Mundo

Após 11 anos de supremacia do Real, United volta a ser o clube com mais receita do mundo

Uma opinião comum, quando o Manchester United bateu o recorde de transferências para contratar Pogba da Juventus, era que esse negócio, por mais que envolvesse valores absurdos, faria sentido dentro da saúde financeira do clube inglês. O relatório da Deloitte, que tradicionalmente publica o raking mundial de faturamento (a Football Money League), confirma que, se há um time que pode pagar mais de € 100 milhões em um jogador sem suar atualmente, esse time é o Manchester United.

LEIA MAIS: United e Liverpool protagonizaram um grande jogo, mas o empate prevaleceu

Depois de 11 anos de liderança do Real Madrid, o United voltou a liderar a Football Money League, com um faturamento de € 689 milhões durante a temporada 2015/16, crescendo bastante dos € 519.5 milhões da época anterior – quando não disputou a Champions League. O Real Madrid caiu para terceiro lugar, com faturamento de € 620.1 milhões, atrás do Barcelona, com € 620.2. Esses são os únicos três clubes que chegaram aos € 600 milhões.

Dois aspectos interessantes: o Manchester United conseguiu esse valor sem grande sucesso esportivo – duas vezes fora da Champions League nas últimas três temporadas e sem jogar o mata-mata desde 2013/14 – e sem o dinheiro do bilionário novo acordo de TV da Premier League, que começa a valer em 2016/17. Ainda assim, de acordo um dos sócios da Deloitte, Dan Jones, ele terá dificuldades para se manter no primeiro lugar da lista, posto que não ocupava desde 2003/04.

“Em anos recentes, a habilidade (do Manchester United) de conseguir assegurar acordos comerciais com valores melhores que os de seus colegas foi o fator crucial para permitir que o clube assumisse o topo da Money League”, afirmou Dan Jones. “Isso dito, eles vão encarar uma forte competição do Barcelona e do Real Madrid para continuar em primeiro lugar no próximo ano, por causa da ausência da Champions League, o enfraquecimento da libra em relação ao euro, em longo prazo, quando os clubes entrarem no mercado comercial exigindo acordos parecidos, usando o precedente do United”.

O fato de o novo acordo de TV ainda não ter sido considerado para essa lista é impressionante porque, entre os 20 primeiros, já existem oito clubes da Premier League: além do United, City (5º), Arsenal (7º), Chelsea (8º), Liverpool (9º), Tottenham (12º), West Ham (18º), e o Leicester (20º), que apareceu na relação por causa da sua campanha vitoriosa no Campeonato Inglês e que, segundo a Deloitte, deve permanecer por já ter se classificado para as oitavas de final da Champions League.

Com o provável crescimento financeiro de clubes ingleses na próxima edição da lista, é também provável que pelo menos um dos gigantes de Milão não apareça mais na relação dos 20 clubes mais ricos do mundo. O Milan, com faturamento de € 214 milhões, é o 16º colocado, e a Internazionale, com € 179.2 milhões, a 19ª colocada. O time mais rico da Itália é obviamente a Juventus (€ 341.1 milhões), em 10º lugar, seguida pela Roma (€ 218.2 milhões), em 15º.

O Paris Saint-Germain (€ 520.9), sexto colocado, é o único time francês entre os 20 primeiros. O Zenit (€ 196.5 milhões), o único russo, em 17º lugar. A Alemanha aparece com o Bayern de Munique (€ 592 milhões), em quarto, o Borussia Dortmund (€ 283.9 milhões), em 11º, e o Schalke 04 (€ 224.5 milhões), em 14º. O Atlético de Madrid é o único espanhol além de Barcelona e Real Madrid, com faturamento de € 228.6 milhões e a 13ª posição do ranking.

Confira a lista completa dos 20 clubes que mais faturaram em 2015/16:

*Números em milhões de euros; entre parênteses, o faturamento de 2014/15

1º – Manchester United: 689 (519.5)
2º – Barcelona: 620.2 (560.8)
3º – Real Madrid: 620.1 (577)
4º – Bayern de Munique: 592 (474)
5º – Manchester City: 524.9 (463.5)
6º – Paris Saint-Germain: 520.9 (480.8)
7º – Arsenal: 468.5 (435.5)
8º – Chelsea: 447.4 (420)
9º – Liverpool: 403.8 (391.8)
10º – Juventus: 341.1 (323.9)
11º – Borussia Dortmund: 283.9 (280.6)
12º – Tottenham: 279.7 (257.5)
13º – Atlético de Madrid: 228.6 (176.6)
14º – Schalke 04: 224.5 (219.7)
15º – Roma: 218.2 (179.1)
16º – Milan: 214.7 (199.1)
17º – Zenit: 196.5 (167.8)
18º – West Ham: 192.3 (160.9)
19º – Internazionale: 179.2 (164.8)
20º – Leicester: 172.1 (137.2)

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo