Mundo

Foi bonito ver a reverência de Cristiano Ronaldo ao superar uma marca de Pelé

Chegar à marca de 770 gols em jogos oficiais é um feito realmente incrível. Foi o que conseguiu Cristiano Ronaldo neste fim de semana na vitória da Juventus sobre o Cagliari com três gol do português. A discussão sobre ser o maior artilheiro da história do futebol é longa, já que são registrados 1282 gols em todos os jogos, com 767 gols em jogos oficiais e você pode ver a lista de todos os gols no Futdados. Independente da discussão, a postura de Cristiano Ronaldo com relação à marca de Pelé foi de muito respeito a admiração.

Confira o que escreveu Cristiano Ronaldo no seu Instagram:

As últimas semanas foram cheias de notícias e estatísticas me considerando o maior artilheiro da história do futebol, superando os 757 gols em jogos oficiais. Apesar de estar grato pelo reconhecimento, agora é o momento de explicar por que eu não reconheci esse recorde até este momento.

Minha admiração eterna e incondicional pelo senhor Edson Arantes do Nascimento, assim como é o respeito pelo futebol jogado no meio do século 20, me levaram a contar seus 767 gols, assumindo seus nove gols pela seleção paulista, assim como seu único gol pela seleção brasileira do Exército, como gols oficiais. O mundo mudou desde então e o futebol mudou também, mas isso não significa que nós podemos apagar a história de acordo com nossos interesses.

Hoje [domingo, 14] eu cheguei ao 770º gol oficial na minha carreira profissional e minhas primeiras palavras vão diretamente para Pelé. Não há jogador no mundo que não tenha crescido ouvindo as histórias sobre seus jogos, seus gols e seus feitos, e não sou exceção. E por esta razão, eu estou cheio de alegria e orgulho ao reconhecer o gol que me coloca no topo da lista de artilheiro do mundo, superando o recorde de Pelé, algo que nunca poderia ter sonhado enquanto era uma criança de Madeira.

Obrigado a todos que fizeram parte desta incrível jornada comigo. Aos meus companheiros, aos meus adversários, aos torcedores do jogo bonito por todo o mundo e, acima de tudo, à minha família e amigos próximos: acreditem quando eu digo que eu não poderia ter feito isso sem vocês.

Agora eu mal posso esperar para os próximos jogos e desafios! Os próximos recordes e troféus! Acreditem em mim, esta história está longe de terminar. Meu futuro é amanhã e ainda há muito a vencer pela Juventus e por Portugal!

Juntem-se a mim nesta jornada! Vamos!

Pelé foi igualmente muito respeitoso com Cristiano Ronaldo parabenizando o português pelo feito. Mais do que isso: disse que a única coisa que ele lamentou é não poder dar um abraço no camisa 7 da Juventus.

“Cristiano, a vida é um voo solo. Cada um faz a sua própria jornada. E que bela jornada você está tendo! Eu te admiro muito, adoro te ver jogar e isso não é segredo para ninguém. Parabéns por quebrar o meu recorde de gols em partidas oficiais. A minha única lamentação é não poder te dar um abraço hoje. Mas deixo essa foto em sua homenagem, com muito carinho, como símbolo de uma amizade que já existe há muitos anos”.

A discussão sobre jogos oficiais e não oficiais é importante e não dá para achar que tudo é igual nos anos 1950, 1960 e 1970 e atualmente, nos anos 2020. De qualquer forma, é muito legal ver o respeito e carinho que os dois supercraques se trataram. O feito de Cristiano Ronaldo é notável e dificílimo de ser batido. Quebrar uma marca de Pelé, qualquer que seja ela, é sempre algo admirável.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo