Universitario: Um dos grandes da história peruana

O Universitário Deportes, foi fundado em 7 de agosto de 1924 na cidade de Lima. A equipe destaca-se por ser uma das maiores do futebol peruano nos dias de hoje, além de ter sido a primeira do país a chegar na final da Taça Libertadores da América em 1972.

Um grupo de estudantes da Universidad Nacional Mayor de San Marcos, decidiu fundar um time de futebol. Nascia aí o Universitário. Primeiramente a equipe recebeu o nome de Federación Universitária, pois contava com jogadores de várias faculdades peruanas.

Em 13 de março de 1928, a agremiação, que naquela época já chamava-se Universitário Deportes, recebeu um convite da recém criada Federação Peruana de Futebol para disputar o seu primeiro torneio oficial.

Na partida de estréia, uma sonora goleada frente ao José Olaya. O placar de 7 a 1 já demonstrava que o recém criado time não viria para ser mais um coadjuvante e sim uma equipe de ponta do Peru.

A partida seguinte seria o primeiro clássico diante do Alianza Lima. Esse duelo é um dos mais tradicionais do futebol peruano nos dias de hoje. A “U”como é conhecido o Universitário, venceu por 1 a 0 .

O primeiro título

Logo no seu segundo ano disputando o campeonato de seu país, os universitários conquistaram o primeiro título. O grande destaque daquela equipe, era Cillóniz, que marcou quatro gols na final diante do Circolo Sportivo Italiano. O placar final apontou uma confortável vitória do time de Lima, por 7 a 0.

O grande favorito ao título era o Alianza, que liderava o torneio até a sétima rodada, quando recebeu uma punição da Federação Peruana de Futebol por conta da indisciplina dos seus atletas. Com isso, o Universitário, teve caminho livre para conquistar o seu primeiro caneco.

Alguns jogadores destacaram-se na campanha de 1929, entre eles Góngora, Pacheco e Souza Ferreira. Era apenas uma das vinte e quatro taças peruanas que a “U” conquistou ao longo de sua história.

O vice da Libertadores

Em 1972, os universitários tiveram uma das suas maiores temporadas em toda a história. Embora não tenham conquistado o campeonato peruano, conseguiram um fato inédito para clubes do país: chegar à final da Taça Libertadores da América.

Os clubes do Peru não tinham nenhuma tradição em competições continentais. Como ocorre atualmente, as equipes do Brasil e Argentina eram as grandes favoritas. A diferença é que na época o Nacional e o Peñarol, ambos do Uruguai também figuravam entre as forças da América do Sul.

A final foi contra os argentinos do Independiente. A derrota acabou com o sonho de ser o primeiro representante peruano a conquistar a América, mas o resultado até hoje é lembrado com carinho pelos torcedores locais, visto que até aquele momento, nenhuma outra agremiação do país havia ido tão longe em competições internacionais.

É importante observar que o sucesso na Libertadores não foi apenas nessa oportunidade. A “U” chegou às semifinais em mais três oportunidades, todas entre o final dos anos 60 e começo da década de 70. Os êxitos ocorreram em 1967, 1971 e 1975.

O tri campeonato no final do milênio

O final do último milênio, foi extremamente positivo para o Universitário. A equipe de Lima levantou o caneco do campeonato local em três oportunidades seguidas.

Em 1998 a equipe tinha Farfán como principal nome. A vitória na final por 2 a 1 frente ao Sporting Cristal, que havia sido vice da Libertadores no ano anterior, acabou com um jejum de cinco anos sem títulos nacionais.

No ano seguinte, o título foi comemorado com um gosto ainda maior, já que a vítima foi o eterno rival Alianza Lima. O placar do último jogo apontou um incontestável 3 a 0 para os universitários. Outra vez Farfán foi o destaque da equipe.

Por fim, em 2000, o caneco veio de maneira incontestável, afinal o clube somou mais de cem pontos nos torneios Apertura e Clausura. O jogo da coroação definitiva foi uma goleada de 5 a 0 diante do Chiclayo.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo