Libertadores

Palmeiras é muito favorito, mas sabe que o Deportivo Pereira merece atenção

O Palmeiras inicia a disputa por uma vaga nas semifinais da Libertadores de 2023 nesta quarta-feira (23), às 21h30 (horário de Brasília), enfrentando o Deportivo Pereira pela partida de ida das quartas de final, na Colômbia.

Tricampeão da competição, com dois títulos nas últimas três edições, o Alviverde é muito favorito contra uma equipe que faz sua estreia em torneios internacionais, mas sabe que o adversário merece atenção, especialmente pelo que tem feito nos últimos anos.

De jejum histórico para um dos oito melhores do continente

Fundado em 1944, o Deportivo Pereira é um clube tradicional na Colômbia, mas demorou para levantar seu primeiro troféu. Após 72 participações na primeira divisão do país, faturou seu primeiro título em dezembro de 2022 com a conquista do Campeonato Colombiano. Depois de dois empates com o Independiente Medellín nas finais do Torneio Finalización, os aurinegros soltaram o inédito grito de campeão com uma vitória por 4 a 3 nos pênaltis dentro de casa, no estádio Hernán Ramírez Villegas.

Um ano antes, o clube de Pereira já dava sinais de competitividade. Na Copa da Colômbia de 2021, o Lobo eliminou Junior de Barranquilla e Tolima para chegar pela primeira vez na decisão do torneio. Acabou ficando com o vice-campeonato, depois de vencer o Atlético Nacional por 1 a 0 em casa e perder por 5 a 0 no Atanasio Girardot. Apesar da goleada sofrida, o segundo lugar foi motivo de orgulho para um time que ficou de 2012 até 2019 na segunda divisão.

Mesmo sendo o atual campeão colombiano, o Deportivo Pereira não tinha grandes expectativas para a Libertadores deste ano. No Grupo F com Boca Juniors (ARG), Colo-Colo (CHI) e Monagas (VEN), uma vaga para os playoffs da Copa Sul-Americana já seria algo para celebrar.

Os aurinegros, no entanto, avançaram ao mata-mata da competição mais importante da América do Sul somando oito pontos e terminando na segunda posição. Para isso, deixaram o Colo-Colo pelo caminho, venceram o Boca por 2 a 1 no Hernán Ramírez Villegas e quase protagonizaram uma gigantesca zebra em La Bombonera, abrindo o placar já aos 30 minutos do segundo tempo antes de levar a virada nos acréscimos.

Nas oitavas de final, mais uma pedreira: o Independiente del Valle (EQU), campeão da Copa Sul-Americana em 2022, vencendo o São Paulo na final, e da Recopa Sul-Americana em 2023, derrotando o Flamengo nos pênaltis em pleno Maracanã. Assim como na fase de grupos, o favoritismo não entrou em campo. Depois de um triunfo por 1 a 0 no jogo de ida, na Colômbia, o Deportivo Pereira buscou o empate em 1 a 1 no Equador e garantiu vaga entre as oito melhores equipes do continente.

Com a classificação às quartas de final, o Deportivo Pereira conseguiu a melhor campanha de um clube colombiano na Libertadores em sete anos. O último time do país a chegar tão longe foi o Atlético Nacional em 2016, que sagrou-se campeão naquele ano.

Palmeiras prega cautela

Os bons resultados recentes do Deportivo Pereira e a campanha na Libertadores ligaram o sinal de alerta no Palmeiras. Em entrevista coletiva após a vitória por 2 a 0 sobre o Cuiabá, no sábado (19), o técnico Abel Ferreira comentou brevemente sobre o adversário desta quarta e pregou cautela.

— Vamos enfrentar um adversário que é muito competitivo, organizado. Nas observações que já fizemos, percebemos as dificuldades que vamos encontrar. Se estão nesta competição e se vieram disputar esta eliminatória é porque têm qualidade. Eu respeito muito os adversários. É dar o nosso melhor, respeitar os adversários sempre da mesma forma. Eles têm tantas possibilidades de passar como nós — destacou o treinador português.

— É preciso respeitar muito o nosso adversário. Sabemos que vamos passar dificuldades, porque tive a oportunidade de assistir esse adversário. É extremamente organizado, não é por acaso que está disputando a classificação para a fase seguinte —completou.

O discurso foi repetido pelo zagueiro Luan. Ao canal oficial do Palmeiras, o camisa 13 ressaltou que é preciso respeito diante do clube colombiano.

— Estamos falando de quartas de final de Libertadores e ninguém chega ali por acaso. Se eles estão ali é porque eles têm qualidade e fizeram por onde, construíram uma trajetória. Encaramos esse jogo com muito respeito. Vamos para a Colômbia tentar sacar um bom resultado e na próxima semana temos o jogo na nossa casa. Acredito que estará uma atmosfera linda de Libertadores e vamos para lá para fazer o nosso melhor — afirmou o defensor.

Deportivo Pereira em números

Para chegar até as quartas de final da Libertadores, o Deportivo Pereira contou com bons resultados dentro do Hernán Ramírez Villegas e uma defesa pouco vazada. O Lobo está invicto como mandante no torneio, com três vitórias e um empate, além de apenas dois gols sofridos. Em 2023, a equipe tem 57,8% de aproveitando jogando em casa somando todas as competições, com nove vitórias, seis empates e quatro derrotas.

Dentre os clubes classificados para as quartas de final da Libertadores, o Deportivo Pereira é o segundo com menos gols sofridos: seis, empatado com Olimpia (PAR) e o próprio Palmeiras. Somente o Boca Juniors, que foi vazado quatro vezes, tem uma defesa melhor.

As marcas positivas na competição, porém, param por aí. Segundo o Sofascore, o time colombiano tem o pior ataque (sete gols) dentre as oito equipes ainda vivas na Libertadores, além de ser a que criou menos grandes chances (nove), a com menor posse de bola (média de 43,5%) e a terceira com menos chutes certos, superando Olimpia e Boca com 4,9 por partida.

Fora de casa, os números também não são bons. O Deportivo Pereira ainda não venceu na Libertadores atuando fora da Colômbia, acumulando duas derrotas e dois empates. Na temporada, são três vitórias, seis empates e oito derrotas como visitante, aproveitamento de 29,4%.

O artilheiro do time em 2023 é o zagueiro Carlos Ramírez, autor de seis gols em 27 partidas. Os atacantes Arley Rodríguez e Angelo Rodríguez aparecem empatados em segundo lugar, ambos com cinco tentos. Quem tem chamado a atenção ofensivamente, no entanto, é o uruguaio Adrián “Rocky” Balboa. O atacante de 29 anos foi contratado recentemente, mas já marcou duas vezes em quatro jogos. Ambos os gols foram na vitória por 3 a 0 sobre o Jaguares de Córdoba, pela sexta rodada do Torneio Finalización, no sábado (19).

Chutes de longe podem ajudar o Palmeiras

Para sair na frente por um lugar nas semifinais da Libertadores, o Palmeiras não deverá fazer muitas mudanças em relação a maneira que costuma atuar. Afinal, o time de Abel Ferreira é o atual campeão brasileiro, paulista e da Supercopa do Brasil, além ter vencido duas das últimas três edições do torneio.

Acontece que uma arma pode ser decisiva para o Alviverde: o chute de longa distância. Dos seis gols sofridos pelo Deportivo Pereira na Libertadores, dois foram em arremates de fora da área. Ao todo, o time colombiano cedeu 55 finalizações de fora da área no torneio, média de aproximadamente 6,8 por partida.

Artilheiro do Palmeiras na temporada com 14 gols, Raphael Veiga já marcou três vezes de fora da área em 2023. Gabriel Menino é outro pode se beneficiar, já que quatro dos oito gols que fez na temporada foram dessa forma.

Caso não marque em chutes de longa distância, outra boa alternativa para o Palmeiras é o rebote. Apesar dos poucos gols sofridos na Libertadores, o goleiro Aldair Quintana não passou muita confiança até aqui, espalmando para dentro da própria área em muitas da defesas que fez. O Alviverde, que possui atacantes rápidos como Artur, Rony e Dudu, pode se aproveitar de equívocos do arqueiro colombiano.

Foto de Felipe Novis

Felipe Novis

Felipe Novis nasceu em São Paulo (SP) e cursa jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Antes de escrever para a Trivela, passou pela Gazeta Esportiva.
Botão Voltar ao topo