Sem categoria

United se impõe, bate Chelsea e está nas semis da LC

O Manchester United fez valer sua segurança, nas quartas de final da Liga dos Campeões. Jogando em casa, controlou o maior ímpeto ofensivo do Chelsea no começo do jogo. Fez 1 a 0, sofreu o empate quando o rival já tinha um jogador a menos, mas conseguiu virar no minuto seguinte. E, afinal, venceu o jogo de volta por 2 a 1, classificando-se para as semifinais.

Começando com mais velocidade, o Chelsea pressionou bem mais no início do jogo, em busca do primeiro gol. E ele quase veio aos sete minutos. Após lançamento para a área, Ramires dominou, entrou pela área e tentou o chute, mas arrematou fraco, e o goleiro Edwin van der Sar defendeu.

Aos 14, novamente, boa chance dos Blues. Pela esquerda, Ashley Cole chegou e cruzou. Na área, Fernando Torres ajeitou para Nicolas Anelka, que bateu da entrada da área. A bola saiu pela linha de fundo, à esquerda do gol defendido por Edwin van der Sar.

E, já no minuto seguinte, o time de Carlo Ancelotti novamente chegou com perigo ao gol. Malouda veio, novamente pela esquerda, e passou a Frank Lampard. Entrando na área, o meio-campista bateu forte, mandando no canto, mas Van der Sar conseguiu voltar e defender.

Continuando a atacar mais, o Chelsea quase conseguiu marcar aos 23 minutos. Após lançamento para a área, Torres dominou e tentou o chute. A bola foi tirada por Rio Ferdinand, mas sobrou com Anelka, que bateu forte, para fora.

Todavia, aos poucos, o United foi se assentando em campo, e impondo um estilo de jogo mais lento e calmo. E quase conseguiu um lance de mestre aos 26. Em jogada de ataque, Nani cruzou, e Javier Hernández se antecipou a Petr Cech, cabeceando para as redes. Porém, o árbitro português Olegário Benquerença anulou a jogada, alegando impedimento.

No entanto, os visitantes voltaram ao ataque, aos 29 minutos. Após falha de Nemanja Vidic na saída de bola, Anelka dominou, pela direita, chegou à área e tentou driblar Van der Sar. Mas o goleiro conseguiu desarmá-lo, com um carrinho, mandando a bola pela lateral.

E, finalmente, aos 43 minutos, os Red Devils conseguiram abrir o placar, na base da eficiência. Após cobrança de falta de Nani, rebatida pela defesa, a bola sobrou com John O'Shea. E o lateral irlandês passou a Ryan Giggs, que veio livre pela direita, entrou na área e cruzou rasteiro para o meio. A Javier Hernández, só veio o trabalho de escorar para o gol de Cech, fazendo 1 a 0.

No segundo tempo, Carlo Ancelotti decidiu fazer uma alteração no ataque, tirando Fernando Torres e colocando Didier Drogba. E o marfinense rapidamente trouxe movimento: logo no primeiro minuto, Branislav Ivanovic cruzou rasteiro da direita, e o marfinense desviou para fora.

Aos 12 minutos, o camisa 11 dos Blues conseguiria uma chance ainda mais perigosa. Didier Drogba recebeu a bola, virou-se e livrou-se da marcação, e bateu cruzado. A bola passou rente à trave esquerda de Van der Sar. Logo depois, o atacante cobrou falta, e o goleiro do United defendeu, novamente.

Porém, o Chelsea sofreu duro golpe aos 25 minutos. Com os Red Devils tentando sair com a bola, Nani foi derrubado por Ramires. E o meio-campista brasileiro recebeu o segundo cartão amarelo, sendo expulso.

Só que, justamente quando parecia batido, o time visitante conseguiu ganhar uma esperança, com o gol de empate. Aos 32 minutos, Michael Essien lançou do meio-campo. Drogba dominou, livre de marcação, chegou à grande área pela direita e bateu cruzado, no contrapé de Van der Sar, fazendo 1 a 1.

O Manchester United, contudo, não deixou que o gol o abatesse por nenhum minuto. Já no instante seguinte, a bola foi passada a Giggs. E o galês passou a Park Ji-Sung, que entrou livre pela área e chutou cruzado para fazer 2 a 1.

Depois, até houve chances por parte dos visitantes, como num chute de Malouda em que Van der Sar fez boa defesa, aos 44 minutos. Mas nada que impedisse a chegada do United às semifinais da Liga dos Campeões.

Ficha técnica

Manchester United 2×1 Chelsea

Local: Old Trafford, em Manchester
Data: 12/04, terça-feira
Árbitro: Olegário Benquerença (POR)
Gols: Javier Hernández aos 43'/1T e Park Ji-Sung aos 33'/2T (Manchester United); Didier Drogba aos 32'/2T (Chelsea)
Cartões amarelos: John O'Shea e Patrice Evra (Manchester United); Ramires, Florent Malouda e John Terry (Chelsea)
Cartão vermelho: Ramires (Chelsea)

Manchester United
Edwin van der Sar, John O'Shea, Rio Ferdinand, Nemanja Vidic e Patrice Evra; Nani (Antonio Valencia aos 30'/2T), Michael Carrick, Ryan Giggs e Park Ji-Sung; Wayne Rooney e Javier Hernández. Técnico: Alex Ferguson.

Chelsea
Petr Cech, Branislav Ivanovic, Alex (Paulo Ferreira aos 37'/2T), John Terry e Ashley Cole; Ramires, Michael Essien e Frank Lampard; Nicolas Anelka (Salomon Kalou aos 16'/2T), Fernando Torres (Didier Drogba, no intervalo) e Florent Malouda. Técnico: Carlo Ancelotti.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo