Sul-Americana

Após Sul-Americana, Corinthians tem que reagir no Campeonato Brasileiro e Data Fifa pode ajudar

Mano Menezes não fala sobre fim de ciclo de jogadores, mas reforça que elenco não tem falta de motivação

Depois de tantas mudanças de prioridades e erros na temporada do Corinthians, com a queda na Sul-Americana para o Fortaleza, o time se encontra em momento de pressão no ano, precisando urgentemente reagir no Brasileirão para terminar a competição em um lugar minimamente mais confortável do que o que está hoje na tabela, 13º, com 30 pontos. 

Após a eliminação para o Fortaleza, Mano Menezes ressaltou que a quantidade de técnicos diferentes também acaba prejudicando o desenvolvimento do trabalho:

– A gente precisa ter cuidado na avaliação para com os atletas. Não é fácil passar por tantas ideias diferentes num curto espaço de tempo e isso funcionar bem. O que quero dar a eles é uma ideia simples, segura, para que eles se sintam seguros e capazes de executar. Não será algo complexo no primeiro momento, senão eles não darão conta de executar num curto espaço de tempo, mas eles vão conseguir. Acredito que os jogadores podem entregar mais a curto prazo. Senão não estaria aqui.

Mano também ressaltou a importância da Data Fifa que vai acontecer entre os jogos com o Flamengo e Fluminense:

– Talvez depois da Data Difa dê uma condição de intensidade maior durante o jogo. Não se trata de errado ou de certo, mas de diferente, jeito diferente de fazer. Acho que os jogadores estão precisando disso. É o que detectamos e o que vamos fazer.

Fim de ciclo? Corinthians tem jogadores com fim de contrato em dezembro de 2023

Ao todo 10 jogadores encerram o contrato com o Corinthians em dezembro de 2023: Fábio Santos, Gil, Renato Augusto, Maycon, Cantillo, Bruno Mendez, Gustavo Mosquito e Paulinho, que continua machucado. Questionado sobre um possível fim de ciclo desses atletas e necessidade de uma renovação da equipe, Mano disse que falar sobre isso depois de uma eliminação não seria justo:

– É sempre muito inadequado falar em cima de eliminação sobre encerrar ciclo desse ou daquele jogador. Falei na apresentação que estamos para fazer o trabalho que precisa ser feito, não acho que cabe o termo sujo. Futebol é assim. Ciclos se encerram. A cada ano no Brasil você tem que montar uma nova equipe, com exceções. A gente vai trabalhar o restante do Campeonato Brasileiro para fazer a equipe melhorar. Nessa hora da derrota, se começar a apontar o dedo, vai pensar que ninguém serve. Por experiência, sabemos que futebol é assim.

Mesmo sabendo das dificuldades e do momento do elenco, Mano Menezes aceitou comandar o time 

O contrato de Mano com o Corinthians vai até o fim de da temporada de 2025. A justificativa para o contrato longo é porque o treinador sabe que de todo o trabalho que terá pela frente um e quer colher os frutos das mudanças que precisará fazer no time. Ainda que eliminado, Mano reforçou que o problema do time não é falta de motivação ou ânimo:

– Não acho que o problema da equipe seja ânimo, isso é um pouco velho no futebol, varias vezes você deve ter convivido com a arquibancada gritando “queremos raça”, quando o que não têm é outra coisa. Não falta motivação aos jogadores. Muitos profissionais não aceitariam o convite nesse momento, porque você acaba perdendo junto, mesmo sendo um jogo. Eu quis estar com eles porque considero a probabilidade de iniciarmos a construção de um trabalho a longo prazo.

Foto de Jade Gimenez

Jade Gimenez

Jornalista, fascinada por esporte desde a infância, paixão que se tornou profissão. Além do futebol me mantenho por dentro de outras modalidades desde Fórmula 1 até NFL. Trabalhei como repórter em TV e rádio cobrindo partidas de futebol, futsal e basquete.
Botão Voltar ao topo