América do SulLibertadores

O Del Valle tombou o River para dar sequência à história mais surpreendente desta Libertadores

O Independiente del Valle chegou aos mata-matas da Libertadores com um discurso modesto, consciente de sua pequenez. Tanto que construiu sua esperança em torno da solidariedade das demais torcidas equatorianas. O clube que disputa a primeira divisão há seis anos, vindo de uma cidade com 75 mil habitantes, convocou os compatriotas para lotar o Estádio Atahualpa, casa da seleção. Doaria toda a renda às vítimas do terremoto que assolou o país e, em troca, esperava o apoio nas arquibancadas. Conseguiu mobilizar a multidão e buscou o feito de bater o River Plate por 2 a 0. Já nesta quarta, consumou a classificação histórica ao suportar a sufocante pressão no Monumental de Núñez, apesar da derrota por 1 a 0.

VEJA TAMBÉM: Del Valle quer unir todas as torcidas do Equador na Libertadores para ajudar vítimas do terremoto

Fundado em 1958, o Independiente del Valle atravessou décadas no amadorismo. Nasceu da iniciativa de amigos para disputar torneios de várzea em Sangolquí, região metropolitana de Quito. Tão simplório que adotou o vermelho como cor, em homenagem ao Independiente, clube do coração de seu fundador, e depois incorporou o nome do patrono José Terán à alcunha oficial. Nas divisões nacionais a partir dos anos 1980, a transformação definitiva só aconteceu em 2006, quando o time da terceirona foi comprado por um grupo de empresários. O projeto para desenvolver jogadores locais ascendeu, subiu duas divisões em quatro anos e se transformou em uma força nacional.

Mesmo sem conquistar a taça do Campeonato Equatoriano, o Del Valle disputou as últimas três edições da Libertadores. E a atual participação seria heroica o suficiente não só por chegar aos mata-matas pela primeira vez, como também por eliminar um grande do continente como o Colo-Colo, em noite cercada de dramas em Santiago. Mas os pequeninos foram além. Depois da gigantesca vitória sobre o River Plate no Atahualpa, eliminaram os atuais campeões da América diante do abarrotado e incendiário Monumental de Núñez.

Para isso, o Independiente del Valle precisou suportar um bombardeio. Você não encontrará edição de melhores momentos do jogo com poucos minutos, tamanha foi a quantidade de chances criadas pelos Millonarios. O River somou 31 finalizações ao longo dos 90 minutos. Obviamente, a falta de pontaria pesou, com 19 arremates para fora. Mas os créditos também precisam ser dados ao goleiro Librado Azcona, em atuação monumental. Acumulou defesas, dependeu da boa colocação em tantos outros lances e também teve sua dose de sorte, em especial quando as traves o ajudaram duas vezes no segundo tempo – e que já o haviam salvado três vezes contra o Colo-Colo. “Creio que a mais difícil foi uma cabeçada que tirei com as unhas. Vi a bola dentro do gol, mas fui com o coração e ajudei para que a equipe passasse de fase”, declarou o herói. Por fim, o gol de Alario, a 10 minutos do apito derradeiro, não valeu de nada aos argentinos.

Diante do Pumas, o Independiente del Valle outra vez é o azarão. Mas, pelo histórico recente da Libertadores, está mais do que claro que isso não significa tanto. Vale a disciplina, a entrega e, por vezes, a sorte. Com todos esses elementos, os equatorianos tombaram o campeão. E agora esperam contar outra vez com o apoio do país para fazer história. Independente da falta de tradição, o trabalho merece o devido reconhecimento.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.