Top 10 especial Eurocopa: A um passo do estrelato

A Eurocopa costuma ser o cenário onde muitos jogadores se firmam definitivamente em nível internacional. Foi assim com Marco Van Basten em 1988, Peter Schmeichel em 1992, Pavel Nedved em 1996, Francesco Totti em 2000, Wayne Rooney em 2004 e Xavi e Andrés Iniesta em 2008. E pode ser assim com diversos jogadores em 2012, dependendo das circunstâncias do torneio. Às vésperas da abertura da competição, nós, da Trivela, listamos 10 dos principais candidatos à consagração internacional em 2012. Saiba quem são eles.

Robert Lewandowski (Polônia)

Ídolo nacional, Lewandowski deu um salto gigantesco de qualidade em 2011/12 no Borussia Dortmund. Inicialmente reserva, ganhou a posição de Lucas Barrios e marcou 22 gols na Bundesliga, se consolidando como a principal esperança de gols da equipe, embora ainda perca algumas chances claras. Se cumprir um bom papel na Euro que joga em casa, o centroavante de 24 anos será ainda mais valorizado fora das fronteiras de Alemanha e Polônia.

Alan Dzagoev (Rússia)

Principal revelação do futebol russo nos últimos cinco anos, Alan Dzagoev é outro marinheiro de primeira viagem em grandes competições internacionais. O meia de 22 anos é titular da equipe comandada por Dick Advocaat, joga pelo lado esquerdo. Como seu contrato com o CSKA vence em dezembro, ele é observado com total atenção por diversos grandes europeus e poderá ter a chance de se transferir, dependendo do seu desempenho.

Mario Götze (Alemanha)

Assim como Lewandowski, Götze é bicampeão nacional com o Borussia Dortmund, mas ficou ausente de todo o segundo turno da Bundesliga 2011/12 por causa de uma lesão. Aos 20 anos, é tido como uma das maiores promessas do futebol alemão e terá, em 2012, a oportunidade de disputar sua primeira grande competição internacional com a seleção principal. Poderá ganhar a posição de Thomas Müller no lado direito do meio-campo.

Mats Hummels (Alemanha)

Um dos melhores zagueiros do mundo em 2011/12, Mats Hummels ganhou a posição de titular na seleção alemã e terá na Euro a chance de se firmar na posição de vez  em um time que tem muito potencial. Firme no jogo aéreo e nos passes, compensa a falta de velocidade com uma categoria acima da média para a posição e poderá ser o ponto de partida para a criação de jogadas ofensivas do Nationalelf.

Christian Eriksen (Dinamarca)

Mais jovem jogador da Copa do Mundo de 2010, Christian Eriksen se firmou no time titular do Ajax como um dos principais nomes da conquista do bicampeonato e ganhou também a posição na seleção, que tem pela frente o grupo mais difícil da Euro. Aos 20 anos, o meia busca mostrar que pode ser útil a qualquer grande europeu e ver concretizado o sonho que já manifestou em atuar na Liga Espanhola.

Javi Martínez (Espanha)

Volante de origem, o jogador de 23 anos se adaptou à defesa no esquema do Athletic Bilbao montado por Marcelo Bielsa e fez uma ótima temporada. A prova disso é que clubes como Bayern Munique e Manchester City mostraram interesse em contratá-lo para 2012/13, mas Bielsa o quer no time. Campeão do Mundo como reserva em 2010, poderá ganhar espaço no time nesta Euro e se colocar de vez entre os grandes jogadores do futebol mundial.

Sebastian Giovinco (Itália)

Talentoso desde os tempos da seleção italiana sub-21, Sebastian Giovinco sempre suscitou dúvidas sobre seu futuro por causa da sua baixa estatura e pouco peso – apenas 1,64m e 59 kg –. Em 2011/12, porém, ele parece ter calado de vez os críticos. Com uma temporada espetacular pelo Parma jogando ora de meia, ora como atacante, fez 15 gols, deu 11 assistências. Deve começar na reserva, mas tem potencial para ganhar espaço no decorrer do torneio.

Mario Mandzukic (Croácia)

Líder em gols e assistências do Wolfsburg na temporada, Mario Mandzukic chega para o seu primeiro torneio internacional com status ainda inferior ao de Eduardo da Silva, mas deverá ser titular, porque vive um momento técnico absolutamente superior. Versátil, pode atuar como segundo atacante ou centroavante e ser importante em duas situações que podem decidir partidas: contra-ataques e jogo aéreo.

Ashley Young (Inglaterra)

Preterido do grupo que foi à Copa do Mundo de 2010, Ashley Young vem de duas grandes temporadas na Premier League e atualmente é titular da seleção inglesa. Em seu primeiro torneio internacional, o meia de 26 anos é uma das esperanças para fazer com que a Inglaterra, que não está muito cotada para o título, surpreenda o mundo, passe por cima de favoritas como Alemanha e Espanha e fique com a taça.

Yohan Cabaye (França)

Titular em todas as seleções francesas de base, Yohan Cabaye também era soberano no Lille, mas só teve sua primeira convocação após a Copa do Mundo de 2010. Destaque do time campeão francês em 2010/11, foi vendido ao Newcastle e fez muito sucesso em seu primeiro ano na Premier League. Se tiver um bom desempenho na Euro, o meio-campista de 26 anos poderá ganhar ainda mais espaço no futebol mundial.

Voltar ao Guia