Sul-Americana

Vitória do Internacional atenua indignação de Coudet com decisão grotesca da arbitragem

No triunfo colorado sobre o Real Tomayapo, pela Sul-Americana, VAR invalidou gol de Maurício ao identificar impedimento de Alario quase um minuto antes

O Internacional venceu o Real Tomayapo, por 2 a 0, na noite de terça-feira (4), em Tarija, na Bolívia, pela Copa Sul-Americana. Mas o placar poderia ter sido ainda mais elástico, não fosse a falta de efetividade colorada, e um gol inacreditavelmente anulado pela arbitragem.

Aos 22 minutos do segundo tempo, após bela troca de passes por dentro, Maurício recebeu de Alan Patrick e finalizou no canto direito do goleiro Arancibia para ampliar para o Inter, que àquela altura vencia por 1 a 0. Sem que os jogadores dentro de campo entendessem, após longa checagem do VAR, o árbitro Mathías de Armas anulou o gol.

O motivo da anulação foi um impedimento, por centímetros, de Lucas Alario. A grande questão é que a irregularidade aconteceu quase um minuto antes do gol de Maurício, após o Inter rodar a bola de um lado para o outro até encontrar o espaço na defesa do Tomayapo.

Após receber cartão amarelo, Coudet tentou evitar falar sobre o lance, mas não conseguiu

A anulação, naturalmente, deixou os jogadores e a comissão técnica do Inter indignados. O técnico Eduardo Coudet, inclusive, recebeu cartão amarelo por reclamação.

Em sua entrevista coletiva após a partida, Coudet tentou evitar o assunto. “Não. De arbitragem não, não falo nunca. Já passou, terminou a partida”, disse. Mas no final, é claro, ele não conseguiu se segurar.

— Foi muito antes da jogada do gol anulado. Creio que havia começado mais de uma jogada diferente, e este é o conceito regulamentar: ‘quando começa outra jogada’. A mim parece que havia passado mais de um minuto. Não vi, mas me parece que o impedimento de Alario foi muito antes da jogada do gol. Mas a nível regulamentar, conceitual, não sou o mais capacitado para dizer — lamentou Coudet.

Internacional precisa de vitória contra o Delfín para ir aos playoffs

Além do gol de Maurício, anulado pelo impedimento de Alario, o Inter teve outro gol invalidado no primeiro tempo, de Alan Patrick, devido à condição irregular de Maurício. O Colorado ainda colocou três bolas na trave, e teve um pênalti desperdiçado por Alario.

A lamentação do Inter acontece porque, se tivesse feito um gol a mais, poderia jogar pelo empate no jogo do próximo sábado (8), às 21h30 (horário de Brasília), contra o Delfín, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul/RS.

Agora, somente a vitória interessa para o Colorado ficar na segunda colocação do Grupo C da Copa Sul-Americana e brigar por classificação para as oitavas de final em playoff contra um terceiro colocado da fase de grupos da Libertadores.

Internacional na Copa Sul-Americana 2024

  • 3º colocado do Grupo C, com 8 pontos em 5 jogos
  • 2 vitórias, 2 empates e 1 derrota
  • 5 gols feitos e 3 gols sofridos
  • 53% de aproveitamento
Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho, formado em jornalismo pela PUC-RS e especializado em análise de desempenho e mercado pelo Futebol Interativo. Antes da Trivela, passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo