Martins: Apaixonado pela Liga dos Campeões

Muito abusado. Isso é o mínimo que se pode dizer de um atacante que – com 18 anos e menos de 15 partidas oficiais como profissional – já se compara a Ronaldo quando está em frente ao gol adversário. Mas o início de carreira do nigeriano Obafemi Martins, mais conhecido como ´Oba-oba´ pela torcida e chamado de ´Obagol´ no site oficial da Inter, tem sido muito promissor.

As 13 partidas que Martins disputou como profissional já fizeram com que o presidente Massimo Moratti, o treinador Héctor Cúper e o principal nome do atual ataque da equipe, Christian Vieri, elogiassem o jogador. Enquanto o presidente já não tem mais dúvidas de que acertou quando apostou no africano, o treinador é um pouco mais cauteloso nos elogios, afirmando que ele é um pequeno astro que só tende a melhorar. Já Vieri diz que sempre se impressiona com a velocidade de ´Obagol´ nos treinamentos e que tem a certeza de que ele está no caminho certo.

Os números da carreira do jogador, que veste a camisa número 30, também já possuem um certo brilho. Ele chegou à equipe profissional depois de ser artilheiro da equipe de juniores por duas vezes consecutivas. Na recém realizada pré-temporada 2003/4, Martins foi o principal artilheiro da equipe milanesa, com seis gols.

Sua velocidade e agilidade de raciocínio também lhe renderam uma convocação para a seleção nigeriana, mas o atacante ainda não entrou em campo representando seu país. A esperança de Cúper no nigeriano fez com que o argentino não fizesse grande oposição à saída de Crespo, que foi jogar no Chelsea. O treinador afirma que se Julio Cruz – contratado para o lugar de Crespo – não se adaptar, ele acredita que ´Obagol´ e Vieri podem resolver no ataque milanês.

Sem medo de decidir

Martins fez sua estréia como profissional no dia 4 de dezembro de 2002, em um jogo da copa da Itália, contra o Bari. Mas foi na Liga dos Campeões que conseguiu chamar a atenção da imprensa e colocar seu nome em destaque no cenário internacional. Na abertura da edição 2003/4, foi um dos destaques da vitória de sua equipe por 3 a 0 sobre o Arsenal, em Highbury, dando o passe para o primeiro gol e marcando o terceiro.

Ano passado, no mesmo torneio, a Inter jogou contra o Bayer Leverkusen, em terras alemãs – na última rodada da segunda fase -, precisando da vitória para se classificar. Martins marcou seu primeiro gol como profissional, a Inter ganhou de 2 a 0 e classificou-se para as quartas-de-final. Além disso, o africano foi considerado o melhor em campo. Já nas semis, a equipe foi eliminada pelo Milan, no critério de gols marcados fora de casa (as partidas terminaram empatadas por 0 a 0 e 1 a 1). O único gol dos nerazurri nessa fase foi marcado por ele.

É na Liga dos Campeões que ´Oba-oba´ tem se sentido mais à vontade em sua carreira profissional. Dos quatro gols marcados até agora (os seis da pré-temporada não contam, visto que não foram jogos oficiais), três foram assinalados no torneio. Suas comemorações também têm sido um sucesso. A seqüência de piruetas executadas na celebração do gol contra o Leverkusen virou chamada da Liga dos Campeões neste ano, no mais puro estilo ´´I Love This Game´´.

Mas nem tudo são flores

O jogador, porém, está longe de ser uma unanimidade mundial. A imprensa italiana já começa a discutir o fato de uma equipe do porte da Inter de Milão depender tanto de um atleta tão jovem e que marcou apenas quatro gols nas 13 partidas que disputou. Os torcedores também receiam o fato de um jogador tão pouco experiente desempenhar um papel tão importante em uma equipe que, recentemente, teve Ronaldo e Hernán Crespo.

Alguns críticos destacam que o atacante é muito afobado com a bola e que pode acabar se tornando apenas mais um atacante veloz. ´Obagol´ também possui uma grande deficiência nas bolas aéreas. Ele mesmo confessa que, em toda carreira, marcou apenas um gol de cabeça. E por sorte. O time do argentino Cúper, com a chegada de Julio Cruz para fazer a dupla de área com Vieri, deve abusar das bolas alçadas à área.

Essa incompatibilidade entre esquema de jogo e características do jogador fez com que muitos especialistas do calcio discordassem de Moratti quando este recusou uma proposta de empréstimo feita pelo Bologna. O presidente rebateu dizendo que, mais uma vez, resolveu apostar em Martins. Será que ele acertou? A temporada 2003/4 está aí e será a única capaz de responder precisamente a questão.

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo