Copa da Alemanha

Algoz do Bayern, Saarbrücken, da 3ª divisão, faz nova vítima da Bundesliga e vai à semifinal da Copa da Alemanha

Após ganhar de Bayern de Munique e Eintracht Frankfurt, Saarbrücken bate Mönchengladbach de virada em campanha histórica na Copa da Alemanha

O futebol é um pequeno microcosmo de tudo o que acontece na sociedade. Por exemplo, clubes que têm mais dinheiro possuem geralmente os melhores jogadores, atraem mais pessoas e conquistam mais títulos. Ao longo dos anos, esse processo vai se enraizando e criando times cada vez maiores e mais populares. Mas de tempos em tempos, agradáveis surpresas aparecem e contam histórias de um Davi matando um Golias.

E nesta temporada na Alemanha, um time da terceira divisão já matou três Golias. Por enquanto. Nesta terça-feira (12), o Saarbrücken fez história novamente ao bater o Borussia Mönchengladbach de virada por 2 a 1, pelas quartas de final da Copa da Alemanha. Apesar de Robin Hack ter aberto o placar para o time da Bundesliga, Amine Naifi e Kai Brunker, nos acréscimos do segundo tempo, anotaram os gols que fizeram a torcida local explodir no Ludwigspark.

O resultado marca uma história campanha do Saarbrücken. Na segunda rodada, eles bateram o Bayern de Munique também por 2 a 1, e nas oitavas, o time ganhou do Eintracht Frankfurt por 2 a 0. Com a vitória em cima de outro time da Bundesliga, agora eles encaram o Kaiserslautern, no dia 2 de abril. O tradicional time da 2. Bundesliga avançou ao bater o Hertha Berlim. E o vencedor do confronto enfrentará Bayer Leverkusen ou Fortuna Düsseldorf, que farão o outro jogo da semifinal.

Gols relâmpagos mexem com Mönchengladbach

Um time da elite do futebol alemão encarando um da terceira poderia dar a impressão de que seria basicamente um ataque contra defesa. Mas já no início, foi possível ver que a partida teria suas próprias particularidades. E na primeira delas, um erro de um herói do Saarbrücken há duas rodadas teve um momento de vilão.

Marcel Gaus foi o autor do gol nos acréscimos que deu a vitória de seu time contra o Bayern de Munique, na segunda rodada da competição. Entretanto, depois de um rápido contra-ataque do Borussia Mönchengladbach, Honorat aproveitou um erro do defensor para dominar a bola. O atacante da equipe visitante correu em velocidade entrando na área, e na saída do goleiro, tocou para trás. Hack apareceu livre e de primeira, e abriu o placar aos 7 minutos.

Mas o placar adverso e o elenco menos qualificado não amedrontou os jogadores e os torcedores do Saarbrücken. E apenas 4 minutos depois, veio o empate dos anfitriões e com um golaço. Após uma boa jogada trabalhada, Naifi recebeu passe, ganhou de Itakura em uma dividida e acertou um balaço no ângulo do goleiro Nicolas.

O gol aos 11 minutos colocou o time da casa de volta da partida, que mesmo sendo pressionado, conseguiu se defender. O Borussia Mönchengladbach, assustado pelo gol rápido feito pelo time que nesta Copa da Alemanha já eliminou Bayern de Munique e Eintracht Frankfurt, teve dificuldades com o gramado do Ludwigspark. Além disso, alguns jogadores, como Neuhaus, principal criador de jogador, e centroavante Siebatcheu, tiveram muitas dificuldades de criar jogadas perigosas ao longo da primeira etapa.

Saarbrücken cresce na hora certa para fazer história de novo

Mesmo sendo o azarão, quem voltou do segundo tempo querendo resolver a parada foi o Saarbrücken. Rabihic deu lugar para Günther-Schmidt. O time anfitrião até começou pressionando, mas aos poucos, o Mönchengladbach retomou o controle da bola e das ações ofensivas. Mesmo assim, o time da primeira divisão não conseguia passar pela defesa do Saarbrücken. O técnico Gerardo Seoane chegou a mexer no time, mas nem isso adiantou.

Fechado no começo, o Saarbrücken passou a atacar a partir dos 40 minutos da segunda etapa. Com muito mais gás do que os visitantes, o time da terceira divisão começou a criar chances e novamente nos acréscimos, eles eliminaram de novo um time da Bundesliga. Em contra-ataque, Gaus avançou pelo lado esquerdo e cruzou rasteiro. A bola foi parar nos pés de Brunker, que de primeira, chutou no contrapé do goleiro, para fazer o gol da épica classificação do Saarbrücken às semifinais da Copa da Alemanha.

Foto de Vanderson Pimentel

Vanderson Pimentel

Jornalista formado em 2013, e apaixonado por futebol desde a infância. Em redações, também passou por Estadão e UOL.
Botão Voltar ao topo