A papagaiada de Zurique

O anúncio da Fifa de que o Brasil será sede da Copa do Mundo de 2014 foi um espetáculo, como já era de se esperar, constrangedor.

Competindo contra ninguém, a CBF levou seu trem da alegria para Zurique – cheio de governadores e cartolas, mas sem representantes da conquista de seu último título mundial.

O patético discurso de Lula, que começou com uma piada desnecessária sobre Romário e terminou com uma provocação fora de lugar à Argentina – que não tinha absolutamente nada a ver com o evento de hoje -, combinou perfeitamente com a papagaiada de Zurique.

Enquanto a imprensa da cobertura oficial abre as portas para um oba-oba desmedido, é possível contar nos dedos quem cumpre o papel de fiscalização que cabe ao jornalista.

Na coletiva de Ricardo Teixeira, os repórteres brasileiros foram a horda de puxa-sacos de sempre. Coube aos estrangeiros o papel de fazer perguntas que colocassem o dirigente em dificuldade.

Leia mais na coluna “Enchendo o Pé”, por Cassiano Gobbet:

“Nossa é o escambau”

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo