Ásia/Oceania

A agonia do Urawa Red Diamonds

A quatro rodadas do final da temporada no Japão, a luta contra o rebaixamento está movimentando a torcida de maior assiduidade aos estádios do país. Recordista de público nas últimas cinco temporadas, o Urawa Red Diamonds está em uma luta para fugir do rebaixamento para a J-League 2.

O time ocupa atualmente a 15ª colocação, com 32 pontos, apenas dois a mais que o Ventforet Kofu, primeiro na zona do descenso. Longe dos tempos de glória de meados da década passada, quando, entre 2004 e 2007, foi uma vez campeão e três vezes vice da J-League; bicampeão da Copa do Imperador e campeão asiático – o time tenta se manter na elite do futebol japonês, onde está desde 2001.

Nas quatro rodadas que faltam, o Urawa Red Diamonds faz três jogos em casa: os dois próximos, contra Júbilo Iwata e Vegalta Sendai; e na última rodada, contra o Kashiwa Reysol, atual líder do campeonato. O time dirigido por Takafumi Hori ainda enfrenta o já rebaixado Avispa Fukuoka, na penúltima rodada.

Em campo, porém, a campanha é ruim. Foram apenas sete vitórias em 30 jogos, menos que o Ventforet Kofu. Apenas Montedio Yamagata e Avispa Fukuoka, os dois últimos da tabela, venceram menos (cinco vezes cada um). O time fez 33 gols e sofreu 36. Se a defesa não está tão mal (levou três gols a menos que o líder Kashiwa Reysol), o ataque é o quarto pior do torneio. Genki Haraguchi é o artilheiro do time no campeonato, com 9 gols.

O excesso de empates atrapalhou a caminhada do Urawa Red Diamonds este ano: foram 11. Só o Vegalta Sendai empatou mais vezes, 12.

Principal adversário dos Reds na luta contra o rebaixamento, o Ventforet Kofu tem dois jogos em casa e dois fora. O time do atacante Mike Havenaar, artilheiro da J-League enfrenta, pela ordem, Yokohama F-Marinos (casa), Júbilo Iwata (fora), Albirex Niigata (casa) e Omiya Ardija (fora).

Com 35 pontos, o Omiya Ardija, rival local do Urawa Red Diamonds, ainda está assombrado pelo rebaixamento. Além do confronto direto com o Kofu, na última rodada, o Ardija enfrenta Kawasaki Frontale, Kashima Antlers e Sanfrecce Hiroshima.

Mandando seus jogos no Saitama Stadium, que foi construído para a Copa de 2002, o Urawa Red Diamonds tem uma presença de público em casa que impressiona. Mesmo nesta temporada, onde o time luta contra o rebaixamento, a média jogando em Saitama é de quase 33 mil torcedores por partida (32.634, pra ser mais exato). É a menor média de público desde 2004, quando o time encerrou a temporada com a marca de 36.660 torcedores.

Para se ter uma idéia da força da torcida do Urawa Red Diamonds, o jogo com menos público em casa na temporada levou 20.240 torcedores ao Saitama Stadium. A marca é maior que o melhor público de 14 dos 17 concorrentes na J-League. E é esta torcida que promete empurrar o time nesta reta final e impedir o rebaixamento dos Reds.


Três times lutam pelo título

Se na parte de baixo da tabela, três times lutam para fugir da única vaga para a J-League 2, no topo, outras três equipes lutam pelo título. A liderança ainda é do Kashiwa Reysol, com 62 pontos.  O Gamba Osaka tem 60 e o Nagoya Grampus, 59. Com o Yokohama F-Marinos com 52 pontos, na quarta posição, o trio da frente praticamente garantiu as três vagas para a Liga dos Campeões do ano que vem – a outra é para o campeão da Copa do Imperador.

Os três postulantes ao título jogam em casa na próxima rodada, que acontece somente no dia 3 de novembro. Impulsionado pelas boas atuações de Jorge Wagner, o líder Kashiwa Reysol recebe o Albirex Niigata. O Gamba Osaka enfrenta o Kashima Antlers e o Nagoya Grampus pega o Cerezo Osaka.

Não há mais confrontos diretos entre o trio da frente, e cada um, além de suas próprias forças, contará com os tropeços dos adversários diante de seus próprios rivais – situação que, aqui no Brasil, sempre é encarada com desconfiança com possíveis “facilitações” nas partidas decisivas.

K-League: primeira fase termina no domingo

Com oito jogos, termina neste domingo a primeira fase da K-League. Com o Jeonbuk Hyundai Motors garantido como campeão desta fase há duas rodadas – e com isso, com passaporte garantido para a decisão do campeonato – a expectativa maior é pela definição do playoff que aponta o outro finalista.

O Pohang Steelers já garantiu o segundo lugar geral, com 56 pontos. Além de garantido na semifinal do campeonato, o time assegurou seu retorno à Liga dos Campeões no ano que vem.

Suwon Samsung Bluewings e Seoul FC têm 52 pontos cada um e estão garantidos nos playoffs. O Suwon tem um gol a mais de saldo e está na terceira colocação. As últimas duas vagas estão em aberto. Com 45 pontos, o Ulsan se garante na próxima fase se conseguir pelo menos um empate contra o Daegu, fora de casa. O Busan I’Park tem 43 pontos e recebe o lanterna Gangwon. Sonhando com tropeços de Ulsan e Busan, Gyeongnam (que recebe o Seoul FC) e Chunnam Dragons (que joga em casa contra o Jeonbuk Hyundai Motors) têm 42 pontos e saldo de 4 gols. O Gyeongnam leva vantagem nos gols marcados.

Nos playoffs, o terceiro colocado recebe o sexto em jogo único, no dia 19 de novembro. No dia seguinte, o quarto colocado joga em casa contra o quinto. Os dois vencedores desses jogos se enfrentam em 22 ou 23 de novembro. Quem sair deste playoff pega o Pohang Steelers, nas semifinais. O vencedor das semifinais faz, em jogos de ida e volta contra o Jeonbuk, a grande decisão da K-League em 2011.

Nos Emirados, Al-Wasl lidera

 

Pelo menos neste início de campeonato, não se pode dizer que a chegada de Diego Maradona não tenha feito bem ao Al-Wasl. O time é o único a vencer os dois jogos disputados na liga dos Emirados Árabes, com cinco gols marcados e apenas um sofrido.
Além disso, o uruguaio Juan Manuel Olivera já assumiu a artilharia do campeonato. O jogador fez um hattrick na estreia diante do Sharjah; e mais um gol sobre o Bani Yas. O Al-Jazira, de Ricardo Oliveira (três gols em dois jogos) é o vice-líder, com 4 pontos, ao lado de Al Ain e Al Shabab.

Na sexta-feira, o Al-Wasl abre a terceira rodada enfrentando o Ajman. A principal partida da rodada é Al Jazira x Bani Yas, também na sexta.

CURTAS

Na Austrália, depois de três rodadas, Brisbane Roar e Perth Glory mantém os 100% de aproveitamento. Na sexta-feira, na abertura da quarta rodada, o Roar recebe o Adelaide United. No sábado, o Perth Glory joga fora de casa contra o Central Coast Mariners.

Afonso Alves é o artilheiro da atual edição da liga do Catar. Jogando pelo Al Rayyan, Afonso já marcou quatro vezes em quatro jogos, ajudando sua equipe que está na terceira colocação, com nove pontos. O líder é o Lekwiya, campeão na última temporada. Com um jogo a menos, por conta de sua participação na semifinal da Liga dos Campeões, o Al Sadd é o vice-líder.

Outro brasileiro que lidera a artilharia de uma liga tradicional no continente é Victor Simões. O atacante defende o Al Ahli, da Arábia Saudita, e fez oito gols em seis jogos na atual temporada, dividindo a artilharia com o argelino Hadj Bouguèche, do Al Quadisiya.
Na liga saudita, Al Shabab e Al Ittifaq lideram, 16 pontos em seis jogos. O Al Hilal é o terceiro, com 15.

Apesar das fortes chuvas que vêm caindo na capital, Bangcok, a liga da Tailândia teve seus jogos confirmados para o próximo final de semana. No domingo passado, o jogo entre Osotspa e TTM Pichit foi adiado. O Buriram PEA lidera com 59 pontos em 24 jogos. O Muang Thong United é o vice-líder, com 50 pontos e um jogo a menos.

Nasaf, do Uzbequistão; e Kuwait Sports, do Kuwait, decidem no sábado a AFC Cup. O jogo acontece em Karshi, no Uzbequistão. Nas semifinais, o Kuwait Sports eliminou o Arbil, do Iraque, com 5 a 2 no placar agregado; enquanto o Nasaf passou pelo Al Wedhat, da Jordânia (2 a 1 na soma de resultados).

Jeonbuk Hyundai Motors e Al Sadd decidem, no dia 5 de novembro, a Liga dos Campeões da Ásia. A definição dos finalistas saiu nesta quarta-feira.

O Jeonbuk venceu o Al Ittihad, da Arábia Saudita, por 2 a 1, chegando a 5 a 3 na soma dos resultados. O brasileiro Eninho fez os dois gols do time sul-coreano.

Jogando em Doha, no Catar, o Al Sadd perdeu para o Suwon Samsung Bluewings por 1 a 0. Porém, como venceu o primeiro jogo em Suwon por 2 a 0, se garantiu na decisão.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo