América do SulArgentina

A final da Copa América teve confusão nas arquibancadas, e até a família de Messi sofreu

De longe, a cena parecia harmoniosa. Em uma multidão vermelha, algumas aglomerações albicelestes no Estádio Nacional de Santiago para a final da Copa América. Mas nem tudo saiu bem entre os torcedores chilenos e argentinos durante o jogo. Houve focos de confusão nas arquibancadas e até mesmo agressões, controladas pela polícia. Inclusive contra as famílias de alguns craques da seleção visitante, entre eles Lionel Messi e Sergio Agüero.

VEJA TAMBÉM: O peso de 22 anos sem taças nas costas de Messi, Higuaín e Tata Martino

Os parentes de Messi precisaram ser salvos pelo embaixador da Argentina em Santiago. Após uma falta dura de Marcelo Díaz no camisa 10, seus pais e seus irmãos se exaltaram. Acabaram reconhecidos pelos chilenos, que começaram a insultá-los e até mesmo cuspir contra eles. Então, o diplomata interveio, contendo os ânimos e levando os familiares até outra zona do estádio, próximas às cabines de transmissão. Além disso, os parentes de Agüero também foram xingados, mas sem o mesmo extremismo.

Já em outros setores do estádio, aconteceram confusões localizadas, com trocas de empurrões e socos. Em uma delas, a polícia precisou agir para encerrar a briga que durou alguns minutos. Definitivamente, nem tudo foi festa.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo