Sem categoria

United suporta pressão e se classifica na LC

O Manchester United sofreu, no jogo de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões. Mesmo jogando em casa, foi retraído e viu o Olympique de Marseille criar mais chances de gol. No entanto, a velha eficiência do time de Alex Ferguson voltou a aparecer. O time fez 2 a 1, e conseguiu a classificação às quartas de final do torneio.

Mal o jogo havia começado, o United logo ficou em vantagem. Aos cinco minutos, pela esquerda, Wayne Rooney tabelou com Ryan Giggs. O galês devolveu a bola ao camisa 10, que chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro. A bola passou pelo goleiro Steve Mandanda, e foi a Javier Hernández, que teve o simples trabalho de completar para as redes, fazendo 1 a 0 para os Red Devils.

O Marseille, por sua vez, chegou timidamente, aos nove minutos. André-Pierre Gignac recebeu lançamento de Stéphane Mbia, dominou e tentou tocar para o gol encobrindo o goleiro Edwin van der Sar. A bola, porém, subiu muito, e saiu pela linha de fundo.

No entanto, o time de Alex Ferguson predominava no ataque, àquela altura do jogo. Aos 19 minutos, mais uma chance foi criada. Em nova jogada de ataque pela esquerda, Paul Scholes recebeu a bola e arriscou o cruzamento. Porém, a bola partiu direto para o gol, exigindo que Mandanda subisse para defender.

Depois, aos 22 minutos, o time teve uma sequência perigosa. Nani recebeu a bola, fez jogada individual e cruzou para a área, da direita. E Hernández subiu para cabecear. Contudo, a tentativa do mexicano saiu fraca, fácil para a defesa de Mandanda. Pouco depois, Nani voltou a receber a bola, chegou à área e cruzou rasteiro para trás, mas ninguém do Manchester United apareceu para concluir, e Souleymane Diawara retomou a posse de bola.

Entretanto, aos poucos, a equipe francesa começou a chegar mais fortemente ao ataque. E conseguiu sua primeira chance de real perigo, aos 36 minutos. Em cobrança ensaiada de escanteio, Benoît Cheyrou deixou a bola com Lucho González. O meio-campista dominou, pela esquerda, e cruzou para a área. Diawara, então, entrou de surpresa e cabeceou para fora, em bola que passou perto do gol. Pouco antes, John O'Shea sentiu dores na coxa, após experimentar um cruzamento, e foi substituído por Rafael.

Aos 39 minutos, Loïc Rémy arriscou chute de fora da área, e Van der Sar defendeu em dois tempos. Na sequência, em rápido contra-ataque, Rooney chegou pela esquerda, na área, e tentou o chute, mas Mandanda também agarrou.

E, finalmente, o Marseille teve nova ótima oportunidade aos 42 minutos. Após cruzamento, Chris Smalling afastou parcialmente, mas Rémy recebeu a bola pela direita e arrematou de média distância. E mandou a bola perto do gol, em ótima chance do Marseille. O United respondeu logo depois, quando Smalling cabeceou por cima do gol, no minuto seguinte.

No começo do segundo tempo, o Marseille continuou buscando o gol. Aos três minutos, Cheyrou cobrou falta, e a bola sobrou para André Ayew. O ganense, então, lançou, Gignac, que invadiu a área livre. Porém, Van der Sar saiu bem de gol e defendeu a bola.

Depois, o Manchester United teve um pequeno respiro, e começou a criar mais chances de gol. Uma delas veio aos nove minutos: Rooney tentou o lançamento para Giggs, mas a bola ficou com Mandanda antes que o galês pudesse completar.

No entanto, logo o OM impôs o recuo ao time da casa, e voltou a ter chances sucessivas para empatar o jogo. Aos 22 minutos, Rémy recebeu a bola pela esquerda e tentou o cruzamento para a área, mas Van der Sar defendeu.

Porém, a grande oportunidade do Marseille veio aos 29 minutos. Rémy veio pela direita e cruzou rasteiro para Cheyrou. Na grande área, o camisa 7 dos marselheses completou escorando, mas Van der Sar defendeu sem dar rebote, salvando o United.

E, no minuto seguinte, o United foi mais eficiente, e fez 2 a 0. Pela direita, em contra-ataque rápido, Antonio Valencia passou a Giggs. E o meio-campista cruzou rasteiro para “Chicharito” Hernández apenas escorar, fazendo 2 a 0 e aliviando o United.

Mas o alívio que se esperava definitivo foi momentâneo. Porque, aos 38 minutos, o time de Didier Deschamps finalmente conseguiu o seu gol. Após cobrança de escanteio, Wes Brown desviou para as redes, cometendo gol contra. E o United demorou um pouco mais antes de poder comemorar a classificação às quartas de final.

Ficha técnica

Manchester United 2×1 Olympique de Marseille

Local: Old Trafford, em Manchester (ING)
Data: 15/03, terça-feira
Árbitro: Carlos Velasco Carballo (ESP)
Gols: Javier Hernández aos 5'/1T e 30'/2T (Manchester United); Wes Brown, contra, aos 38'/2T (Olympique de Marseille)
Cartões amarelos: Javier Hernández (Manchester United); Mathieu Valbuena e Loïc Rémy (Olympique de Marseille)

Manchester United
Edwin van der Sar, John O'Shea (Rafael aos 37'/1T) (Fábio aos 25'/2T), Chris Smalling, Wes Brown e Patrice Evra; Nani (Anyonio Valencia aos 17'/2T), Michael Carrick, Paul Scholes e Ryan Giggs; Javier Hernández e Wayne Rooney. Técnico: Alex Ferguson.

Olympique de Marseille
Steve Mandanda, Rod Fanni, Gabriel Heinze, Souleymane Diawara e Taye Taiwo; Stéphane Mbia (Jordan Ayew aos 35'/2T) e Benoît Cheyrou; Lucho González; Loïc Rémy, André-Pierre Gignac (Mathieu Valbuena aos 24'/2T) e André Ayew. Técnico: Didier Deschamps.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo