de Cristiano Ronaldo perdeu os 100% de aproveitamento no Grupo E, mas se classificou para a próxima fase do torneio ao se garantir na liderança com 13 pontos.

Já o time iraniano ficou na 2ª posição do grupo com oito pontos e ainda sonha com uma vaga na próxima fase. Vale lembrar que os melhores 2º colocados entre os grupos avançam. Apesar de jogar quase a partida inteira com um homem a mais, o Persepolis não conseguiu aproveitar a vantagem para furar o bloqueio do Al Nassr.

Com a vida resolvida na Champions Asiática, a equipe de Luís Castro agora volta suas atenções para a Saudi Pro League. CR7 e companhia estão na vice-liderança do campeonato com 34 pontos, quatro a menos que o líder Al Hilal, em 14 rodadas. Já o time iraniano precisa se concentrar na competição local, onde ocupa o 6º lugar com 17 pontos em nove jogos.

Como foi Al Nassr x Persepolis pela Champions Asiática

O início do jogo entre Al Nassr x Persepolis ficou marcado por um exemplo de fair play. Aos 2 minutos do primeiro tempo, Cristiano Ronaldo simulou um pênalti ao cair na grande área após o defensor da equipe iraniana dar um carrinho. O árbitro caiu na malandragem do craque português e assinou a penalidade.

Imediatamente, o atacante fez sinal de negativo e admitiu que o lance não foi faltoso. Mesmo assim, o VAR foi acionado e só depois o pênalti foi anulado. O time de Luís Castro tentou manter o controle da partida, mas tudo mudou aos 16 minutos, quando Ali Al-Oujami recebeu o cartão vermelho direto.

Ele foi expulso após uma forte entrada, pisando com a sola da chuteira no tornozelo do adversário em uma chegada atrasada. Dali para frente, o cenário mudou, pois o Persepolis aproveitou a vantagem numérica para manter a posse de bola e tentar causar perigo no gol do Al Nassr.

Aos 19 minutos, a equipe iraniana aproveitou saída de bola errada dos sauditas para chutar de fora da área, mas a bola foi sem força e facilitou a defesa de Nawaf Al-Aqidi. Três minutos depois, Mehdi Torabi recebeu, livre, perto da marca da cal um cruzamente. Contudo, o camisa 9 do Persepolis bateu de canela, e a bola foi para fora.

Já aos 26 minutos, os iranianos fizeram boa jogada pelo meio quando Masoud Rigi deu um passe em direção à meia-lua. Após um corta-luz,  Shahab Zahedi recebeu de costas para o gol, girou e finalizou rasteiro, mas a bola passou beijando a trave. Antes da ida para o intervalo, o Al Nassr tentou manter a posse, mas sem apresentar perigo.

2º tempo morno, assim como os sauditas queriam

Após uma primeira etapa bastante movimentada, o 2º tempo foi morno, assim como os sauditas queriam. Como um empate já garantia vaga na próxima fase da Champions Asiática, o Al Nassr fez o que pôde para anular o ímpeto dos iranianos, que precisavam de uma vitória para ter uma situação confortável na vice-liderança do Grupo E.

No início da etapa final, CR7 saiu de uma aula de fair play para um susto. Isso porque o craque português se envolveu em uma divididida com o goleiro do Persepolis após um cruzamento. Só que Alireza Beiranvand acabou caindo com o peso de seu corpo no pescoço do atacante do Al Nassr, que já estava no gramado.

Aos sete minutos, foi a vez do treinador português viver segundos de tensão. A equipe iraniana balançou as redes após lançamento da intermediária em direção à grande área do Al Nassr. O atacante do Persepolis dominou e bateu bonito no cantinho. Entretanto, o gol foi anulado por conta de um impedimento na origem da jogada.

Logo em seguida, os iranianos voltaram a finalizar com perigo em um petardo de fora da área, obrigando o goleiro saudita a fazer uma boa defesa. O Al Nassr só conseguiu responder quatro minutos depois, quando Cristiano Ronaldo recebeu dentro da área de costas para o gol. O atacante girou e finalizou com força com a perna direita, mas viu a bola sair pelo lado da meta adversária.

Aos 32 minutos da etapa final, o astro português foi substituído por Castro, com semblante de dor ainda por causa da dividida com o goleiro do Persepolis. E foi isso, o Al Nassr cozinhou a partida até o apito final para sacramentar a classificação à próxima fase da Champions Asiática.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo o futebol. Por mais redundante que seja, ama escrever sobre o que é apaixonado, ficando de olho em tudo o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo