Argentina

As lágrimas de Méndez foram pelo gol no clássico contra o Racing e pelo irmão que se matou

Jesús Mendéz marcou o segundo gol do Independiente na vitória por 3 a 0 sobre o Racing, no clássico de Avellaneda, e caiu nas lágrimas. Estava claramente emocionado. Batia no peito e apontava para o céu. O sentimento poderia ser apenas a grande felicidade por ter praticamente garantido a vitória do seu time na partida mais importante do ano, ao fazer 2 a 0 a oito minutos do final. Mas era muito mais importante que isso.

LEIA MAIS: Riquelme sobre Superclássico: “Queria jogar, mas não posso porque Tevez usa minha camiseta”

Mendéz apontou para o céu porque é para onde imagina que o seu irmão foi no final de janeiro deste ano. Paulo Daniel Mendéz deu um tiro no próprio peito e deixou o mundo dos vivos. O gol que marcou foi dedicado a ele. O estádio Libertadores de América inteiro reconheceu o momento do seu jogador e o aplaudiu. Seus companheiros o abraçaram para amenizar a dor.

Mendéz queria que seu irmão visse esse golaço.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo