Alemanha

Lewandowski: “Você joga para a torcida. Atuar com público é muito importante e isso deixou a Supercopa mais legal”

Após a conquista da Supercopa da Alemanha, Lewandowski ressaltou como o público presente o motivou

A Supercopa da Alemanha pode não ser o título mais importante da temporada, mas o Bayern de Munique não escondeu sua empolgação com o troféu. Mesmo um clube tão acostumado a vencer valorizou o triunfo por 3 a 1 sobre o Borussia Dortmund, num duelo em alta rotação disputado nesta terça. O resultado referenda o início de trabalho de Julian Nagelsmann, assim como reforça o posto dos bávaros à frente dos aurinegros neste momento. E a ocasião também valeu pelo encontro com a torcida no Signal Iduna Park. Robert Lewandowski ressaltou exatamente o clima, como uma motivação extra.

“Foi muito legal jogar com os torcedores presentes. Também foi uma boa partida de se assistir, com muitas jogadas ofensivas dos dois times. Atuar diante do público é muito importante para as emoções do futebol. Você joga exatamente para a torcida. E o que fizemos hoje foi grandioso. Estamos ansiosos pelo que virá e vamos curtir esse troféu”, comentou Lewandowski. Por enquanto, os públicos na Alemanha ainda são parciais. O Signal Iduna Park recebeu 25 mil espectadores nesta terça.

Lewa anotou dois gols e deu uma assistência para o triunfo. Aproveitou seu destaque para exaltar Gerd Müller, na semana em que o maior artilheiro da história do Bayern faleceu. Antes que a bola rolasse, o clube homenageou sua lenda: “Gerd Müller foi um jogador e uma pessoa especial. Sabemos o que ele significa para a história do futebol. Sempre tento olhar para aquilo que Gerd fez”.

Além de Lewandowski, Leon Goretzka também apontou como o ambiente no estádio influenciou a boa partida: “Foi uma grande atmosfera hoje, uma partida muito divertida. Ganhar um troféu no início da temporada, num jogo como esse, é algo incrível. O Dortmund também mostrou do que é capaz. É o maior confronto do futebol alemão, queríamos mostrar nossa força e foi isso que fizemos. É nosso trabalho ganhar esse tipo de partidas, fizemos isso bem. E é ainda melhor ganharmos um troféu”.

Já o técnico Julian Nagelsmann não tirou os méritos de Hansi Flick, presente nas arquibancadas do Signal Iduna Park. O novo comandante dos bávaros afirmou que a Supercopa reflete um processo mais longo, enquanto elogiou a postura defensiva de seus comandados para brecar o ataque liderado por Erling Braut Haaland.

“Acho que defendemos muito bem, especialmente no primeiro tempo. Fomos incrivelmente agressivos, recuperamos bem a bola e tivemos três grandes chances. O primeiro gol foi merecido. No segundo tempo, estava claro que o Dortmund botou mais pressão em nós. Jogamos um pouco mais em bloco, em vez de nos adiantarmos. Mas, no geral, foi uma vitória totalmente merecida. Para mim, é importante que o troféu seja visto como recompensa pela última temporada. É por isso que Hansi Flick também merece esse título, assim como os jogadores”, analisou Nagelsmann.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo