Sul-Americana

Corinthians peca em todos os setores e perde para reservas do Argentinos Jrs

Corinthians completa três jogos consecutivos com derrota e perde a liderança do grupo na Sul-Americana

O Corinthians completou o quarto jogo sem conseguir balançar as redes e, de quebra, perdeu a liderança do Grupo F, da Copa Sul-Americana. Nesta terça-feira (23), pela terceira rodada, o Timão perdeu para os reservas do Argentinos Juniors por 1 a 0, no Estádio Diego Armando Maradona, em mais uma jornada desastrosa. Além disso, a equipe comandada por António Oliveira chegou a três derrotas consecutivas.

No geral, o fracasso do time passou principalmente por dois personagens: Cássio e Raul Gustavo. O goleiro falhou na primeira finalização dos adversários a gol, enquanto o zagueiro que assumiu a vaga de Gustavo Henrique — afastado por dengue — foi expulso por empurrar o bandeirinha duas vezes. Porém, tanto o meio de campo quanto o ataque foram inoperantes. O Corinthians concluiu apenas duas finalizações no alvo em mais de 90 minutos.

Com o resultado, o Argentinos Jrs agora é líder da chave, com seis pontos. O time paulista continua com os mesmos quatro pontos do início da rodada e cai para o segundo lugar. O próximo compromisso pelo torneio, o Timão visitará o Nacional-PAR, no dia 7 de maio, às 19h (horário de Brasília), no Paraguai.

O que aconteceu de pior para o Corinthians na partida?

  • Cássio falhou no gol do Argentinos Jrs aos 2 minutos de partida;
  • Falta de criatividade e pontaria do ataque;
  • Seis finalizações e apenas duas ao gol;
  • Expulsão de Raul Gustavo por empurrar o bandeirinha duas vezes;
  • Incompreensivelmente, Corinthians conseguiu criar mais com um a menos em campo;
  • Timão completou 412 minutos sem balançar as redes.

Argentinos Juniors poupa titulares

Vale ressaltar que o Argentinos Jrs poupou seus jogadores titulares contra o Corinthians. Os hermanos estão na semifinal da Copa da Liga, competição equivalente ao antigo Apertura do Campeonato Argentino, onde vão enfrentar o Vélez no próximo fim de semana.

Os melhores jogadores do time argentino estavam no banco de reservas: o atacante Romero e o meia Moyano.

Mudanças na escalação e (mais uma) falha de Cássio

O Corinthians teve algumas mudanças em relação à última escalação, mas manteve a mesma base. De novidades, António Oliveira apostou principalmente em alterações no ataque, com o retorno de Yuri Alberto e Romero. No entanto, mal deu tempo de testar o ataque, e os donos da casa abriram o placar.

Numa bola espirrada nas costas de Fagner, Gastón Verón conseguiu dominar a bola, carregou por um segundo e finalizou no canto de Cássio. O goleiro chegou a tocar na bola, mas deixou entrar — falha muito parecida com a que o camisa 12 cometeu diante do Racing-URU, na estreia pela Sul-Americana.

Raul Gustavo expulso

Um dos momentos mais bizarros dos últimos anos do futebol aconteceu na expulsão de Raul Gustavo. O zagueiro, que fazia uma partida ruim tecnicamente, foi expulso aos 13 minutos do segundo tempo por agredir o bandeirinha.

Após uma dividida, o defensor tentou pegar a bola para atrasar a cobrança de lateral e se estressou com o adversário. Para impedir que a tensão virasse uma briga, o assistente, que estava ao lado do lance, se colocou entre Raul Gustavo e o outro jogador. Na tentativa de acalmar os ânimos do zagueiro, Cláudio foi empurrado e, na sequência, recebeu um safanão do camisa 34, que tentava empurrá-lo mais uma vez.

Após a agressão, o árbitro Piero Maza sacou imediatamente o cartão vermelho e aplicou a punição ao jogador

Foto de Livia Camillo

Livia Camillo

Formada em jornalismo pelo Centro Universitário FIAM-FAAM, escreve sobre futebol há cinco anos e também fala sobre games e cultura pop por aí. Antes, passou por Terra, UOL, Riot Games Brasil e por agências de assessoria de imprensa e criação de conteúdo online.
Botão Voltar ao topo