Alemanha

Dinheiro perdido, multa, Nutella e corte da seleção: Kruse não tem tido dias muito bons

Max Kruse, bom atacante de 28 anos do Wolfsburg, foi cortado da seleção alemã para os amistosos contra Inglaterra e Itália, na próxima data Fifa, e sua participação na Eurocopa está em xeque. O técnico Joachim Löw afirmou que ele tem agido repetidamente de maneira muito pouco profissional ultimamente. Se você acha um exagero do treinador campeão do mundo, logo deixará de achar.

LEIA MAIS: Zagueiro alemão vence câncer e volta aos gramados para salvar Twente da derrota

O mês de março muito louco de Kruse começou semana passada, quando se tornou público que o jogador havia esquecido € 75 mil (R$ 300 mil) em um táxi, em outubro, dinheiro que ganhara em um torneio de pôquer. Quando o Wolfsburg descobriu isso, ficou extremamente irritado. “Algumas pessoas nunca colocam os olhos nesse tanto de dinheiro a vida toda, certamente não em dinheiro vivo”, disse Klaus Allofs, diretor esportivo do clube. Kruse foi multado em € 25 mil (R$ 100 mil), levando seu prejuízo total nessa brincadeira a € 100 mil (R$ 400 mil) porque notificou a polícia apenas mês passado e o dinheiro nunca foi encontrado.

Isso foi semana passada. No fim de semana, para relaxar, Kruse foi a uma boate comemorar o seu aniversário e ficou irritado com uma pessoa que tirava fotos da sua turma. Agarrou o celular da moça e tentou deletar as imagens, segundo o Bild. Foi multado em mais € 25 mil.

Como se não fosse o bastante, o jornal alemão também publicou que a direção do Wolfsburg conversou com Kruse, durante a intertemporada de inverno em Portugal, e pediu que o jogador maneirasse no seu vício em Nutella, aquela intervenção divina em forma de creme de chocolate. Allofs não quis confirmar a conversa (também não a negou). Disse apenas que o clube lida com esse tipo de coisa internamente. Mas mandou um recadinho. “Max precisa corrigir algumas coisas”, disse.

Acho que já conseguimos entender o que Joachim Löw quis dizer com “agir repetidamente de maneira não profissional”. “Precisamos de jogadores que estão concentrados em jogar futebol e que entendam seus papéis como exemplos para a sociedade. Falei com Max sobre o que eu espero dentro e fora do gramado”, disse Löw.

E depois disso tudo, a parte mais normal dos últimos dias de Kruse deve ter sido quando ele, enviado pelo clube, como parte de um programa de ajuda à comunidade de Wolfsburg, foi fotografado vestindo um casacão e construindo um galinheiro.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo