Ásia/Oceania

De volta aos trilhos? Al-Hilal vence Al-Fateh e se aproxima de título no Sauditão

Comandados de Jorge Jesus saem atrás do placar, mas viram em jogo aberto no segundo tempo

Não foi a exibição mais brilhante do Al-Hilal nesta temporada, mas a equipe de Jorge Jesus bateu o Al-Fateh nesta sexta-feira(26), de virada, pelo placar de 3 a 1, em confronto disputado na Kingdom Arena, válido pela 29ª rodada do Campeonato Saudita. Zelarayan abriu o marcador aos 12 do segundo tempo e deu um susto na torcida mandante, mas o brasileiro Michael empatou logo em seguida. Rúben Neves, de pênalti, virou o confronto, e Albulayhi, aproveitando rebote, fechou o placar do jogo.

Com a vitória, o Al-Hilal foi aos 80 pontos, abrindo 12 de vantagem para o Al-Nassr, se aproximando cada vez mais do título do Campeonato Saudita. Há mais de sete meses, o time comandado por Jorge Jesus só sabe vencer na competição nacional. O único resultado diferente no torneio nacional foi na sétima rodada, quando empatou diante do Damac, ainda em setembro de 2023. De lá para cá, são 23 vitórias consecutivas. Ao todo, são 28 vitórias e dois empates na atual edição da primeira divisão.

O Al-Hilal começou um tanto sonolento o confronto desta sexta-feira. As primeiras boas oportunidades do time de Jorge Jesus apareceram somente a partir da segunda metade da etapa inicial, em remates de Milinkovic-Savic e Kanno. Zelarayan também chegou a assustar aos 31 do primeiro tempo, mas Bono trabalhou bem e evitou o gol dos visitantes.

O jogo ficou mais movimentado mesmo na segunda etapa. Logo aos 12 minutos, após bela troca de passes no ataque, o Al-Fateh abriu o marcador com Zelarayan, que recebeu do lado esquerdo da área e chutou por baixo do goleiro Bono, que chegou a tocar na bola, mas não o suficiente para evitar que ela entrasse no gol. A sorte do Al-Hilal é que Michael, no lance seguinte, aproveitou falha do goleiro Rinne e tocou de cabeça.

O gol de empate deu ânimo ao Al-Hilal, que não demorou para virar o jogo. Aos 16 minutos, Al-Qahtani tomou um pontapé de Alnajdi na área, e a arbitragem do grego Anastasios Sidiropoulos marcou penalidade máxima em favor do Al-Hilal após análise do VAR. Na cobrança, Rúben Neves bateu com categoria e virou o confronto para o time de Jorge Jesus.

Ainda houve tempo para o zagueiro Albulayhi, no último lance do jogo, aproveitar rebote em cobrança de falta, para empurrar a bola para o fundo do gol. O defensor chutou duas vezes em cima do goleiro do Al-Fateh antes de marcar o terceiro do Al-Hilal no jogo e fechar o placar em 3 a 1.

Mudanças de Jorge Jesus empurram Al-Hilal para a vitória

Sem muita criatividade no primeiro tempo, o técnico do Al-Hilal tratou de mexer na equipe para buscar os três pontos em casa. Logo após empatar o jogo com Michael, o técnico português fez quatro mudanças ao mesmo tempo, colocando Al-Shehri, Al-Qahtani, Al-Hamdam e Al-Shahrani. Não demorou muito para que as alterações surtissem efeito.

Al-Qahtani foi lançado na área e sofreu o pênalti que determinou a virada do time árabe no confronto diante do Al-Fateh. A partir daí, o jogo ficou controlado por parte do Al-Hilal, que rodou mais a bola, criou outras boas oportunidades, e ainda conseguiu marcar mais um no último lance do jogo. Ao final, o time de Jorge Jesus finalizou 19 vezes, contra apenas sete do time adversário, acertando o alvo em seis oportunidades.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo