AlemanhaInglaterra

Jornal alemão promete reconhecer gol de 1966 se Reino Unido ficar na União Europeia

As urnas foram abertas. O povo britânico já começou a depositar os seus votos para decidir se permanece ou sai da União Europeia, o que traria algumas consequências para o país, inclusive no futebol. Para incentivá-los a continuar sendo um dos 28 membros do bloco comunitário, a Alemanha prometeu reconhecer o controverso gol de Geoff Hurst na decisão da Copa do Mundo de 1966, em Wembley.

LEIA MAIS: O que a saída do Reino Unido da União Europeia significaria para o futebol inglês

Quer dizer, um dos seus jornais mais famosos, o Bild, fez isso por ela. Em uma capa bem humorada, a publicação disse que admitirá que aquela bola passou completamente a linha depois de bater no travessão, se o Reino Unido continuar na União europeia.

O gol de Hurst – discutido até hoje, embora seja difícil fazer o caso de que a bola cruzou totalmente a linha – deu à Inglaterra a vantagem de 3 a 2 contra a seleção alemã, na prorrogação. Hurst ainda faria o quarto, no último minuto, garantindo o único título mundial dos ingleses, cinquenta anos atrás.

Entre outras promessas, o Bild também garantiu que a seleção alemã não usará goleiro na próxima disputa de pênaltis contra a Inglaterra, “para deixar as coisas mais emocionantes” e colocará Joachim Löw para guardar as joias da coroa.

O governo da Alemanha, junto com o de outros países como França, Estados Unidos e China, quer que o Reino Unido continue sendo membro da União Europeia. Para saber mais sobre o referendo, clique aqui.

 

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo