Sem categoria

Batista faz quatro mudanças na Argentina

A Argentina entrará em campo nesta segunda-feira contra a Costa Rica, no estádio Mario Alberto Kempes, em Córdoba, pressionada pelas más atuações das duas primeiras rodadas da Copa América. Para tentar melhorar o desempenho da albiceleste, o técnico Sergio Batista tentará emular o esquema das Olimpíadas de 2008, quando foi campeão com alguns desses jogadores.

Batista deve levar a campo um time no 4-2-3-1, com a entrada de quatro jogadores no time. O volante Fernando Gago, o meia Ángel Di María e os atacantes Sergio Agüero e Gonzalo Higuaín devem ganhar vaga na equipe. Lionel Messi, principal estrela argentina, deve ser o enganche na linha de três jogadores ofensivos, com Agüero e Di María pelos lados e Higuaín como centroavante. Com isso, Esteban Cambiasso, Éver Banega, Ezequiel Lavezzi e Carlos Tevez deixam a equipe titular.

A imprensa argentina está chamando essa mudança de Batista de “resgate olímpico”. Na época, o técnico foi muito elogiado por fazer o time sub-23 jogar “como as origens argentinas”, algo que Alfio Basile não conseguia fazer no time principal. Batista também foi elogiado por tirar o melhor de Messi na época – o jogador teve atuação destacada na Olimpíada de Pequim.

O time das Olimpíadas começou com Oscar Ustari no gol, que se lesionou para a entrada de Sergio Romero, titular atual. Na defesa, o lateral era Pablo Zabaleta (agora também titular), Nicolás Pareja, Ezequiel Garay (atualmente na reserva) e Luciano Fabián Monzón. Macherano e Gago eram os volantes, e voltarão a repetir a dupla agora. Na linha ofensiva, Juan Román Riquelme era o enganche, com Messi pela direita e Di María pela esquerda. O atacante de referência era Sergio Agüero.

Batista defendeu Messi, muito criticado nos primeiros dois jogos da Argentina. “Eu confio em Messi nos 90 minutos. Temos o melhor jogador do mundo e temos que cuidar dele”, afirmou o técnico, que afirmou que conversou muito com o seu camisa 10, para que “ele jogue como sabe fazer e que o faço sem pressão”.

“Nós sabemos que temos que mudar, tivemos muitas conversas com os jogadores, que estão com muita vontade de reverter a situação”, declarou o treinador. “Tivemos que trabalhar muito o psicológico”.

Sobre as mudanças que fez no time no setor ofensivo, Batista justificou taticamente. “Estamos buscando um pouco mais de profundidade, que não tivemos contra a Bolívia e a Colômbia, por isso colocaremos um ponta”, explicou. O treinador ainda falou sobre a entrada de Fernando Gago no time titular. “Nós precisamos de mais movimentação da bola e Fernando o faz muito bem”, afirmou.

Apesar da situação bastante delicada da Argentina, que já não pode mais ficar em primeiro lugar e pode até mesmo terminar eliminada da primeira fase, Batista disse que não é situação para entrar em desespero.

“Temos que manter a paciência, sabendo que devemos ganhar a partida nos 90 minutos e não nos primeiros 15”, explicou. “A forma como fomos recebidos foi muito boa, tanto em Santa Fe quanto em Córdoba, mas nós temos que dar a alegria a eles para não dar errado”, disse.

A Costa Rica, por sua vez, pode se dar ao luxo de empatar o jogo. Por isso, o time deve entrar em campo sem muita responsabilidade e jogando toda a pressão para o lado albiceleste. Com três pontos, até mesmo uma derrota pode classificar o time da América Central. Isso porque os três pontos podem ser suficientes para ficar entre um dos melhores terceiros colocados, caso o desempenho dos times dos demais grupos sejam ruins. É improvável, mas é possível.

“A Argentina irá sentir a pressão para vencer e irá tentar tudo que puderem para conseguirem, então temos que estar tranquilos. Eles sediam a Copa América”, disse Joel Campbell, destaque costa-riquenho na partida contra a Bolívia. “Não jogamos apenas contra Messi. Nós jogamos contra um sistema, contra um time chamado Argentina. Nós devemos pensar na Argentina como um time, não um jogador, e tentar bloquear o jogo deles”, explicou.

“Nós estamos bem. Não será um jogo fácil porque a Argentina tem grandes talentos. Nós os conhecemos muito bem e tentaremos fazer um bom trabalho para fazer uma partida competitiva”, disse Ricardo La Volpe, técnico da Costa Rica.

Chile e Peru fazem duelo pela liderança

Pelo Grupo C, Chile e Peru entrarão em campo para duelar pela liderança em Mendoza. Já classificados, as duas equipes só definirão as suas posições, uma vez que mesmo uma derrota os colocaria, no mínimo, como um dos melhores terceiros colocados classificados.

Os chilenos podem ter a volta de Matías Fernandez, que ficou fora contra o Uruguai por uma lesão sofrida no primeiro jogo, contra o México. Quem é cotado para começar o jogo nesta posição é Jorge Valdívia, que entrou bem no segundo tempo contra o Uruguai, depois de voltar de lesão.

Os peruanos confiam nas suas duas maiores estrelas entre os convocados, o meia Juan Vargas, da Fiorentina, e o atacante Paolo Guerrero, do Hamburg. Guerrero inclusive é um dos artilheiros da competição, com dois gols marcados, junto com o colombiano Falcao García,

No outro jogo do grupo, o Uruguai enfrenta o México em La Plata buscando uma melhor colocação na tabela. Os mexicanos ainda têm chance matemática de classificação, mas precisarão de uma vitória e, dependendo do resultado da Argentina nesta segunda-feira, poderão já estar eliminados antes mesmo da partida.

O técnico Oscar Tabarez não terá o atacante Edinson Cavani, do Napoli, que se machucou no jogo contra o Chile. O camisa 21 deve ficar dez dias fora e só deve jogar em caso de classificação para a semifinal, na mais otimista das hipóteses. Quem entrará em campo em seu lugar ainda é indefinido. Walter Gargano pode entrar para dar mais força defensiva, enquanto Nicolas Lodeiro pode ser o enganche, se entrar em campo.

Em caso de vitória, os uruguaios podem terminar até mesmo na liderança, caso Peru e Chile fiquem no empate e a Celeste vença por dois ou mais gols de diferença.
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo