Argentina

No Clássico de Avellaneda, Racing é melhor que Independiente e vence na Copa da Liga Argentina

O Racing aproveitou as chances que criou para ganhar do Independiente, fora de casa, na Copa da Liga Argentina

Neste sábado (24), o Independiente perdeu para o Racing por 1 x 0, no Estádio Libertadores de América, pela 7ª rodada da Copa da Liga Argentina. Com o resultado, o Rei de Copas ficou na liderança do Grupo A do torneio com 13 pontos, mas ainda pode perder a posição até o término da rodada. Já a Academia assumiu provisoriamente a 3ª colocação do Grupo B da competição com 13 pontos, mas também pode ser ultrapassado.

O Clássico de Avellaneda começou bem animado, com Independiente e Racing brigando pela vitória. Entretanto, quem se deu melhor foi a Academia, que criou mais chances de gol e balançou as redes com Ádrian “Maravilha” Martínez. Já o Rei de Copas ficou preso em sua própria falta de criatividade na Copa da Liga Argentina. Saiba tudo o que aconteceu nesse jogaço aqui na Trivela.

Como foi Independiente x Racing pela Copa da Liga Argentina

Como esperado, o Clássico de Avellaneda foi bem disputado. Jogando em casa, o Independiente começou um pouco melhor que o Racing, que ficou restrito a sua defesa para evitar o gol do rival. Contudo, quem teve a primeira finalização de perigo na 7ª rodada da Copa da Liga da Argentina foi a Academia. Aos 14 minutos do 1º tempo, Maravilha Martínez recebeu uma linda enfiada de bola nas costas da defesa do Rei de Copas.

O atacante do Racing entrou na área e finalizou forte, mas parou em Rodrigo Rey. Dali para frente, o jogo ficou bem aberto, como esperado em um clássico. Mesmo com uma posse de bola menor, o Independiente conseguiu criar uma chance perigosa aos 26 minutos da etapa inicial, quando avançou com velocidade pelo direito até fazer o cruzamento para a grande área.

A bola chegou em Luna, que cabeceou consciente, mas acabou tirando muito do goleiro e mandou pela linha de fundo. A Academia e o Rei de Copas continuaram batalhando dentro de campo. Contudo, jogando futebol, e não parando a partida com as incessantes faltas – como já foi comum em outros Clássicos de Avellaneda. E isso foi tudo até a ida para o intervalo. Sem vencedores parciais na Copa da Liga Argentina.

Clássico de Avellaneda não termina sem gols

O 2º tempo iniciou bem mais devagar, com pouca intensidade tanto do Independiente, quanto do Racing. Entretanto, o Clássico de Avellaneda não costuma terminar sem gols. E quem abriu o placar na 7ª rodada da Copa da Liga Argentina foi a Academia. Aos 16 minutos, do círculo central, Zucullini enfiou um bolão para Maravilha Martínez nas costas da marcação do Rei de Copas.

O atacante do Racing saiu em velocidade, driblou o goleiro – que saiu do gol para tentar dividir -, e só empurrou para o fundo da rede. E quem pensava que o Independiente ia acordar pra vida e buscar o empate no clássico, estava redondamente enganado. Aos 24 minutos, a Academia perdeu um gol feito, para o alívio do Rei de Copas. Tudo começou em um belo lançamento do meio-campo por trás dos defensores.

A bola chegou em Almendra, que entrou sozinho na grande área para finalizar. O problema foi que ele deslocou muito do goleiro e acabou tirando tinta da trave. Aos 33 minutos, o Independiente quase empatou em cobrança de falta frontal. Mancuello bateu colocado, mas a finalização passou muito perto da forquilha. Contudo, o Racing conseguiu manter a vantagem no Clássico de Avellaneda até o apito final.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo