Libertadores

Santos se complica contra o Strongest em La Paz e dependerá de outros resultados para se classificar

Com vitória, bolivianos chegam a seis pontos, empatam com Santos e deixam tudo indefinido para a última rodada

Um péssimo início de jogo do Santos custou caro. Em La Paz, o Peixe perdeu por 2 a 1 para o Strongest e agora dependerá de outros resultados para conseguir avançar à próxima fase da Libertadores. Foram dois gols em 23 minutos que definiram a partida. Sem conseguir envolver o adversário, e sentindo os efeitos da altitude no segundo tempo, o time da Vila Belmiro foi perdendo força e até conseguiu diminuir o placar, mas criou pouco para conseguir o empate.

A partida teve um panorama completamente diferente do confronto no primeiro turno, que o Santos venceu por goleada. A vitória contra o Boca na última semana também deu esperanças ao time da Vila, mas o que complica é a derrota para o Barcelona, em casa, na estreia. Ficou tudo para a última rodada e o Santos precisará vencer fora de casa e torcer por outro resultado. Qual deles vai depender do que acontece entre Boca e Barcelona.

A situação fica complicada, especialmente porque o time brasileiro ainda terá que jogar em Quito contra o Barcelona na próxima rodada. Os bolivianos igualaram a pontuação dos brasileiros, mas na última rodada enfrentam o Boca Juniors na Bombonera. O Barcelona tem seis pontos e também enfrenta o Boca na Bombonera.

O Santos teve o retorno de Alisson ao meio-campo, vestindo a braçadeira de capitão do time, e atuou ao lado de Jean Mota. Kaiky foi mais uma vez titular no centro da zaga. O quarteto ofensivo tinha Ângelo, Gabriel Pirani, Lucas Braga e Kaio Jorge, em um 4-2-4-1. Já o Strongest foi a campo cm um time bem defensivo, no 5-3-2. Desde o começo, os bolivianos apostaram na bola longa para achar seus atacantes e isso rendeu.

Depois de cruzamento da direita, Rolando Blackburn cabeceou, o goleiro João Paulo defendeu, a bola voltou ao atacante, que tocou para o lado onde estava Jair Reynoso, que só empurrou. A posição pareceu duvidosa em um primeiro momento, mas o replay mostrou que Felipe Jonatan dava condições. Os bolivianos saíam em vantagem aos 15 minutos do primeiro tempo.

O cenário piorou ainda mais para o Santos pouco depois. Bola longa para Rolando Blackburn, que ajeitou de cabeça para Willie, que chutou de primeira, no canto, e venceu mais uma vez o goleiro do Santos: 2 a 0, aos 22 minutos.

Só que Gonzalo Castillo fez uma bobagem e foi expulso aos 24 minutos. Ele tinha tomado um cartão amarelo aos 17 minutos, tomou mais um aos 24, depois de uma falta dura sobre Kaio Jorge, e acabou justamente expulso. Com um jogador a menos, o Strongest precisaria lidar com os 20 minutos finais do tempo regulamentar e mais todo o segundo tempo.

No final do primeiro tempo, aos 37 minutos, Jean Mota cobrou escanteio da direita e Kaio Jorge desviou bem, mas a bola passou muito perto e foi para fora. Uma boa oportunidade que o Peixe criou na bola parada. O primeiro tempo, porém, acabou com os 2 a 0 para o Strongest, o que significava uma enorme dificuldade para o time da Vila no segundo tempo.

Para o segundo tempo, o Santos veio com uma mudança. Tirou Kaiky e colocou Jonathan Copete na lateral esquerda, deslocando Felipe Jonatan no meio-campo. Além disso, entrou também Marcos Leonardo no lugar de Gabriel Pirani. Com isso, o time passou a ter dois centroavantes e um meio-campo mais técnico e ofensivo para tentar uma difícil virada.

A primeira chance real de gol veio aos sete minutos. Escanteio do lado esquerdo que Kaio Jorge, mais uma vez, desviou no meio da área e levou perigo, mas a bola novamente foi para fora.

Como estava difícil entrar na área dos bolivianos, foi preciso um chute de longe para chegar lá. Depois de uma cobrança de escanteio de Jean Mota, a defesa do Strongest afastou e a bola sobrou para Felipe Jonatan. O camisa 3 dominou e soltou um torpedo de pé esquerdo, no ângulo. Um golaço e o Santos diminuía o placar para 2 a 1, aos 24 minutos.

O Strongest perdeu a perdeu a chance de matar o jogo aos 44 minutos, em um contra-ataque, quando Ramiro Vaca recebeu, livre, mas chutou mal para fora. O Santos Não conseguiu mais criar chances nos seis minutos de acréscimo que o árbitro concedeu na partida. No fim, os bolivianos levaram os três pontos e agora ainda sonham com a vaga, embora seja muito complicado.

Na próxima semana, na quarta-feira, o Strongest vai à Bombonera enfrentar o Boca Juniors, enquanto o Santos vai até Quito enfrentar o Barcelona. Os dois jogos começaram no mesmo horário, às 21h.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo