Mundial de Clubes

Mundial de Clubes turbinado é cartada da FIFA para impor seu calendário aos clubes em 2025

Copa do Mundo de Clubes em 2025 implica em alteração radical da programação dos clubes e provocará polêmica

A divulgação das datas do Mundial de Clubes de 2025 pela FIFA impõe um enorme desafio para a formatação dos calendários dos clubes. A competição será realizada nos Estados Unidos entre 15 de junho e 13 de julho de 2025, uma reserva de datas de 29 dias apenas para a realização dos jogos, sem contar adaptação aos fusos horários, deslocamentos e apresentações oficiais. Por baixo, os clubes classificados precisarão dedicar cerca de 35 a 40 dias de seus calendários para o Mundial da FIFA.

Resta saber qual será a reação dos clubes, principalmente os europeus. As datas de encerramento das principais ligas da Europa em 2024 dão uma pista do imbróglio de calendário que o Mundial da FIFA provocará um ano depois. O Campeonato Espanhol e o Campeonato Italiano terminam em 26 de maio de 2024, oito dias após o encerramento do do Campeonato Alemão. A Premier League tem a última rodada programada para 19 de maio de 2024. A Champions League de 2023/24 tem a final programada para o primeiro dia de junho de 2024, em Londres. Tendo como base esse padrão, as férias dos jogadores dos clubes europeus classificados serão impactadas no verão de 2025.

Entre as duas principais confederações que fazem parte da FIFA, a europeia e sul-americana, este mês de Mundial de Clubes provocará muitas dores de cabeça e terá impacto nos calendários nacionais e regionais da temporada 2024/25. No Brasil, onde as temporadas seguem o calendário padrão anual (começam e terminam dentro do mesmo ano) ainda será preciso lidar com os campeonatos estaduais, a Copa do Brasil, as datas para jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo de Seleções. O Brasil tem dois jogos marcados para junho de 2025, por exemplo: Equador, fora, e Paraguai, em casa. A última Data FIFA de 2023 interrompeu o Campeonato Brasileiro da Série A por 12 dias. Como encontrar 12 datas em junho de 2025 sendo que metade do mês será reservado para o Mundial de Clubes? Apenas um aperitivo do que será preciso para encaixar o calendário de 2025 para o padrão FIFA.

Fazer da Copa do Mundo de Clubes um evento que tenha repercussão semelhante ao Mundial de Seleções é a grande cartada da FIFA para dominar o futebol dos clubes. Desde que decidiu entrar nesse mercado, em 2000, a entidade tenta, sem sucesso, emplacar uma competição de clubes que gere o mesmo impacto da Champions League. Não é segredo para ninguém que a Uefa, a dona do futebol europeu, incomoda muito a FIFA com a Champions, a Euro e a Nations League. As maiores estrelas do futebol europeu jogam sob a bandeira da Uefa muito mais tempo que sob a da FIFA. Não tem almoço grátis.

Palmeiras, Flamengo e Fluminense estarão no torneio

Como quem manda é a FIFA, o calendário para 2025 será formatado a partir de sua nova tentativa de fazer do Mundial de Clubes que gere no mundo e, principalmente na Europa, o frisson sem paralelo que provoca no Brasil. Por enquanto, os sul-americanos classificados para este novo torneio são Palmeiras, Flamengo e Fluminense. Os europeus: Chelsea, Real Madrid e Manchester City. No total, 13 clubes estão confirmados. Além dos europeus e sul-americanos, as vagas garantidas são de Al Hilal (Arábia Saudita), Urawa Red Diamonds (Japão), Al Ahly (Egito), Wydad Casablanca (Marrocos), Monterrey e León (México) e Seattle Sounders (EUA).

Com o poder político e econômico que exerce, a FIFA certamente jogará duro com os clubes para que seu Mundial seja priorizado. Uma coisa era desistir de disputar a Copa Intercontinental, como muitos europeus fizeram, porque a FIFA não era organizadora. Dizer não para a entidade de Gianni Infantino são outros quinhentos. 

Para o Brasil fica a perspectiva de um calendário que seguirá impedindo pré-temporada decente e excursões internacionais. O Mundial de Clubes deve ser realizado a cada quatro anos, uma temporada antes da Copa do Mundo de Seleções. Não está descartada a realização de outros torneios de clubes sob a chancela da FIFA no período entre a Copa de Clubes.

Além de impor a receita do bolo, a FIFA também quer fazer a divisão das fatias.

A conferir.

Foto de Mauricio Noriega

Mauricio Noriega

Colunista da Trivela
Botão Voltar ao topo