Libertadores

Botafogo não vai contar com três dos principais reforços na decisão com o Red Bull pela Libertadores

Contratados com status de titular, John, Jeffinho e Luiz Henrique estão fora do time desde fevereiro e não devem ser relacionado pelo Botafogo para o segundo jogo da terceira fase da Libertadores

Apesar do alto investimento feito para esta temporada, que marca o retorno do Botafogo à Copa Libertadores depois de sete anos, o clube vai chegar para o jogo decisivo contra o Red Bull Bragantino sem reforços importantes. Três das principais contratações do clube na última janela de transferências seguem em tratamento de lesões e não foram nem sequer relacionados para a partida desta quarta-feira (13), às 21h30 (horário de Brasília), no Nabi Abi Chedid, pelo jogo de volta da terceira fase da Copa Libertadores.

O goleiro John e os atacantes Jeffinho e Luiz Henrique ainda não estão 100% recuperados das respectivas lesões e não foram relacionados pelo técnico Fábio Matias para a partida contra o Red Bull Bragantino. Jeffinho e Luiz Henrique já iniciaram a transição e fazem trabalhos no gramado do Espaço Lonier, CT do clube, mas ainda não está aptos para retornarem aos jogos. Já John, que sofreu uma lesão um pouco mais grave, ainda faz o tratamento para iniciar a transição.

No começo de fevereiro, na partida contra o Nova Iguaçu, pelo Campeonato Carioca, o Botafogo perdeu dois jogadores de uma só vez. O atacante Jeffinho, com uma lesão no músculo adutor da coxa direita, e o goleiro John, também uma lesão muscular, mas na parte posterior da coxa direita. A previsão inicial já dava conta de que o atacante ficaria fora por um mês e meio, enquanto o goleiro poderia ficar fora por até dois meses. Jeffinho até avançou na recuperação, mas ainda não o suficiente para voltar a ser relacionado.

Já no dia 14 de fevereiro, o atacante Luiz Henrique, contratação mais cara da história do clube, sofreu uma lesão na panturrilha esquerda durante a partida contra o Volta Redonda. O clube trabalhava com a possibilidade do jogador voltar no fim de fevereiro, no entanto, o jogador ainda passa pela transição para os trabalhos no gramado.

Jeffinho vinha se destacando pelo Botafogo neste começo de 2024 (Foto: Icon Sport)

Botafogo investiu mais de R$ 90 milhões nos três jogadores

De olho na Copa Libertadores, o Botafogo investiu alto na última janela de transferências. E John, Jeffinho e Luiz Henrique foram três dos principais reforços contratados pelo clube. O goleiro chegou com status de titular e substituo de Lucas Perri, vendido ao Lyon, da França. O Botafogo pagou US$ 1,5 milhão (R$ 7,3 milhões, na cotação do dia da negociação) ao Santos pelo goleiro.

Já Luiz Henrique se tornou nada menos do que a contratação mais cara da história do Botafogo e pode virar a mais cara do futebol brasileiro. O clube acertou a compra do jogador, que estava no Real Betis, da Espanha, por 16 milhões de euros fixos (R$ 85,9 milhões), com a possibilidade de pagar outros 4 milhões de euros (21,4 milhões) por metas. Assim, a negociação pode chegar a 20 milhões de euros (quase R$ 107 milhões).

O atacante Jeffinho chegou ao Botafogo por empréstimo do Lyon, clube que também pertence a John Textor, dono da SAF do Glorioso. O clube não divulgou detalhes sobre possíveis custos pelo empréstimo. Assim, para as compras de John e Luiz Henrique, o Botafogo investiu cerca de R$ 93,2 milhões.

Ao todo, o Botafogo investiu mais de R$ 150 milhões na última janela. Além do John e Luiz Henrique, o Glorioso também comprou o volante Gregore, o atacante Savarino, o zagueiro Lucas Halter, entre outros jogadores de menor valor, como o goleiro Raul Steffens, que custou ao Botafogo apenas R$ 40 mil.

Provável escalação do Botafogo

Com os atuais desfalques, o Botafogo do interino Fábio Matias deve repetir a escalação do primeiro jogo com o Red Bull Bragantino: Gatito Fernández; Damián Suárez, Lucas Halter, Alexander Barboza e Hugo; Gregore, Tchê Tchê e Eduardo; Savarino, Júnior Santos e Tiquinho Soares.

Botafogo tem vantagem contra o Red Bull Bragantino

Apesar dos desfalques importantes, o Botafogo tem uma importante vantagem para o segundo jogo contra o Red Bull Bragantino. Com a vitória por 2 a 1, na última semana, no Nilton Santos, o Glorioso joga pelo empate para chegar na fase de grupos da Copa Libertadores. Em caso de derrota por um gol de diferença, a decisão será nos pênaltis.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor de Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo