AlemanhaHolanda

Zagueiro alemão vence câncer e volta aos gramados para salvar Twente da derrota

A carreira de Stefan Thesker sofreu várias reviravoltas. Aos 24 anos, o zagueiro alemão começou a sua carreira no Twente, mas voltou à terra natal para jogar por Hoffenheim, Hannover 96 e Greuther Fürth. Em baixa, foi emprestado em janeiro para o Twente a fim de retomar a carreira. Só não esperava ter que enfrentar um tumor que exigiu uma operação que o afastou dos gramados desde por quase dois meses. Neste domingo, porém, ele retomou a carreira. E não poderia ter sido melhor.

LEIA TAMBÉM: PSV repudia torcedores que humilhavam pedintes em Madri e promete punições

O diagnóstico de Stefan Thesker era sério: câncer nos testículos. Ele teve que lutar pela sua vida. O jogador, que tinha defendido a seleção alemã sub-21, vivia uma situação que ia além das dúvidas sobre a sua carreira. Ele mal tinha se transferido ao Twente, no dia 28 de janeiro, e estreado pelo clube, no dia 31, quando recebeu a notícia. A notícia, aliás, foi dada no dia anterior ao jogo. Ele foi para a partida mesmo assim e acabou substituído pouco depois dos 15 minutos da etapa final.

A cirugia pela qual passou para remover o tumor foi bem sucedida. Àquela altura, os médicos não sabiam dizer se ele teria condições de retomar a sua carreira profissional, mesmo que a sua vida não corresse mais risco. Mas ele voltou. E acabou sendo fundamental para que o Twente não fosse derrotado pelo AZ no jogo deste domingo, que acabou em 2 a 2.

O seu time, Twente, enfrentava o AZ. Perdia por 1 a 0 quando ele entrou em campo, aos 24 minutos. Aos 30, ele empatou o jogo, de cabeça. Já seria um retorno triunfal para alguém que sofreu com algo tão sério. Só que dois minutos depois, o AZ passaria de novo à frente. Aos 47 minutos, nos acréscimos, Thesker novamente brilhou. De novo de cabeça, em um cruzamento, ele marcou o gol de empate, para delírio da torcida.

“Não há palavras para isso”, disse Thesker depois do jogo, ainda no calor dos acontecimentos. “Isso é algo que eu nunca vivi. Este é um momento muito bom. Às vezes você precisa de um pouco de sorte”, continuou. “Eu passei por um período muito difícil e por isso estou ainda mais feliz. Eu lutei para estar aqui. Eu não quero mais saber do meu tumor. Eu só quero falar das coisas boas”, declarou, feliz. “Isso me dá força. Um ponto contra o AZ é ótimo. Eu estou aqui para aproveitar os próximos dias”, concluiu, sorrindo, o zagueiro, em entrevista ao canal Fox Sports, que transmite os jogos na Holanda.

Thesker retomou a carreira. Acima de tudo, uma vitória pessoal. Não sabemos qual serão os próximos passos, mas, para ele, já é motivo de comemoração. Quem sabe ele pode ajudar o Twente a melhorar a atual 11ª posição na tabela de classificação da Eredivisie.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.