Alemanha

Salihamidzic crítica postura de Lewandowski e admite que errou em negociação com Alaba

O diretor-esportivo do Bayern de Munique ainda estão com a saída de Lewandowski atravessada na garganta

Não foram meses muito fáceis para o diretor esportivo do Bayern de Munique, Hasan Salihamidzic. O ex-jogador teve que lidar com a novela Robert Lewandowski, e ainda não está muito satisfeito com a postura do atacante que completou sua transferência para o Barcelona nesta semana. Em entrevista à revista Zeit-Magazin, também admitiu que não conduziu da melhor maneira as negociações para renovar o contrato de David Alaba ano passado. O defensor acabou indo para o Real Madrid.

Lewandowski ainda tinha um ano de contrato, mas começou a forçar sua saída, com declarações em público, assim que a última temporada terminou. O Bayern de Munique deixou muito claro o desejo de mantê-lo, mas após semanas e semanas de negociações, acabou aceitando uma proposta de cerca de € 50 milhões pelo seu principal artilheiro. Salihamidzic disse que ainda não consegue entender porque ele quis ir embora desse jeito.

“Não. Realmente, zero ponto zero. E não apenas porque cumpri todos os meus contratos como jogador. O futebol é às vezes um negócio difícil. Como jogador, eu teria esclarecido isso internamente e para mim mesmo e cumprido meu contrato. Apreciação é uma via de mão única”, disse Salihamidzic, que contratou dois jogadores nesta janela em situação parecida à de Lewandowski, Sadio Mané e Ryan Gravenberch, mas em um processo muito mais suave, sem o drama e as trocas de declarações na imprensa.

Alaba deixou o Bayern de Munique ao fim do seu contrato e se tornou um dos principais jogadores do Real Madrid campeão europeu. Em retrospecto, Salihamidzic acredita que poderia ter lidado melhor com a situação, embora nada garanta que o suíço ficaria porque os “planos financeiros eram muito diferentes”.

“O conselho fiscal e o conselho de administração do Bayern queriam estender o contrato de David Alaba. Do nosso ponto de vista, oferecemos-lhe muito dinheiro. Houve uma reunião com os assessores de David e demos um ultimato para Alaba. David teve que tomar uma decisão. Olhando hoje, eu diria que talvez não fosse necessário definir um prazo para um jogador que merecia tanto quanto David. Ainda consigo entender nossa posição de querer demonstrar força, mas tentaria resolver a questão de Alaba de uma forma diferente”, explicou.

Além de Mané e Gravenberch, o Bayern de Munique contratou o lateral direito Noussair Mazraoui e soltou € 80 milhões para transformar Matthijs de Ligt no novo xerifão da sua defesa.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo