Mundo

Mais organizada e com centroavante Brewster inspirado, Inglaterra elimina Brasil no Mundial sub-17

A Inglaterra está na final do Mundial sub-17 depois de vencer o Brasil por 3 a 1 em Calcutá, nesta quarta-feira. Os ingleses contaram com um artilheiro inspirado: Rhian Brewster, do Liverpool, que fez os três gols da Inglaterra no jogo. A trajetória do Brasil, assim, para na semifinal, depois de um jogo épico contra a Alemanha nas quartas, com virada no final do jogo.

LEIA TAMBÉM: Mais de um milhão de pessoas tentaram comprar ingressos para Brasil x Inglaterra no Mundial Sub-17

Em um jogo parelho, o Brasil desperdiçou suas chances no primeiro tempo. O atacante Brenner, do São Paulo, perdeu duas chances de balançar as redes. Os ingleses, mais ajustados em campo, foram mais eficientes. E contaram com uma jogada que se repetiu para chegar à vitória.

Brewster abriu o placar em um cruzamento da esquerda, aos 10 minutos. Ele chutou, o goleiro defendeu e ele marcou no rebote.O Brasil teve a chance do empate em um cruzamento para a área que Lincoln furou e desperdiçou. O empate veio depois de um chute de Paulinho, que Wesley aproveitou para marcar, aos 21 minutos.

Antes mesmo do intervalo, o caminho das pedras da Inglaterra se desenhou pelo lado direito. Steven Sessegnon chegou à linha de fundo, cruzou para trás e o camisa 9 Brewster dominou e marcou, com tranquilidade.

No segundo tempo, o Brasil tentou mostrar ímpeto, mas a Inglaterra pareceu sempre no controle do jogo. A velocidade dos brasileiros em campo dava trabalho, mas o time não conseguia criar chances. Quando saiu o gol, foi novamente de Brewster. Jogada de Emile Smith Rowe pela direita, cruzamento rasteiro e o camisa 9 completou, bem posicionado, para marcar 3 a 1 e praticamente matar o jogo, aos 32 minutos.

Brewster é, sem dúvida, o nome mais falado da Inglaterra nesta campanha. Aos 17 anos, o atacante afirmou em entrevista ao site do Liverpool que escolheu o clube justamente pela fama de dar oportunidade aos jovens. Ele era da base do Chelsea até os 14 anos, quando decidiu mudar de clubes e escolheu os Reds.

Com o desempenho no Mundial sub-17, é bem provável que haja uma pressão para usar mais o jovem atacante. Jürgen Klopp, que começa a sentir o calor da pressão pelos maus resultados, relacionou o jogador para uma partida do time principal, mas ele não foi usado. Ele já elogiado pelo treinador em setembro.

“Eu o acompanho por mais de um ano e para jogadores da sua idade, é bom. Fisicamente forte, maravilhosamente habilidoso, um verdadeiro atacante, bom finalizador, ética de trabalho fantástica e tudo isso”, analisou Klopp, logo depois do jogo contra o Crystal Palace. “Ele está em um caminho muito bom, ele é um garoto muito bom”.

Com a vitória, a Inglaterra buscará o segundo título mundial de base neste ano. Em junho, a seleção dos Três Leões conquistou o título mundial sub-20 na Coreia do Sul, vencendo uma surpreendente Venezuela.

No sub-17, na Índia, os ingleses tentarão o título da categoria no sábado, dia da final. O jogo será 12h30 e terá transmissão no Brasil do SporTV e da Band. O Brasil joga a decisão do terceiro lugar, também no sábado, às 9h30. Confira a Programação de TV na sexta-feira para mais informações.

Veja as escalações e dados do jogo no site da Fifa.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo