Olimpíadas

Decisão da medalha de ouro do futebol feminino muda de horário para fugir do calor

Jogo será às 21h no horário local (9h no horário de Brasília) e não às 11h como marcado anteriormente por pedido da TV americana

O jogo entre Canadá e Suécia, que definirá a medalha de ouro do futebol feminino na Olimpíada de Tóquio 2020 mudou de horário. Inicialmente, o jogo aconteceria nesta sexta-feira, às 11h no horário local (23h no horário de Brasília). Agora, a partida será às 21h no horário local (9h em Brasília). A mudança acontece por dois motivos: para fugir do calor e porque o horário era um pedido da TV americana, NBC, e a seleção dos Estados Unidos não estará envolvida. A emissora queria transmitir a partida em horário nobre americano.

Além do horário, a organização também mudou o local do jogo. Saiu de Tóquio e foi para o estádio de Yokohama, na região metropolitana da cidade. Os dois times manifestaram preocupação com o calor no horário que a partida seria disputada, em um evento que tem sido marcado por altas temperaturas. Todos os jogos do torneio feminino até aqui aconteceram depois das 17h no horário local.

A Federação Sueca de Futebol confirmou que escreveu ao Comitê Olímpico Internacional (COI) pedindo a mudança do horário, em concordância com a Federação Canadense de Futebol. “Eu mesma estive em contato com a Fifa hoje e escrevi a eles, então é onde a situação está hoje”, afirmou a chefe do futebol feminino sueco, Marika Domanski Lyfors, em entrevista aos repórteres nesta quinta-feira.

“É primeiramente na saúde das jogadoras que estamos pensando e tentando mudar o horário do jogo. Há uma grande diferença entre jogar à tarde e jogar à noite e estamos muito expostos ao calor”, disse ainda a dirigente.

A Suécia chegou à final do torneio ao vencer a Austrália por 1 a 0 na semifinal. O Canadá conseguiu uma vitória histórica sobre os Estados Unidos na semifinal por 1 a 0, uma vitória que não vinha desde 2001.

NA TV
Canadá x Suécia
Sexta-feira, 6 de agosto, 9h (horário de Brasília)
SporTV 3

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo